CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

26 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1731 -  26/03/2015 

7235. Evangelho de 5ª feira (26-03-2015) - Gn 17, 3-9; Sl 104; Jo 8, 51-59 - Jesus disse aos judeus: “Em verdade, em verdade vos digo: se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”. Disseram então os judeus: “Agora sabemos que tens um demônio. Abraão morreu e os profetas também, e tu dizes: “Se alguém guardar a minha palavra jamais verá a morte”. Acaso és maior do que nosso pai Abraão, que morreu, como também os profetas? Quem pretendes ser?” Jesus respondeu: “Se me glorifico a mim mesmo, minha glória não vale nada. Quem me glorifica é o meu Pai, aquele que vós dizeis ser o vosso Deus. No entanto, não o conheceis. Mas eu o conheço e, se dissesse que não o conheço, seria um mentiroso, como vós! Mas eu o conheço e guardo a sua palavra. Vosso pai Abraão exultou, por ver o meu dia; ele o viu, e alegrou-se”. Os judeus disseram-lhe então: “Nem sequer cinquenta anos tens, e viste Abraão!” Jesus respondeu: “Em verdade, em verdade vos digo, antes que Abraão existisse, eu sou”. Então eles pegaram em pedras para apedrejar Jesus, mas ele escondeu-se e saiu do Templo. 

Recadinho: - O que se pode fazer para divulgar a vida da Igreja? (Você também é Igreja!) - Os pontos negativos que surgem atrapalham muito? - Viver o Batismo recebido implica em que fatores? - Que tipo de testemunho de vida mais lhe agrada? - Qual deve se nossa atitude quando vemos alguém que é injustiçado ou caluniado? 

7236. Chiara Lubich: por uma política de Comunhão - No dia 14 de março de 2015, a cidade de Curitiba (PR) sediou o Fórum “Chiara Lubich: por uma política de Comunhão”, que debateu o pensar e o agir político da fundadora do Movimento dos Focolares para a construção de uma nova realidade política e civil. Participaram do evento políticos de diversos partidos, acadêmicos e pessoas ligadas ao mundo jurídico. Com o tema “Política para a unidade fazendo toda a diferença no mundo”, o Fórum, que ocorreu no dia que marcou o 7º aniversário de falecimento de Chiara Lubich, foi realizado simultaneamente no Parlamento de Roma (Itália), no Conselho da Europa em Estrasburgo (França), no Parlamento em Seul (Coreia), e ainda no Canadá, Colômbia, Honduras, Alemanha, Portugal, República Checa, Tanzânia, Hungria e Estados Unidos. Em abril de 2014, Curitiba (PR) tornou-se a primeira cidade fora do continente europeu a receber o prêmio “Chiara Lubich pela Fraternidade”, criado pelo prefeito de Rocca di Papa, cidade da região metropolitana de Roma, em 2008. O prêmio leva o nome da fundadora do Movimento dos Focolares e é concedido a cidades e governantes que promovem a paz, os direitos humanos, a justiça social e a fraternidade em seus atos administrativos. Os temas principais abordados no Fórum foram: Movimento Político Pela Unidade no Brasil e no mundo e sua expressão política; O Pensar e o Agir Político de Chiara Lubich; Painel Política para a Unidade, fazendo a diferença no mundo; Chiara Lubich e a Cidade: Implicações para o agir político-social; Civitas: Escolas de formação cidadã para jovens. Houve também espaço para depoimentos dos participantes. 

7237. Suécia promove oração ecumênica em favor dos cristãos perseguidos - “Para os fiéis, a oração é uma força importante. Por isso, pedimos que, nas celebrações do Domingo de Ramos, 29 de março/2015, seja feita uma oração comum para os cristãos perseguidos no Oriente Médio”, disse a secretária-geral do Conselho Cristão da Suécia, Karin Wiborn. “Estamos ansiosos e preocupados com os nossos irmãos e irmãs cristãos que na maioria pertencem à antiga Igreja do Oriente”, frisou Wibor, frisando que “a oração pode mudar muita coisa!” Muitos membros de Igrejas e organizações estão trabalhando no Oriente Médio para ajudar as pessoas provadas pelas devastações das guerras, explica o Conselho Cristão da Suécia, evidenciando que, não obstante os esforços, a situação é extremamente grave. As Igrejas na Suécia lançam um apelo “aos políticos para que façam de tudo para proteger as pessoas e garantir a paz e a justiça”. Nos últimos meses, as Igrejas pediram várias vezes ao Ministério das Relações Exteriores que “promovam a liberdade religiosa através de iniciativas de política exterior”.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
AMAURI ELIAS DA SILVA
 
 
PADRE HÉLIO DE CARVALHO NAVES
Equipe Missionária de Tietê
Festejando 59 anos de idade

24 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1729   -  24/03/2015 

7227. Evangelho de 3ª feira (24-03-2015) - Nm 21, 4-9; Sl 101; Jo 8, 21-30 - Jesus disse aos fariseus: “Eu parto, e vós me procurareis, mas morrereis no vosso pecado. Para onde eu vou, vós não podeis ir”. Os judeus comentavam: “Por acaso, vai-se matar? Pois ele diz: “Para onde eu vou, vós não podeis ir?” Jesus continuou: “Vós sois daqui debaixo, eu sou do alto. Vós sois deste mundo, eu não sou deste mundo. Disse-vos que morrereis nos vossos pecados, porque, se não acreditais que eu sou, morrereis nos vossos pecados”. Perguntaram-lhe pois: “Quem és tu, então?” Jesus respondeu: “O que vos digo, desde o começo. Tenho muitas coisas a dizer a vosso respeito, e a julgar, também. Mas aquele que me enviou é fidedigno, e o que ouvi da parte dele é o que falo para o mundo”. Eles não compreenderam que lhes estava falando do Pai. Por isso, Jesus continuou: “Quando tiverdes elevado o Filho do Homem, então sabereis que eu sou, e que nada faço por mim mesmo, mas apenas falo aquilo que o Pai me ensinou. Aquele que me enviou está comigo. Ele não me deixou sozinho, porque sempre faço o que é de seu agrado”. Enquanto Jesus assim falava, muitos acreditaram nele. 

Recadinho: - O que lhe sustenta para ser sempre firme e perseverante na fé? - Como consegue manter a paz com todos? - Os que sofrem, principalmente os desprezados, são bem amparados pela sociedade? - Dê algum exemplo de ação justa e misericordiosa. - Pense em alguém importante que é humilde. 

7228. No Paquistão, atacadas duas igrejas, uma católica e outra protestante - “Com pesar, com profundo pesar, recebi a notícia dos atentados terroristas de hoje (15/março/2015) contra duas igrejas na cidade de Lahore, no Paquistão, que provocaram numerosos mortos e feridos! São igrejas cristãs! Os cristãos são perseguidos! Nossos irmãos derramam o sangue somente porque são cristãos! Ao tempo em que asseguro minha oração pelas vítimas e por suas famílias, peço ao Senhor, imploro ao Senhor, fonte de todo bem, o dom da paz e a concórdia para aquele país, e para que esta perseguição contra os cristãos que o mundo busca esconder, tenha fim e haja a paz!” (Papa Francisco, 15/março/2015) 

7229. Paixão de Cristo representada em Brasília - O grupo Pastoreio Jovem Militar de Brasília (DF) está preparando a 3ª edição do musical “Paixão de Cristo”, que representará a prisão, flagelação e morte de Jesus Cristo. Com duração de 1h40, a apresentação do musical se dará na Sexta-Feira Santa, dia 03 de abril/2015, em três sessões: às 09h na Catedral Militar Rainha da Paz (no Eixo Monumental); e na Capelania do Corpo de Bombeiros (Setor Policial Sul), às 18h e às 21h30. Os organizadores calculam que aproximadamente 1500 pessoas estarão presentes à participação, cuja entrada é gratuita. A grande produção conta com a colaboração de 100 pessoas, entre atores, diretores, fotógrafos, comunicadores, iluminadores, designers, maquiadores, músicos e figurinistas. Sarah Bertina, diretora geral, falou sobre o evento: “Trata-se de um grande desafio, mas também uma forma de evangelizar. É tudo muito intenso. Minha expectativa é de que o musical traga renovação para as pessoas. Espero que após assistirem elas saiam diferentes, melhores e meditando sobre a vida e os ensinamentos de Jesus”. O intérprete de Jesus Cristo, Hugo Passos, também se manifestou: “Participar do musical é para mim um momento de fazer a experiência com Jesus crucificado, com suas dores, angústias, sofrimentos. É um momento de refletir e vivenciar esse amor "absurdo", sem igual, que levou Jesus, que tudo podia e tudo pode, a dar a sua vida na cruz por amor a mim. Minha alma estremece, e seu sacrifício me enche de gratidão. Comunicar esse amor através do espetáculo é algo de muito valor, uma enorme alegria!” 

7230. Cruz suprema prova de Amor! - “A Cruz de Cristo é a prova suprema do amor de Deus por nós: Jesus nos amou “até o fim” (Jo 13, 1), ou seja, não somente até o último instante da sua vida terrena, mas até o extremo limite do amor. Se na criação o Pai deu-nos a prova de seu imenso amor dando-nos a vida, na paixão e na morte do Filho deu-nos a prova das provas: veio sofrer e morrer por nós. E isso, por amor: tão grande é a misericórdia de Deus! Porque nos ama, nos perdoa. Com a sua misericórdia Deus perdoa tudo, e Deus perdoa sempre. Maria, Mãe de misericórdia, coloque em nosso coração a certeza de que somos amados por Deus. Que ela esteja próxima de nós nos momentos de dificuldade e nos conceda os sentimentos de seu Filho, a fim de que o nosso itinerário quaresmal seja experiência de perdão, de acolhimento e de caridade”. (Papa Francisco, 15/março/2015)

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

23 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1728  -  23/03/2015

7223. Evangelho de 2ª feira (23-03-2015) - de S.Turíbio de Mogrovejo
- Dn 13, 1-9.15-17.19-30.33-62 (breve: Dn 13, 41c-62; Sl 22; Jo 8, 1-11 - Jesus foi para o monte das Oliveiras. De madrugada, voltou de novo ao Templo. Todo o povo se reuniu em volta dele. Sentando-se, começou a ensiná-los. Entretanto, os mestres da Lei e os fariseus trouxeram uma mulher surpreendida em adultério. Levando-a para o meio deles, disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi surpreendida em flagrante adultério. Moisés na Lei mandou apedrejar tais mulheres. Que dizes tu?” Perguntavam isso para experimentar Jesus e para terem motivo de o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, começou a escrever com o dedo no chão. Como persistissem em interrogá-lo, Jesus ergueu-se e disse: “Quem dentre vós não tiver pecado, seja o primeiro a atirar-lhe uma pedra”. E tornando a inclinar-se, continuou a escrever no chão. E eles, ouvindo o que Jesus falou, foram saindo um a um, a começar pelos mais velhos; e Jesus ficou sozinho, com a mulher que estava lá, no meio, em pé. Então Jesus se levantou e disse: “Mulher, onde estão eles? Ninguém te condenou?” Ela respondeu: “Ninguém, Senhor”. Então Jesus lhe disse: “Eu, também, não te condeno. Podes ir, e de agora em diante não peques mais”.
 
Recadinho: - Você procura ser igualmente justo com todos? - Você perdoa? Sempre? - Você usa de bondade e misericórdia para com seu próximo? - Em sua comunidade há pessoas que são humilhadas e desprezadas? - Somos fáceis em julgar nosso próximo. Você procura estar atento a este risco?
 
7224. Vaticano condena recrutamento de crianças no Oriente Médio - No dia 17 de março de 2015, o Observador permanente do Vaticano junto às Nações Unidas em Genebra, Dom Silvano Tomasi, discursou na 28ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos. A plenária do Palácio das Nações foi aberta para as considerações dos países sobre a apresentação do relatório da Comissão Internacional Independente de Investigação na República Árabe da Síria. As investigações apontaram que, desde o início da guerra na Síria, 4 anos atrás, cerca de 10 milhões de pessoas abandonaram o país. Destes, cerca de 3 milhões, principalmente mulheres e crianças, são hoje refugiados nos países vizinhos. Crianças sofrem as brutais consequências do conflito, sendo recrutadas, treinadas e usadas em combate, até mesmo como escudos humanos em ataques militares. O auto proclamado Estado Islâmico piorou ainda mais a situação treinando e usando crianças como kamikazes, matando crianças de outras religiões e etnias, vendendo-as como escravas, executando muitos meninos e outras atrocidades. Hoje, no mundo, são 10 milhões de crianças apólides, que não têm uma nacionalidade! A ONU aponta que ao menos 30 mil crianças fugidas da Síria hoje estão no limbo daquelas sem cidadania. Destas, 3,5 mil não têm família ou identidade. “São crianças-fantasmas”, destacou Dom Tomasi, ao exortar a comunidade internacional que ao “simplificar os mecanismos e exigências para o registro” dá um passo para resolver a chaga das crianças apólides. Ao terem uma identidade, estas crianças precisam de educação, aponta o Observador da Santa Sé, ao destacar que o relatório apontou que ao menos 5 mil escolas foram destruídas na Síria, onde mais de 1,5 milhão de estudantes não têm mais acesso aos estudos. “O Estado Islâmico ainda fechou uma grande quantidade de escolas em regiões por ele controladas”, recordou ainda Dom Tomasi ao advertir que “a comunidade internacional, como um todo, parece ter menosprezado a extensão da crise na Síria”.
 
7225. Muitos morrem por causa da eutanásia escondida - “Neste momento da história o homem foi tirado do centro, foi atirado para a periferia e, no centro, pelo menos neste momento, está o poder, o dinheiro. Neste mundo, os jovens são expulsos. São expulsas as crianças, porque se pretendem famílias pequenas e são expulsos os idosos. Muitos deles morrem pela eutanásia escondida, porque não se cuida deles”. (Papa Francisco, 7/abril/2014)
 
7226. Medo ruim e medo bom - “No Evangelho, Jesus repete muitas vezes “Não tenham medo!” E diz muitas vezes, porque sabe que o medo é algo normal: temos medo dos desafios da vida, medo diante de Deus. Todos temos medo, todos. Não temos que preocupar-nos com ter medo, mas devemos tentar esclarecer a situação. Há um medo ruim e um medo bom: este último é a prudência. O medo ruim te nubla, não te deixa atuar. É deste temos que afastar-nos!” (Papa Francisco, 7/abril/2014, ao responder a perguntas de cinco jovens belgas)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
HÉLIO MAGDALENA JUNIOR

20 de março de 2015

19 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1724  -  19/03/2015

7204. Evangelho de 5ª feira (19-03-2015) - S. José, esposo de Maria - 2Sm 7, 4-5a.12-14a.16; Sl 88; Rm 4, 13.16-18.22; Mt 1, 16.18-21.24a (ou Lc 2, 41-51a.) - Jacó gerou José, o esposo de Maria, da qual nasceu Jesus, que é chamado o Cristo. A origem de Jesus Cristo foi assim: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, e, antes de viverem juntos, ela ficou grávida pela ação do Espírito Santo. José, seu marido, era justo e, não querendo denunciá-la, resolveu abandonar Maria em segredo. Enquanto José pensava nisso, eis que o anjo do Senhor apareceu-lhe, em sonho, e lhe disse: “José, Filho de Davi, não tenhas medo de receber Maria como tua esposa, porque ela concebeu pela ação do Espírito Santo. Ela dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados”. Quando acordou, José fez conforme o anjo do Senhor havia mandado. 
 
Recadinho: - Descendente de Davi, José fazia parte dos planos de Deus para o mundo. - Nós também, em nossa humildade, fazemos parte dos planos de Deus! - Temos nossa missão a realizar neste mundo! - O evangelista apresenta-nos a ficha de José: era um homem justo! Se era justo, era santo! - José se sujeita aos planos de Deus, sem questionamentos! Foi um homem realizado! Posso dizer o mesmo? Por que sim... por que não?
 
7205. Hoje para muitos católicos é dia de grande festa! - Celebramos S. José, esposo de Maria, patrono da Igreja e pai adotivo de Jesus. No dia 1º de maio nós o celebramos como padroeiro dos operários. A Bíblia não fala muito dele. No entanto, o amor cristão faz de cada palavra do Evangelho de S. Mateus um ensinamento novo para a vida. Ele é o patriarca, o grande pai. S. José é o amigo do povo, dos pobres, dos pequeninos, dos perseguidos e dos sofredores. Da Bíblia, recebeu o título maior que ela costuma dar a alguém: Justo! São José era um homem “justo”, modelo para o lar e para o operário. A simplicidade e a fidelidade fizeram de S. José o protetor escolhido para Maria e para o próprio Jesus, bem como para todos nós. E nós, em nosso site e no You Tube, oferecemos um PPS e um vídeo em torno dele. S. José, sede nosso incentivo na caminhada para que vivamos como verdadeiros discípulos missionários do Senhor!
 
7206. O poder é o serviço - “O verdadeiro poder é o serviço, é cada vez mais exercer esse serviço que está na cruz. Serviço humilde, concreto, rico de fé. E S. José serve como exemplo (…) para acolher a humanidade, principalmente os mais pobres, os mais fracos, aqueles que têm fome e sede”. (Papa Francisco, quando assumiu oficialmente seu ministério, em 19/março/2013)
 
7207. O maior serviço é o serviço aos outros! - “O maior serviço é o serviço aos outros: esta é a regra. E, todavia, desde as origens até hoje, houve sempre “lutas de poder na Igreja”, inclusive em nosso modo de falar. Por exemplo, querer se promover! A verdadeira promoção é a promoção à humilhação, pois é a que mais se assemelha a Jesus. Santo Inácio de Loyola, nos “Exercícios Espirituais”, pedia ao Senhor Crucificado a graça das humilhações!” (Papa Francisco, 21/maio/2013)
 
7208. Encontro entre os jovens e os idosos - "Relembramos a Festa da Apresentação de Jesus no Templo, que é chamada também “a festa do encontro”: o encontro entre Jesus e o seu povo. “Quando Maria e José levaram o seu filho ao Templo de Jerusalém, realizou-se o primeiro encontro entre Jesus e o seu povo, representado pelos dois anciãos, Simeão e Ana (Lc 2, 22-40). Aquele foi também um encontro dentro da história do povo, um encontro entre os jovens e os idosos: os jovens eram Maria e José com o seu recém-nascido e os anciãos eram Simeão e Ana, dois personagens que sempre frequentavam o Templo". (Papa Francisco, 02/fevereiro/2014)
 
7209. Movimento no Santuário Nacional de 09 a 15/março/2015 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 09 a 15/março/2015 circularam pelo Santuário 156.038 visitantes. No sábado, 14 de março, o Santuário recebeu 56.694 pessoas e, no domingo, 15 de março, o número foi de 66.438 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 32.906. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 44.757 visitantes no sábado, dia 21 de março/2015, e 82.543 no domingo, dia 22 de março.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
JOSÉ CARLOS RAIMUNDO DA SILVA
 
 
MAURO PAULINO DE MOURA (CIPIÃO)

18 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1723  -   18/03/2015 

7201. Evangelho de 4ª feira (18-03-2015) - S. Cirilo de Jerusalém - Is 49, 8-15; Sl 144; Jo 5, 17-30 - Jesus respondeu aos judeus: “Meu Pai trabalha sempre, portanto também eu trabalho”. Então, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque, além de violar o sábado, chamava Deus o seu Pai, fazendo-se, assim, igual a Deus. Tomando a palavra, Jesus disse aos judeus: “Em verdade, em verdade vos digo, o Filho não pode fazer nada por si mesmo; ele faz apenas o que vê o Pai fazer. O que o Pai faz, o Filho o faz também. O Pai ama o Filho e lhe mostra tudo o que ele mesmo faz. E lhe mostrará obras maiores ainda, de modo que ficareis admirados. Assim como o Pai ressuscita os mortos e lhes dá a vida, o Filho também dá a vida a quem ele quer. De fato, o Pai não julga ninguém, mas ele deu ao Filho o poder de julgar, para que todos honrem o Filho, assim como honram o Pai. Quem não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou. Em verdade, em verdade, eu vos digo, quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, possui a vida eterna. Não será condenado, pois já passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade, eu vos digo: está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus e os que a ouvirem viverão. Porque, assim como o Pai possui a vida em si mesmo, do mesmo modo concedeu ao Filho possuir a vida em si mesmo. Além disso, deu-lhe o poder de julgar, pois ele é o Filho do Homem. Não fiqueis admirados com isso, porque vai chegar a hora em que todos os que estão nos túmulos ouvirão a voz do Filho e sairão: aqueles que fizeram o bem, ressuscitarão para a vida; e aqueles que praticaram o mal, para a condenação. Eu não posso fazer nada por mim mesmo. Eu julgo conforme o que escuto, e meu julgamento é justo, porque não procuro fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 

Recadinho: - Quando recebemos o dom da Vida? - Há maneiras diversas de atentar contra a vida? - Temos tendência para julgar nosso próximo? - Como encaramos a realidade da morte? É difícil pensar nela? - Tem em mente alguém de seu relacionamento que teve vida santa e não está mais entre nós? 

7202. Estado Islâmico destruiu cruz de mosteiro católico do século X no Iraque - No dia 12 de março de 2015 foi divulgada a notícia de que o grupo terrorista muçulmano Estado Islâmico destruiu recentemente com explosivos a Grande Cruz do mosteiro católico Mar Gorgis (São Jorge) ao norte de Mosul, no Iraque. O mosteiro foi construído no século X e reconstruído em meados do século XIX pela Igreja Católica Caldeia. O intitulado Estado está eliminando o patrimônio cultural do Iraque. O mosteiro estava classificado como herança cultural. O mosteiro tinha sido construído sobre um local arqueológico que continha antigas ruínas assírias. Era uma importante mostra da continuidade dos assírios até a nossa cultura. Infelizmente o ódio principal do extremismo islâmico se dirige à Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo! Quando decapitaram 21 cristãos coptos na Líbia, divulgaram um vídeo intitulado: “Uma mensagem assinada com sangue para a nação da Cruz!” A destruição das cruzes dos lugares cristãos é sempre a primeira coisa que fazem! 

7203. Por que o peixe é a imagem do cristão? - Durante os três primeiros séculos do cristianismo, as perseguições contra os cristãos eram frequentes e brutais. A fé em Cristo constituía uma religião clandestina e, por isso, os cristãos não podiam se revelar abertamente. Nesse contexto, como um cristão poderia saber se outra pessoa também era cristã? Além de tomar as precauções mais evidentes, como informar-se sobre a outra pessoa previamente sempre que possível, considera-se a hipótese de que os primeiros cristãos utilizassem alguns "códigos secretos" para confirmar se estavam diante de um irmão da mesma crença. Um desses códigos era a palavra que em grego antigo significava "peixe". Quando um cristão supunha estar diante de outro cristão clandestino, desenhava uma curva ou meia lua no chão. Se a outra pessoa desenhasse outra meia-lua sobreposta à dele, completando a figura de um peixe, seria muito maior a probabilidade de que se tratasse mesmo de um seguidor de Jesus que conhecia o "código secreto" cristão. Em grego, as letras que formam a palavra “peixe” escritas em maiúsculas formam as primeiras letras da expressão "Jesus Cristo, Filho de Deus, Salvador". Assim, o peixe se tornou um dos primeiros símbolos cristãos, junto com a imagem do Bom Pastor e, depois, do crucifixo. O símbolo do peixe era usado também nas catacumbas cristas durante as perseguições, para que os cristão soubessem quais eram os túmulos de seus companheiros de fé.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

17 de março de 2015

Vivências - De perto @ de longe

Nº 1722   -  17/03/2015

7197. Evangelho de 3ª feira (17-03-2015) - Ez 47, 1-9.12; Sl 45; Jo 5, 1-16 - Houve uma festa dos judeus, e Jesus foi a Jerusalém. Existe em Jerusalém, perto da porta das Ovelhas, uma piscina com cinco pórticos, chamada Betesda em hebraico. Muitos doentes ficavam ali deitados: cegos, coxos e paralíticos. De fato, um anjo descia, de vez em quando, e movimentava a água da piscina, e o primeiro doente que aí entrasse, depois do borbulhar da água, ficava curado de qualquer doença que tivesse. Aí se encontrava um homem, que estava doente havia trinta e oito anos. Jesus viu o homem deitado e sabendo que estava doente há tanto tempo, disse-lhe: “Queres ficar curado?” O doente respondeu: “Senhor, não tenho ninguém que me leve à piscina, quando a água é agitada. Quando estou chegando, outro entra na minha frente”. Jesus disse: “Levanta-te, pega tua cama e anda”. No mesmo instante, o homem ficou curado, pegou sua cama e começou a andar. Ora, esse dia era um sábado. Por isso, os judeus disseram ao homem que tinha sido curado: “É sábado! Não te é permitido carregar tua cama”. Ele respondeu-lhes: “Aquele que me curou disse: “Pega tua cama e anda”. Então lhe perguntaram: “Quem é que te disse: “Pega tua cama e anda?” O homem que tinha sido curado não sabia quem fora, pois Jesus se tinha afastado da multidão que se encontrava naquele lugar. Mais tarde, Jesus encontrou o homem no Templo e lhe disse: “Eis que estás curado. Não voltes a pecar, para que não te aconteça coisa pior”. Então o homem saiu e contou aos judeus que tinha sido Jesus quem o havia curado. Por isso, os judeus começaram a perseguir Jesus, porque fazia tais coisas em dia de sábado. 
 
Recadinho: - Minha oração é confiante e perseverante? - Como respeito o dia do Senhor que para nós hoje é o domingo? - Quais sacramentos da Igreja recebo e com que frequência? - Como se explica o fato de tanta gente sofrer muito e ser realmente feliz? - Como podemos manifestar gratidão a Deus pelas maravilhas que Ele realiza?
 
7198. O Senhor nunca nos abandona! - “O Senhor nunca nos abandona, nem sequer nos momentos ruins. Tenham confiança nele também nesses momentos nos quais sentimos um pouco de saudades, um pouco de tristeza, as lágrimas nos caem, o choro… mas façamos assim com a mão e digamos: “Senhor, sei que Você está aqui!” Ele viveu um momento ruim na cruz, lembram? Ele foi o primeiro a abrir o caminho para todos nós. E por isso sabe o que é a dor, a tristeza, estar sozinhos e tantas outras coisas…. Além disso, com o Senhor está a nossa mãe; as mães nunca deixam os seus filhos sozinhos, e Nossa Senhora é nossa mãe!” (Papa Francisco, 08/março/2015, respondendo a perguntas de crianças e jovens)
 
7199. O inferno - “Deus perdoa tudo, mas havia um anjo muito orgulhoso, que era muito inteligente e tinha inveja de Deus, queria o lugar de Deus. E Deus quis perdoá-lo, mas ele não quis. Este é o inferno: dizer a Deus arranje-se que eu me arranjo sozinho!” Portanto, ao inferno ninguém manda você, é você que escolhe ir. O inferno é querer afastar-se de Deus porque não quero o amor dele! O diabo é o inferno porque ele quis nunca mais ter relação Deus”. O bom ladrão foi crucificado ao lado de Jesus e em um dado momento, algo comoveu o seu interior e disse: “Senhor, tenha piedade de mim!” E o que disse Jesus? “Hoje estará comigo no Paraíso!” Assim, vai ao inferno somente aquele que diz a Deus: “Não preciso de você, eu me arranjo sozinho”, assim como fez o diabo que é o único que temos certeza que está no inferno”. (Papa Francisco, 08/março/2015, respondendo a perguntas de crianças e jovens)
 
7200. Quaresma é tempo da remissão dos pecados - “O Tempo da Quaresma é o tempo da renovação interior, da remissão dos pecados, o tempo no qual somos chamados a redescobrir o Sacramento da Penitência e da Reconciliação, que nos faz passar das trevas do pecado à luz da graça e da amizade com Jesus. Não podemos esquecer a grande força que este sacramento tem para a vida cristã: ele nos faz crescer na união com Deus, faz-nos recuperar a alegria perdida e experimentar o consolo de nos sentir pessoalmente acolhidos pelo abraço misericordioso do Pai. O culto, as celebrações litúrgicas, são o âmbito privilegiado para escutar a voz do Senhor, que nos guia sobre o caminho da retidão e da perfeição cristã”. (Papa Francisco, 08/março/2015)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
DOM JOSÉ LUIZ FERREIRA SALLES
Bispo de Pesqueira - PE
Festejando 9 anos de Ordenação Episcopal
 
PADRE LUIZ CARLOS DE CARVALHO SILVA
Província do Rio
Comemorando 14anos de Sacerdócio

15 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1720  -   15/03/2015

7189. Evangelho de domingo 4º da Quaresma Ano B - S. Clemente Maria Hofbauer (15-03-2015) - 2Cr 36, 14-16.19-23; Sl 136; Ef 2, 4-10; Jo 3, 14-21 - Disse Jesus: “Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, assim é necessário que o Filho do homem seja levantado, a fim de que todo aquele que crê tenha por meio dele a vida eterna. Com efeito, Deus tanto amou o mundo que lhe deu seu Filho unigênito, para que não morra quem nele crê, mas tenha a vida eterna. Pois Deus não mandou seu Filho ao mundo para condenar o mundo, mas para que por meio dele o mundo seja salvo. Quem nele crê não é condenado. Mas, quem não crê, já está condenado, porque não creu no nome do Filho unigênito de Deus. E o julgamento é assim: a luz veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas à luz, porque suas obras eram más. De fato, todo aquele que faz o mal odeia a luz e dela não se aproxima, para que suas obras não sejam desmascaradas. Mas quem pratica a verdade aproxima-se da luz, para que transpareça que suas obras são feitas em Deus”.
 
Recadinho: - Você pede que Deus lhe aumente a fé? - É fácil distinguir o que é essencial e o que é secundário nas coisas da fé? - Que lugar ocupa o crucifixo em sua casa? - Mencione um bem que sua comunidade faz em favor do próximo. - Pense numa obra que manifesta grande fé.
 
7190. Celebramos hoje S. Clemente Maria Hofbauer - Este santo não fez muitos milagres, não teve visões! Foi, simplesmente, um homem que serviu o povo de Deus. Um santo de uma vida atribulada, tanto que, na década de 1970, um livro narrando sua vida e publicado no Brasil tinha por título “De fracasso em fracasso!” S. Clemente nos ensina a ter vida de oração e serviço, a sermos perseverantes na vida cristã e a buscar a santidade vivendo intensamente a simplicidade do dia a dia. S. Clemente dedicou-se muito aos jovens, atraindo-os à vida cristã. Nele fundiam-se, em admirável união: “o homem prático e o inspirado pastor de almas; o eremita e o apóstolo ambulante; o amigo dos pobres e o conviva dos nobres; uma profunda contemplação e uma operosa ação; o amor por este mundo e o desejo da Eternidade!” Para nós do “Vivências” este santo missionário redentorista é tão importante que preparamos algo especial sobre ele: um PPS e um VÍDEO que divulgamos e estão em nosso site.
 
7191. Clemente adicionou Maria a seu nome - S. Clemente Maria Hofbauer nasceu em 26 de dezembro de 1751, em Tasswitz, Morávia. Era o nono filho de um açougueiro, que morreu quando Clemente tinha seis anos. Sentiu o chamado para a vida religiosa, mas sua família era muito pobre para pagar os estudos. Aos 29 anos, depois de ter sido padeiro em três lugares e eremita em dois outros, Clemente entrou para a Universidade de Viena para os estudos de Filosofia e Teologia. Durante sua vida, fez várias peregrinações a Roma. Na 3ª, em 1784, entrou para a Congregação Redentorista e a seu nome adicionou o de Maria. Ordenado sacerdote em 1785, poucos meses após a ordenação, recebeu a missão de voltar à sua pátria e estabelecer a Congregação redentorista no norte da Europa. S. Clemente falava de tal modo que todos pudessem experimentar a bondade de Deus e viver conforme a vontade divina. Se era um leão no púlpito, Clemente era um cordeiro no encontro pessoal com os que o procuravam.
 
7192. Mensagens de S. Clemente - “Nós sabemos falar bem bonito sobre a paciência, mas quando estamos em situação difícil não sabemos o que fazer!” "Tira-nos tudo, Senhor, menos o precioso tesouro da fé!" “Quem faz a meditação aos pés do Crucificado fica decidido a tudo. Quando o Senhor oferece-lhe a cruz, porém, não tem coragem de carregá-la!” “Coragem! Deus é o Senhor! Ele orienta tudo para a sua glória e para o nosso bem, e nada é capaz de contrariá-Lo. Tudo para a glória do meu Deus!”
 
7193. Divulgamos a vida de S. Clemente Hofbauer - Celebrando este santo missionário redentorista no dia 15 de março, alguns dias antes divulgamos um PPS e um vídeo no You Tube resumindo sua vida, tratando de sua caminhada de discípulo missionário do Redentor, para que seja por nós mais conhecido e festejado de modo especial no dia de sua festa, hoje. Vale a pena saber da vida dele, de seus ensinamentos. E hoje insistimos na grande verdade que ele gostava tanto de frisar e aplicar em sua vida: Falamos, sim, muito bonito sobre a paciência! Quando se trata, porém, de a colocar em prática...
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado 

15 ‒ 4º Domingo da Quaresma ‒ Santos: ClementeHoffbauer, Leocrécia, Luísa de Marillac

 

Evangelho (Jo 3,14-21) "De fato, Deus não enviou o seu Filho ao mundo para condenar o mundo,mas para que o mundo seja salvo por ele."

 

Foi por amor gratuito que Deus nos criou, para sermos seus filhos e filhas. Por amor gratuito o Filho de Deus encarnou-se, viveu como nós, para assim nos fazer participantes da vida divina da Trindade. Deus não precisa de nós, não precisa de nossa adoração: nós é que precisamos dele. Ele não quer nosso sofrimento, muito menos quer ver-nos infelizes, separados dele durante a vida e a eternidade. Jesus é para nós a manifestação do amor e da misericórdia da Trindade. Toda a sua vida, seus gestos e palavras mostram para nós, de maneira humana, o quanto Deus nos ama, o quanto quer nossa felicidade, a paciência que tem conosco. Está sempre ao nosso lado e, com seu poder divino, torna-nos possível amar e viver como nos mostrou que é bom viver.

Oração

Senhor Jesus, viestes para que pudéssemos ter a vida eterna pela nossa união de fé convosco. Quem crê em vós, quem se une a vós, terá felicidade e salvação. Dai-me, pois, a graça da fé, para que eu possa entregar-me totalmente a vós, aceitando não apenas vossa doutrina, mas acolhendo vossa pessoa. Dependo de vós em tudo, e alegro-me por essa dependência. Dependo de vós para existir, para crescer, para amar, para conhecer a verdade e viver a justiça. Dependo de vós para viver e ser feliz para sempre. Agradeço, Senhor, porque fui amado, escolhido e chamado. Por isso mesmo hoje vos quero pedir por todos aqueles que ainda não vos conhecem ou ainda não se entregaram a vós. Dai-lhes a graça da fé, para que também eles possam ser felizes. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia

 
 
 
CLODOALDO MONTORO
 
PADRE ENRIQUE LOPEZ
Conselheiro Geral
Comemorando 65 anos de idade
 
PADRE MICHAEL BREHL
Superior Geral
Festejando 35 anos de Sacerdócio
 
PADRE LÚCIO MARCOS BENTO
Província do Rio
Comemorando 6 anos de Sacerdócio
 
Comemoram aniversário de Profissão Religiosa:
 
PADRE EDINÍSIO GONÇALVES PEREIRA (Santuário do Divino Pai Eterno)
PADRE NILDO BARBOSA DA SILVA (Confresa - MT)
PADRE REINALDO MARTINS (Paróquia do Divino Pai Eterno)
PADRE ELIAS DE FARIA ARRAES (Santuário do Divino Pai Eterno)
PADRE WELINTON PEREIRA SILVA (Casa Provincial - Goiás)
 


14 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1719  -  14/03/2015

7184. Evangelho de sábado (14-03-2015) - Os 6, 1-6; Sl 50; Lc 18, 9-14 - Jesus contou esta parábola para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros: “Dois homens subiram ao Templo para rezar: um era fariseu, o outro cobrador de impostos. O fariseu, de pé, rezava assim em seu íntimo: “Ó Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este cobrador de impostos. Eu jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de toda a minha renda”. O cobrador de impostos, porém, ficou à distância. Nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: “Meu Deus, tem piedade de mim que sou pecador!” Eu vos digo: este último voltou para casa justificado, o outro não. Pois quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado”.
 
Recadinho: - Em suas palavras o fariseu mostra tanto orgulho, que dispensam comentários! - É muita autossuficiência demais! - Não falava com Deus! Falava de si para si! - Sua oração era hipócrita ao extremo! - A esperança do cobrador de impostos estava na bondade e misericórdia de Deus! E a sua?
 
7185. Mulheres rurais em perene opressão! - Libertar as mulheres rurais da situação de perene opressão, principalmente nos países mais pobres do mundo, é o grande desafio que predomina desde 2012, quando foi realizada a 56ª Sessão da Comissão sobre o Status das Mulheres, em Nova Iorque, onde interveio o Observador Permanente do Vaticano na ONU, o Arcebispo Francis Chullikatt. A Igreja no mundo todo se preocupa com a situação das mulheres que trabalham em condições deploráveis, sobretudo na zona rural, e às trabalhadoras migrantes: mulheres discriminadas, sem acesso aos tratamentos médicos de base, à margem das ações políticas. A questão é: - Como é possível melhorar a vida dessas pessoas, para que sejam capazes de prover a suas famílias e oferecer sua importante contribuição à sociedade? A Igreja Católica continua a manter o compromisso de proteger os mais fracos e pobres, em vista do bem comum. Está atenta ao papel central da família, fulcro do desenvolvimento integral. Nesse âmbito, homens e mulheres são chamados a cooperar para superar preconceitos e aplicar políticas que respeitem a dignidade da pessoa.
 
7186. Muitos encontrarão Jesus em nosso testemunho - “Neste tempo quaresmal de preparação para a Páscoa, todos os cristãos são chamados a adorar a Deus em espírito e em verdade. Caminhamos no mundo como Jesus e fazemos de toda a nossa existência um sinal do seu amor pelos nossos irmãos, especialmente os mais fracos e os mais pobres. Desta forma, construiremos um templo para Deus nas nossas vidas e tornaremos Cristo "acessível" para muitas pessoas que encontramos no nosso caminho. Se nós somos testemunhas de Cristo vivo, muitas pessoas encontrarão Jesus em nós, em nosso testemunho”. (Papa Francisco, 08/março/2015, comentando Jo 2, 13-25)
 
7187. Que Jesus faça limpeza em meu coração - “Antes de levar Jesus aos outros, é bom “organizar” um pouco por dentro. Ou seja, perguntar-se realmente se permitimos que Jesus faça essa “limpeza” de todo o comportamento contra Deus, contra os outros e contra nós mesmos. Cada um responda para si, em silêncio, em seu coração. Eu permito que Jesus faça um pouco de “limpeza” no meu coração? Oh padre, eu tenho medo de que me “batam”... Mas Jesus nunca bate. Jesus vai limpar com ternura, com misericórdia, com amor. A misericórdia é a maneira de Jesus limpar nosso coração!" (Papa Francisco, 08/março/2015, comentando Jo 2, 13-25)
 
7188. Que o Senhor entre em nós com misericórdia e não com chicote! - “Sem nenhum medo, deixemos que o Senhor entre em nós com a sua misericórdia; não com chicote! Com a sua misericórdia para limpar os nossos corações! O chicote de Jesus para conosco é a sua misericórdia. Vamos abrir a porta para que Ele faça uma "limpeza". Jesus sabe o que está em cada um de nós e conhece bem o nosso maior desejo: sermos habitados por Ele. E cada Eucaristia que celebramos com fé nos faz crescer como templo vivo do Senhor, graças à comunhão com o seu Corpo, crucificado e ressuscitado. O convite é para deixar Cristo entrar em nossas vidas, em nossas famílias, em nossos corações. Maria "morada privilegiada do Filho de Deus" nos acompanhe e sustente, para que possamos redescobrir a beleza do encontro com Cristo, que nos liberta e nos salva". (Papa Francisco, 08/março/2015, comentando Jo 2, 13-25)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
ALVERICO SILVA FONSECA
 
JOSÉ AIRTON ROCHA (ÍNDIO)
 
DOM JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA
Bispo emérito de Rubiataba-Mozarlândia
Festejando 84 anos de idade
 
DOM JOSÉ LUIZ MAJELLA DELGADO
Bispo de Pouso Alegre - MG
Festejando 34 anos de Ordenação Sacerdotal

13 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1718  -   13/03/2015

7181. Evangelho de 6ª feira (13-03-2015)
- Os 14, 2-10; Sl 80; Mc 12, 28b-34 - Um escriba aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”. O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. Amá-lo de todo coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”. Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência, e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.
 
Recadinho: - Quem aceita as palavras de Jesus sobre o Reino não está longe dele, diz Jesus! - Isso porque quem aceita a mensagem do Reino, já começa a colocá-lo em prática nesta realidade em que vive! - O primeiro mandamento manda ouvir o que Jesus diz e colocar em prática! - Agindo assim, terá que existir, obrigatoriamente, o amor ao próximo em toda a sua plenitude! E a conclusão?!
 
7182. Mulher: tema de dois painéis do Santuário Nacional - No Santuário Nacional de N. Sra. Aparecida, dois painéis, obras do artista plástico Cláudio Pastro, retratam as mulheres na História da Igreja. No painel central da nave Sul estão mulheres do Primeiro Testamento, que prefiguram a Virgem Maria, escolhida para ser a Mãe do Senhor, a Nova Eva. Ali, a Virgem Mãe, imagem da Igreja, é apresentada vestida de sol, como descrito no capítulo 12 do livro do Apocalipse da Bíblia. Na nave Norte está o Painel das Mulheres dos tempos modernos. Sobre a “Porta Santa” entra o “Cristo Sol” e seu séquito: é o Amado que vem desposar a noiva Igreja, com o cortejo de mulheres que louvam o “Noivo Rei”. Nele estão retratadas as mulheres do Segundo Testamento, que seguiram a Jesus a partir de Madalena, a primeira testemunha do Ressuscitado, no início do primeiro milênio, até irmã Dorothy, norte-americana de nascimento, mártir e testemunha do Senhor, em terras brasileiras no início do terceiro milênio. Deixou seu país para ser discípula missionária do Redentor na região Norte de nosso Brasil. Nas palavras de Cláudio Pastro, “os painéis são alegorias que desejam acentuar e valorizar a mulher na vida da Igreja como “cooperadora, semelhante ao homem” (Gn 2, 18). Ainda no contexto dos painéis, o Cristo Senhor, dentro de um grande círculo de ouro (Sol), ocupa o lugar central. Ele é o Sol que nos orienta, ilumina e atrai todos a si. O Cristo está sentado, pois é o Senhor do Cosmo, a Cabeça da Igreja, Aquele que tudo renova (Ap 21, 5). A mão direita do Cristo nos abençoa e a esquerda sustenta o livro da Boa Nova onde se lê: “Eu sou”. No mesmo contexto, ao alto e abaixo, folhas e frutos da Oliveira são sinal do azeite que tudo cristifica (unge, salva da corruptibilidade) e ilumina em meio às trevas. Embaixo das mulheres estão seus nomes inscritos nos azulejos e figuras de peixes, que simbolizam a fertilidade, a vigilância e a vida nova. Mais abaixo, desenhos de lâmpadas são referências às “Virgens Prudentes” descritas pelo evangelista S. Mateus (Mt 25, 4). Azulejos apresentam o mesmo movimento aquático do Altar Central e do piso das quatro naves da Basílica. Essa imagem corresponde às muralhas e às águas da Jerusalém Celeste, revelando-nos a Graça que fertiliza e dá vida. As descrições que apresentamos são do autor das obras, Cláudio Pastro, que conclui relembrando que “no Mistério de nossa redenção, Cristo e Maria são o Novo Adão e a Nova Eva de uma nova civilização do alto que peregrina nesta terra”.
 
7183. Filhos de migrantes que crescem sem suas mães! - "Muitas mulheres deixam seus filhos em seu país às vezes para cuidar dos filhos de outras pessoas no exterior. Os filhos das migrantes ficam com outros familiares e crescem sem suas mães. Precisamos de políticas que permitam às famílias permanecer unidas ou, pelo menos, que ofereçam proteção social às crianças que ficam para trás". Martina Liebsch, da Cáritas Internacional, 08/março/2012)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

12 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1717  -   12/03/2015 

7177. Evangelho de 5ª feira (12-03-2015) - Jr 7, 23-28; Sl 94; Lc 11, 14-23 - Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. Mas alguns disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”. Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra. Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”. 

Recadinho: - É sempre difícil contentar a todos! Jesus faz milagre e muitos ficam maravilhados e acreditam nele! Outros se sentem atingidos e não querem admitir os poderes divinos de Jesus! - Ficaram assustados, com medo de perderem poderes! - Jesus compara os fortes, os poderosos deste mundo, com um homem forte que defende seus bens! Sou forte? Em que sentido? 

7178. Mulheres africanas labutam como milhões de formiguinhas, com pés descalços e mãos nuas! - Em 2011, o prêmio Nobel da Paz foi entregue a três mulheres: duas africanas e uma do Oriente Médio. No mesmo ano, o dia oito de março foi dedicado, pelas Nações Unidas, ao “empoderamento” das mulheres rurais, que lutam diariamente contra a fome e a pobreza em todos os cantos do planeta. No dia 8 de março de 2012, a Associação italiana Solidariedade e Cooperação fez uma homenagem às mulheres africanas. Na ocasião, o Presidente de coordenação da Instituição, Guido Barbera, afirmou que “as mulheres africanas assumiram a responsabilidade de quem pretende ser parte ativa na solução dos problemas. Dedicamos a elas esse dia, pois as mulheres, na África, representam 70% da força agrícola do Continente, são responsáveis por 80% da produção alimentar e 90% da venda desta. 

7179. As mulheres africanas - Guido Barbera, Presidente da Associação italiana Solidariedade e Cooperação, relatou que as mulheres africanas provêm por 90% da produção de milho, arroz e trigo. São elas que irrigam, aplicam os fertilizantes e os pesticidas, aram e colhem. Barbera relembra as mulheres da Libéria que estão substituindo as despesas militares com despesas para a educação e as mulheres rurais da África que cuidam da sobrevivência diária recolhendo água em uma viagem de ida e volta à fonte, que dura uma hora e meia. “A economia de subsistência do Continente depende, em grande parte, do empenho cotidiano das mulheres - reforçou -, que o fazem mesmo diante de todas as dificuldades e obstáculos, diante do acesso limitado aos recursos de produção como o crédito ou a propriedade de terras. Carregam nas costas o Continente, seguindo o grande exemplo deixado pela primeira Nobel da Paz africana, Wangari Maathai, bióloga ambientalista africana”, completou. Para o coordenador da instituição “Quem Ama a África” (“ChiAma l`Africa”) e promotor da campanha que pediu o Nobel da paz para todas as africanas, Eugenio Melandri, “não é possível alcançar a democracia e uma forma de paz duradoura no mundo se as mulheres não podem obter as mesmas oportunidades que os homens para influenciarem no desenvolvimento da sociedade em todos os seus níveis. É fundamental escutar as suas vozes!” Completou Melandri: “No dia historicamente dedicado às mulheres, gostaríamos que fossem contadas, pela grande mídia, as histórias das mulheres africanas comuns que, como milhões de forminguinhas, com pés descalços e mãos nuas, combatem, todos os dias, as suas lutas pela vida e pelo futuro”. 

7180. As mulheres migrantes - "As mulheres migrantes não são vítimas por sua própria natureza, mas por causa de sistemas injustos, preconceitos e maus-tratos. Chegou a hora de avaliar sua contribuição para a sociedade, fazendo políticas de migração que as defendam e protejam!" (Martina Liebsch, da Cáritas Internacional, 08/março/2012)

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado 

12 ‒ Quinta-feira ‒ Santos: Bernardo de Cápua, Inocêncio I, Gregório I


Evangelho (Lc 11,14-23) “Mas alguns disseram: ‒ É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios.”


Jesus expulsou um demônio. Alguns, que não queriam acreditar nele, diziam que expulsava os demônios pelo poder do chefe dos demônios. Essa foi a atitude de muitos no tempo de Jesus, e de muitos ainda hoje. Nem os milagres mais espetaculares, nem a doutrina mais sublime bastam para levar alguém a acreditar em Jesus. Para acreditar é preciso ter o coração aberto ao convite de Deus.

Oração

Senhor, agradeço a graça da fé. Preciso que me conserveis nessa fé e nessa fidelidade ao vosso convite. Sem vossa graça eu não posso continuar acreditando. Dai-me um coração aberto e sem preconceitos. Olhai também bondosamente para aqueles que ainda não acreditam em vós, ou porque nunca ouviram falar de vós, ou porque ainda estão presos a preconceitos. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia

 
 
DIÁCONO ADILSON JOSÉ CUNHA
 
ARNALDO BRANDOLIZE
 
JOSÉ TARCÍSIO OLIVEIRA ROSA
 
PADRE AFONSO TREMBA
Província de Campo Grande
Festejando 59 anos de idade
 
PADRE SÉRGIO REIS DE LIMA
Província de Campo Grande
Comemorando 6 anos de Profissão Religiosa
 
PADRE GERALDO OBERLE
Província de Campo Grande
Comemorando mais um aniversário de vida
 
 
 


11 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1716  -  11/03/2015 

7175. Evangelho de 4ª feira (11-03-2015) - Dt 4, 1.5-9; Sl 147; Mt 5, 17-19 - Jesus disse aos seus discípulos: “Não penseis que vim abolir a Lei e os Profetas”. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei, sem que tudo se cumpra. Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Quem os praticar e ensinar, porém, será considerado grande no Reino dos Céus. 

Recadinho: - Jesus insiste na importância dos mandamentos! - Resumem-se a dois: amor a Deus e ao próximo! - Amor é força, é luz, é perdão, é esperança, é caminhar na fé! É este meu caminho? 

7176. Manifesto em defesa da Democracia - “Considerando as graves dificuldades político-sociais que afligem atualmente o País, a Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e a Ordem dos Advogados do Brasil se veem no dever de vir a público expressar, a exemplo do que já fizeram em ocasiões semelhantes anteriores, a convicção de que acima das divergências políticas, naturais numa República, estão a ordem constitucional e a normalidade democrática. Aos três Poderes da República cabe relacionarem-se entre si, de maneira independente, porém harmônica e cooperativa, não se admitindo que dissensões menores ou interesses particulares, de indivíduos ou de grupos possam comprometer o exercício das atribuições constitucionais que a cada um deles compete exercer. Submetidos que são tais Poderes ao primordial princípio democrático pelo qual “todo poder emana do povo e em seu favor deve ser exercido”, cumpre-nos lembrar que as decisões deles emanadas somente se legitimam se estiverem adequadas a esse princípio maior. A inquestionável crise por que passam, no Brasil, as instituições da Democracia Representativa, especialmente o processo eleitoral, decorrente este de persistentes vícios e distorções, tem produzido efeitos gravemente danosos ao próprio sistema representativo, à legitimidade dos pleitos e à credibilidade dos mandatários eleitos para exercer a soberania popular. Urge, portanto, para restaurar o prestígio de tais instituições, que se proceda, entre outras inadiáveis mudanças, à proibição de financiamento empresarial nos certames eleitorais, causa dos principais e reincidentes escândalos que têm abalado a Nação, afastando-se, assim, a censurável influência do poder econômico do resultado das eleições, o que constitui uma prática inconstitucional, conforme os votos já proferidos pela maioria dos Excelentíssimos Senhores Ministros integrantes do Supremo Tribunal Federal, no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4650), ora em andamento naquela egrégia Corte. Em vista do exposto, as entidades abaixo firmadas entendem inadiável a aprovação nas Casas do Congresso Nacional de uma Reforma Política Democrática que estabeleça normas e procedimentos capazes de assegurar, de forma efetiva e sem influências indevidas, a liberdade das decisões do eleitor. Com este Manifesto, a CNBB e a OAB, unidas a inumeráveis organizações e movimentos sociais integrantes da sociedade civil, conclamam o povo brasileiro a acompanhar ativamente a tramitação, no Congresso Nacional, das proposições que tratam da Reforma Política e a manter-se vigilante e atento aos acontecimentos políticos atuais para que não ocorra nenhum retrocesso em nossa Democracia, tão arduamente conquistada. Para tanto, é necessário que todos os cidadãos colaborem no esforço comum de enfrentar os desafios, que só podem obter resultados válidos se forem respeitados os cânones constitucionais, sem que a Nação corra o risco de interromper a normalidade da vida democrática. Por fim, reivindicam as entidades subscritoras que, cada vez mais, seja admitida e estimulada a participação popular nas decisões que dizem respeito à construção do futuro da Pátria, obra comum que não pode dispensar a cooperação de cada cidadão, de cada organização, dando-se, assim, plena eficácia ao conteúdo do artigo 14 da Constituição da República”. Marcus Vinicius Furtado Coêlho, Presidente Nacional da OAB e Dom Raymundo Damasceno Assis, Presidente da CNBB (a iniciativa, divulgada no dia 25 de fevereiro de 2015, envolve 106 entidades num projeto da Reforma Política Democrática).

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado 
11 ‒ Quarta-feira ‒ Santos: Constantino, Firmino, Zósimo

Evangelho (Mt 5,17-19) “Podem passar céu e terra, mas não passará uma só letra ou vírgula da Lei, sem que tudo se cumpra.”

Ainda no Sermão da Montanha, Jesus apresenta-se como o enviado para cumprir todas as promessas e ajudar todos a viver segundo a proposta do Pai. Veio para nos tornar possível a vida segundo a justiça e o amor. Se vivemos como nos ensina, e ensinamos outros a viver assim, fazemos parte de seu Reino e somos seus colaboradores. Caso contrário, somos piores que inúteis.
Oração
Senhor, eu vos agradeço porque me ensinais o caminho do bem e da verdade. Creio em vossas promessas, e quero viver como ensinais, o mais fielmente possível. Ajudai-me, dai-me lucidez e perseverança. Quero ajudar outros a descobrir a mesma felicidade que me destes, mais com exemplos do que com palavras. Não quero falhar na tarefa de anúncio que me confiastes. Amém.


Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia



ARI PEDRO DE MARCO

JOSÉ SÍLVIO SARTORI

EDMUNDO SÉRGIO SPOTO

PADRE JESUS FLORES
Comunidade de Trindade - GO
Festejando 82 anos de idade


10 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1715  10/03/2015
 
7171. Evangelho de 3ª feira (10-03-2015) - Dn 3, 25.34-43; Sl 24; Mt 18, 21-35 - Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?” Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e seus filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e prostrado, suplicava: “Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo”. Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. Ao sair dali, aquele empregado encontrou um de seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: “Paga o que me deves”. O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: “Dá-me um prazo! e eu te pagarei”. Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que ele pagasse o que devia. Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: “Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?” O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. É assim que meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”.
 
Recadinho: - Perdão! O que é perdoar? - O que é oferecer a mão pedindo perdão? - Uma coisa é perdoar! Outra é a memória que conserva os fatos em nosso coração! - Acolhemos os fatos com compreensão e espírito generoso? Também nós assim estaremos mais próximos de Deus.
 
7172. Movimento no Santuário Nacional de 02 a 08/março/2015 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 02 a 08/março/2015 circularam pelo Santuário 150.382 visitantes. No sábado, 07 de março, o Santuário recebeu 47.353 pessoas e, no domingo, 08 de março, o número foi de 71.092 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 31.937. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 49.501 visitantes no sábado, dia 14 de março/2015, e 79.033 no domingo, dia 15 de março.
 
7173. Há no mundo 500 milhões de mulheres analfabetas! - Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, 08 de março, os missionários salesianos ressaltaram a importância da escolarização feminina, frisando que “educar uma mulher equivale a educar um povo”. Embora os dados tenham sido divulgados em 2012, de lá para cá o panorama mundial permanece o mesmo. Ignoram seus direitos e não participam das decisões de suas comunidades. Hoje, mais de 40 milhões de meninas não frequentam escolas! No Quênia, por exemplo, se as mulheres que trabalham nos campos recebessem a mesma instrução dos homens, as coletas aumentariam 22%. Se na América do Sul se eliminasse a disparidade de gênero no mercado de trabalho, o produto nacional aumentaria mais de 5%. E na Europa, se ambos recebessem os mesmos salários, o produto interno bruto aumentaria 13%. Diante deste quadro, os missionários salesianos pedem a governos e organismos internacionais que envolvam mais as mulheres, assim como previsto nos acordos de 2000 em resposta ao Objetivo de Desenvolvimento do Milênio de “promover a igualdade de gênero”.
 
7174. As mulheres trazem a vida e nos transmitem a capacidade de olhar mais além! - “Saúdo a todas as mulheres que, em cada dia, procuram construir uma sociedade mais humana e acolhedora. Um obrigado fraterno também àquelas que, em mil modos, testemunham o Evangelho e trabalham na Igreja. Esta é uma oportunidade para reafirmar a importância das mulheres e a necessidade da sua presença na vida. Um mundo onde as mulheres são marginalizadas é um mundo estéril, porque as mulheres não apenas trazem a vida mas nos transmitem a capacidade de olhar mais além". (Papa Francisco, 08/março/2015, Dia Internacional da Mulher)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
JOÃO BATISTA FRANCO
 
ONOFRE MARTINS
 
PADRE FERDINANDO MANCILIO
Comunidade do Seminário Santo Afonso
Festejando 31 anos de Ordenação Sacerdotal
 


9 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1714  09/03/2015

7168. Evangelho de 2ª feira (09-03-2015) - Sta. Francisca Romana - 2Rs 5, 1-15ª; Sl 41; Lc 4, 24-30 - Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga: “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”. Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.
 
Recadinho: - Jesus realiza milagres não em vista da proximidade da pessoa, mas da fé que manifesta em seu coração! - Deus consertará nosso coração partido! Basta que lhe levemos os pedaços! - Jesus despertou raiva em seus ouvintes! Mas não se intimidou diante deles! Seguiu adiante! - Por que falou em acolher os excluídos, foi excluído ele também! - É difícil convencer a quem tem mentalidade de privilégios e permanece voltado somente para interesses pessoais! Agora a reflexão é sua.
 
7169. Os 21 cristãos decapitados na Líbia serão reconhecidos como mártires - No dia 15 de fevereiro de 2015, o auto-proclamado Estado Islâmico difundiu um vídeo chamado “Uma mensagem assinada com sangue à nação da cruz”, na qual mostrou a execução dos 21 cristãos ortodoxos e onde ameaça tomar Roma, que é considerada por eles como a capital “dos cruzados”. No dia 20 de fevereiro de 2015, foi divulgada a notícia de que o Patriarca da Igreja Copta Ortodoxa, Teodoro II, anunciou que os nomes dos 21 cristãos egípcios decapitados na Líbia pelo Estado Islâmico serão incluídos no Sinaxario, o equivalente oriental do martirológio romano, como a canonização na Igreja latina. O martírio destes 21 fiéis será comemorado sempre no dia 8 de Amshir do calendário copto (que corresponde a 15 de fevereiro do calendário gregoriano), para nós festa da Apresentação de Jesus no Templo. No momento em que foram executados, os cristãos repetiam em continuação: “Senhor Jesus Cristo!” “O nome de Jesus foi a última palavra que saiu dos lábios dos mártires. Assim como na Paixão dos primeiros mártires, confiaram-se nas mãos daquele que logo depois ia recebê-los. E assim celebraram a sua vitória, a vitória que nenhum assassino poderá tirar-lhes. Esse nome, sussurrado no último momento, é como o selo de seu martírio”, comentou o Bispo copto católico de Guiza (no Egito), Dom Anba Antonios Aziz Mina. No dia seguinte ao assassinato, o Papa Francisco expressou sua dor pela morte dos 21 coptos que foram martirizados pelo único motivo de serem cristãos: “O sangue dos nossos irmãos cristãos é um testemunho que grita. Sejam católicos, ortodoxos, coptos, luteranos, não interessa: são cristãos. E o sangue é o mesmo, o sangue confessa a Cristo!” O Papa, que continua com o trabalho iniciado por seus predecessores para conseguir a unidade dos cristãos, assinalou que nos últimos tempos está acontecendo “o ecumenismo do sangue”, pois “os mártires são de todos os cristãos”.
 
7170. 21º Encontro de Santuários do Brasil - De 24 a 27 de fevereiro de 2015, realizou-se em Curitiba (PR) o 21º Encontro de Santuários, reunindo mais de 80 representantes de santuários brasileiros. Um dos palestrantes foi o Reitor do Santuário Nacional de Aparecida, P. João Batista de Almeida, que apresentou reflexão sobre o tema “O Santuário como lugar de encontro”, ressaltando os encontros com Deus e com os irmãos, na proclamação da Palavra, nos Sacramentos e nas bênçãos. O encontro é promovido de dois em dois anos e traz um enriquecimento para a caminhada principalmente através da partilha de experiências. P. Alexandre Awi Mello, diretor nacional do Movimento de Schenstatt e assessor da Juventude de Schoenstatt, falou sobre “A mística missionária do Santuário e da Romaria”. “Os santuários são espaços de todos, onde devemos, a partir da pluralidade do ser humano que visita estes locais, evangelizar e levar a fé católica em sua totalidade, sempre com espírito de acolhida a todos”, comentou P. Alexandre. O encontro foi organizado pelo Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, de Curitiba (PR), dirigido pelos Missionários Redentoristas.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR