CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

30 de junho de 2010

NOSSO BLOG HÁ UM ANO - 30/06/2009

CLICAR SOBRE OS LINK's

E

NA SETA DE RETORNO PARA VOLTAR





CURA D'ARS - PARTE 6

RELIGIÃO TAMBÉM SE APRENDE - BATISMO- PARTE XII

Sobre o tópico "RELIGIÃO TAMBÉM SE APRENDE"



IMITAÇÃO DE CRISTO - LIVRO PRIMEIRO - CAPÍTULO 6


TOMÁS DE KEMPIS



Das afeições desordenadas


1. Todas as vezes que o homem deseja alguma coisa desordenadamente, torna-se logo inquieto. O soberbo e o avarento
nunca sossegam; entretanto, o pobre e o humilde de espírito vivem em muita paz. O homem que não é perfeitamente mortificado facilmente é tentado e vencido, até em coisas pequenas e insignificantes. O homem espiritual, ainda um tanto carnal e propenso à sensualidade, só a muito custo poderá desprender-se de todos os desejos terrenos. Daí a sua freqüente tristeza, quando deles se abstém, e fácil irritação, quando alguém o contraria.
2. Se, porém, alcança o que desejava, sente logo o remorso da consciência, porque obedeceu à sua paixão, que nada vale para alcançar a paz que almejava. Em resistir, pois, às paixões, se acha a verdadeira paz do coração, e não em segui-las. Não há, portanto, paz no coração do homem carnal, nem no do homem entregue às coisas exteriores, mas somente no daquele que é fervoroso e espiritual.

ATUALIDADES C.Ss.R.REDEMPTOR-NOSSA FÉ E NOSSAS QUEIXAS


PADRE LUIZ KIRCHNER CSsR


O que é fé? Para alguns, é viver submetendo nossos atos e decisões ao Espírito Santo. É ver as coisas como Deus as vê. Ou enxergar a presença de Deus no dia-a-dia. É sentir a mão d’Ele dirigindo nossos passos.

Como católicos, acreditamos que um pedaço de pão e um pouco de vinho são transformados no Corpo e Sangue de Cristo durante a Eucaristia. Mas quando vêm as crises e dificuldades, por que não acreditamos e reconhecemos o poder e a presença de Deus? Os discípulos queixaram durante o temporal, enquanto Jesus dormia. Como é difícil acreditar que o Senhor está agindo também na hora dos sofrimentos e das dificuldades.

Quem desenvolve uma vida de oração (diferente da vida com muitas rezas) tem mais condições de compreender as atividades do Senhor. Conversar com o Senhor melhora nosso entendimento do plano d’Ele. Veja o que acontece freqüentemente: Fazemos nossos planos. Calculamos quais são as melhores opções. Agimos. E logo vêm os problemas e as dificuldades. Ficamos nervosos e irritados, aborrecidos e chateados. Nosso estômago é perturbado e a cabeça dói.

Eis o momento de pôr em pratica a fé. Descobrir no meio das frustrações o que é que Deus está me dizendo com estas mudanças. Quantas vezes uma mudança forçada se tornou o caminho certo a seguir, que eu não tinha enxergado.

Um dia, Joãozinho comprou um televisor. Colocou-o na sua casa. Ligou e passou a assistir os programas. Mas a imagem não era nítida. Doá a vista ao assistir. O problema é que ele não sabia sintonizar seu aparelho com o sinal da torre. Logo que o sintonizou, foi uma beleza ver a mensagem enviada.

Muitas vezes falta sintonizar nossos pensamentos e planejamentos com o grande projeto que Deus elaborou para a nossa felicidade. Um menino de onze anos tinha dificuldades com os estudos no colégio. Depois de começar a usar óculos, ele admirou-se por poder enxergar as coisas com tanta nitidez. Não sabia como era limitado até usar os óculos. Viver com fé é possuir um novo par de óculos espirituais que nos permitem captar agora situações que nos estavam cercando.

Um autor sábio disse que a grandeza de um homem se mede pelo tamanho de sua fé. Ao crer em Deus, largamos a auto-suficiência e falsa independência. Fé em Deus pede humildade de nossa parte. Quando ela dirige nossa vida, entendemos que o caminho certo passa pela orientação do Senhor. Não é uma questão de se tornar robô, nem fatalista. É reconhecer que o Senhor é nosso chefe e patrão. Fé não pede passividade diante dos problemas, não proíbe procurar soluções. Mas afinal de contas, há momentos quando temos esgotado todas as possibilidades e nada melhorou. É o momento dizer, Seja Feita a Vossa Vontade.

Ao queixar-nos das coisas do jeito que são, não corremos o perigo de questionar a sabedoria e inteligência de Deus, achando que sabemos mais e melhor do que Ele? Não estamos dizendo que não queremos ser guiados mais pelo Senhor, que o plano d’Ele não presta para o nosso bem estar verdadeiro? Santo Afonso escreveu diversas vezes sobre a importância de seguir a Vontade de Deus. Rezava para sempre fazer a Vontade de Deus quando, onde, como, quantas vezes ele quisesse.

A próxima vez que você quiser reclamar, lembre-se que poderia estar mexendo com Deus. Ao viver sem queixas a vida que temos (e não aquela que gostaríamos que fosse), é dizer que Deus é o Senhor de nossa vida. Abraão acreditou em Deus, mas precisou reafirmar essa fé numerosas vezes. Renove sua fé no amor bondoso do Pai, e creia que Deus deseja o melhor possível para você!
http://www.redemptor.com.br

SANTOS DO DIA 30 DE JUNHO

Santos Protomártires da Igreja de Roma, 64-67


Hoje a Igreja celebra a memória dos cristãos que sofreram o martírio durante a perseguição de Nero, no ano 64. A culpa do incêndio de Roma recaiu sobre os cristãos, os quais foram cruelmente martirizados.

Do lado Sul da Basílica Vaticana há um recinto pequeno, chamado ainda hoje Praça dos Protomártires (primeiros mártires) Romanos. As iluminações que lá se vêem na noite de 26 de Junho, evocam as fogueiras que, pelos anos 64 e 65 extinguiram, ou sublimaram, humildes e heróicas vidas humanas. Roma ardera seis dias e sete noites. Prendem-se primeiro os que são suspeitos de seguir o cristianismo, e depois, conforme as denúncias que se vão fazendo, prendem-se outros em massa, condenados menos pelo crime de incêndio, do que pelo ódio que outros lhes têm. Aos tormentos juntam-se as mofas, homens envolvidos em peles de animais morrem despedaçados pelos cães, ou são presos a cruzes, ou destinados a ser abrasados e acendidos, à maneira luz nocturna ao anoitecer ... Nero oferece os seus jardins para este espectáculo; vestido de cocheiro, corre misturado com a multidão, ou em cima dum carro. A perseguição movida por Nero prolongou-se até ao ano 67. E entre os mártires mais ilustres estavam São Pedro e São Paulo. O primeiro foi crucificado no circo de Nero, actual Basílica de São Pedro. São Paulo foi decapitado junto da estrada que leva a Óstia.


São Marçal de Limoges


São Marçal, Marçal de Limoges, Marcial de Limoges (Gália, séc. III) foi o primeiro bispo de Limoges. É venerado como santo mártir pelas igrejas católica, ortodoxa e anglicana.
Pouco há de histórico sobre sua vida, além de dados essenciais como seu envio de Roma,sua atuação missionária na Aquitânia e seu martírio. Tudo o que se sabe provém dos relatos de Gregório de Tours (538 – 593) e pode ser assim resumido, segundo a Catholic Encyclopedia:
Durante o consulado de Décio e Grato, sete bispos foram enviados de Roma para a Gália para atividades missionárias. Gaciano para Tours, Trófimo para Arles, Paulo para Narbona, Saturnino para Toulouse, Denis para Paris, Austremônio para Clermont e Marçal para Limoges. Marçal deve ter sido acompanhado por dois presbíteros enviados do Oriente. Parece que ele mesmo era natural da Gália. Evangelizou a Aquitânia a partir de sua sé episcopal em Limoges.
Foi martirizado no século III, juntamente com São Alpiniano e São Austricliniano, presbíteros de sua diocese.
Uma lenda medieval o inclui como um dos companheiros de São Pedro e primeiro evangelizador da Gália Aquitanense. As lendas medievais ornaram a vida do santo com feitos extraordinários.
É representado com as vestes episcopais, geralmente casula, capa magna, báculo e mitra. Em representações mais antigas, usa túnica e pálio apostólico. Seus atributos iconográficos são os paramentos episcopais, bastão mágico em forma de mão da justiça, bordão de cruz dupla, em algumas representações um anjo o acompanha.
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

DO SITE BOLETIM DO PADRE PELÁGIO(PE.CLÓVIS CSsR)


30 DE JUNHO – BEATO REDENTORISTA DO DIA


ADVOGADO A SERVIÇO DO REINO

Este foi o Beato Januário Sarnelli 1702-1744). Podemos dividir sua vida em três etapas. Pressentindo que morreria muito cedo, viveu-as intensamente.

1. O advogado (1722-1732)
Filho de pais bem posicionados na sociedade, teve recursos e força de vontade para aprimorar seus estudos, formando-se em advocacia com apenas 20 anos. Pertenceu a várias associações: “Congregação dos Cavalheiros togados e doutores”, Congregação das Missões Apostólicas etc.
Além das visitas aos enfermos, dedicou-se à catequese das crianças, combateu o trabalho infantil, acompanhou os velhos do Abrigo e os condenados às galeras.
Nesse mesmo período ficou conhecendo Santo Afonso. Juntos trabalharam em vários segmentos da Pastoral, inclusive nas famosas “capelas da noite”, precursoras das atuais reuniões de grupo.

2. O missionário (1732-1736
Ávido de mais apostolado, passou para a Congregação dos Missionários Redentoristas.Ele não se poupava. Entre uma pausa e outra, escrevia e divulgava livretos e folhetos em defesa das “jovens em perigo de se perder”, bem como sobre a “vida devota”. Fez forte campanha contra a blasfêmia, péssimo costume espalhado especialmente entre os homens.
O coração de Januário era um vulcão sempre em atividade.

3. O defensor das mulheres (1736-1742)
Sua preocupação pelas jovens e mulheres, vítimas da prostituição era constante. Com o consentimento de Santo Afonso, deixou o conventinho tranqüilo de Scala,e foi para a tumultuosa Nápoles onde grassava de modo espantoso essa mazela social. Sua intensa atividade social em favor da mulher o coloca entre os seus defensores mais completos daquela época.
Escreveu mais de 30 obras sobre meditação, teologia mística, direção espiritual, direito, pedagogia, moral e pastoral. Foi beatificado em 1996 pelo Papa atual.


PADRE CLÓVIS DE JESUS BOVO CSsR
Recomende este site aos seus amigos:
http://www.boletimpadrepelagio.org

AINDA DO SITE BOLETIM DO PADRE PELÁGIO(PE.CLÓVIS CSsR)


PADRE CLÓVIS DE JESUS BOVO CSsR



HISTÓRIA DO SANTUÁRIO DE TRINDADE - 2

Acompanhe neste blog e no site: http://www.boletimpadrepelagio.org a História da devoção ao Divino PAI Eterno em Trindade, Goiás. Desenhos do conhecido desenhista Victor Filho.
Texto Pe. Clovis de Jesus Bovo, redentorista.

Cap. 2 - CRESCE A DEVOÇÃO


Logo surgiu a capelinha feita de barro e coberta com folhas de buriti, como eram as casas do arraial. Os moradores do lugarejo e da vizinhança começaram a se reunir na humilde capela. Dona Ana “tirava” o terço entoando o “Bendita de Deus, bendita Maria”. Depois cantavam a ladainha e o Ofício:
Agora, lábios meus, dizei e anunciai
Os grandes louvores da Virgem Mãe de Deus.
Sede em meu favor, Virgem Soberana,
Livrai-me do inimigo com vosso valor.

A devoção ao Divino Pai Eterno foi se espalhando pelos povoados. Os romeiros acorriam pressurosos até Barro Preto como os pastores acorreram para Belém. O canto plangente dos carros de boi levando os devotos para ver o Divino Padre Eterno, ecoava ao longe no silêncio do sertão. Muitos traziam as “tralhas” para armar sua barraca ao redor da capelinha. O arraial formigava de gente. Já era tempo de convidar o padre.
O velho Pe. Basílio, vigário de Campininha das Flores, começou a atender os fiéis no primeiro domingo do mês de julho. Essa data foi virando dia de festa. Não tardaram as graças e os milagres.
Assim começou a devoção. Assim começou a romaria. Deus se serve dos pequenos para realizar grandes obras.

(Continua)

REFLETINDO A PALAVRA Nº 189 - “A Mãe do Ressuscitado”.


Pe. Luiz Carlos de Oliveira CSsR

“A Mãe do Ressuscitado”.
Rainha dos Céus, alegrai-vos, Aleluia!

Bela canção para saudar a Mãe do Ressuscitado. Na Paixão encontramos Maria de pé junto à cruz. O evangelho não teme dizer: “Estava Maria, sua Mãe de pé!”. Não escondeu a Mãe na dor do Filho. Ela participa integralmente de seu sacrifício. “Uma espada de dor transpassará tua alma”, já profetizara Simeão no dia da apresentação de Jesus no templo (Lc 2,35). A dor de Maria é um critério de discernimento para os que seguem de verdade a Jesus: “para revelar os corações” (Lc 2,35). Ali se revela o coração da Mãe: em adesão total ao Filho. Quem aceita Jesus tem que passar pela atitude de Maria: aceitar o Filho no máximo de sua humilhação, participando de sua morte. Sem morte não há ressurreição.

Maria viu Jesus ressuscitado?

A Mãe do Crucificado foi a mesma que o trouxe no seio. É a mesma que Ele dá ao discípulo como geradora dos novos filhos. É a mesma que o recebe ressuscitado. Podemos perguntar: Maria viu Jesus depois da Ressurreição? Jesus apareceu diversas vêzes aos discípulos e uma vez a mais de 500 discípulos. O Evangelho acentua que são aparições
às testemunhas qualificados para que sejam os anunciadores. Mas entre seus discípulos sempre estará presente a mãe, ainda mais que estava aos cuidados de João. Ele é símbolo dos discípulos que nascem do sangue da Cruz redentora que fecunda Maria, Mãe dos redimidos. A bíblia não fala de uma aparição a Maria, mas podemos até dizer que não fala porque era muito natural que tivesse se encontrado com Ele.

Relação de Maria com o Filho.

Qual o conhecimento – compreensão - que Maria tinha da morte de Jesus? Como na Encarnação teve que agir na fé, agora também está a dizer: seja feita a vontade de Deus. Com Jesus, também se entrega ao Pai: “Nas vossas mãos entrego o meu espírito”. Está no silêncio da dor e da morte, como o Filho. No silêncio da fé se alegra com seu retorno. Como os olhos dolorosos se cruzaram no Calvário, agora se cruzam no brilho da alegria. O Filho, que não rompera seu seio ao nascer, não rompe também o amável colóquio amoroso que sempre teve com ela. A gente fica imaginando Jesus saindo da sepultura e indo direto à Mãe para com ela se alegrar, pois era um filho normal, mesmo sendo ressuscitado. As aparições certamente se deram com a sua presença. Como não temos nada sobre a vida de Jesus dos 12 aos 30, não temos nada nos 40 dias após a ressurreição. Por que? Por que o que era normal e natural, o evangelho já supõe que os discípulos saibam. Mas por que aparece a outras mulheres? Elas têm um caráter simbólico da fé que amadurece e expressa realidades que são novas..
Maria e a Igreja.
A atitude de Maria é a atitude da Igreja: ao celebrar o mistério alegra-se porque o Senhor Ressuscitou, aceita-o e faz dEle sua vida. Maria agora se torna o centro, pois em Pentecostes está com eles. É a Igreja que espera o Espírito. Aquele abraço que o Filho e Mãe se dão na manhã da Ressurreição é o mesmo que você pode dar a Maria no seu afeto por ela. E pode dizer: Rogai por nós. Ela é a Corredentora, é a intercessora. Não a tire de sua vida. Ela é a alegre mãe do ressuscitado. É sua alegre mãe.

(2003)

41 Orações Escritas Por Santo Afonso

Fantando 32 dias para a festa de Santo Afonso, publicaremos uma oração por dia até 01 de agosto

Oração X


Meu querido Redentor, eu me envergonho de comparecer diante de vós, tão defeituosa e tão tíbia como sou! Depois de todas as graças que me fizestes, eu deveria agora arder de amor para convosco como os serafins; mas, ai! eu me acho até mais imperfeita do que antes. Eu vos tenho prometido tantas vezes, santificar-me e ser toda vossa; mas essas promessas tem sido outras tantas infidelidades. O que me consola, é que me acho diante de vós que sois a bondade infinita, meu Deus. Senhor, não me abandoneis, continuai a dar-me forças, pois quero me santificar para vos agradar. Eu vos prometo mortificar os sentidos, especialmente abster-me de tal coisa (especifique qual). Oh! meu Jesus, eu conheço o muito que me obsequiastes, para me verdes toda vossa: quão errada eu andaria, se vos negasse alguma coisa e pouco vos amasse. Quero deixar de ser ingrata. Vós fostes tão bom para comigo, e eu não quero ser mesquinha para convosco, como fui na vida passada. Eu vos amo, meu divino Esposo; e me arrependo de todos os desgostos que vos tenho dado.Perdoai-me e ajudai-me a vos ser fiel. Ó Maria, vós fostes sempre fiel a Deus, alcançai-me igual fidelidade para o resto de minha vida.

Fonte: Livro: A Verdadeira Esposa de Jesus Cristo, escrito por Santo Afonso

PARABÉNS

PADRE EDVALDO MANOEL DE ARAÚJO comemora hoje 20 anos de Ordenação Sacerdotal !
Atualmente Pe. Edvaldo está em Campinas no Instituto Filosófico São Clemente.
Pesquisando sobre ele, achamos o seguinte texto no site da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição Aparecida - Comunidade São Benedito:

"Voltando ao tempo … estamos em maio de 2005, Pe. Edvaldo Manoel de Araújo, Missionário Redentorista, que depois de morar 7 anos em Roma estava de volta ao Brasil. Era grande o desejo de nossa Paróquia ter uma relíquia de São Benedito. Solicitado, Pe. Edvaldo conseguiu contactar religiosas que trabalhavam com relíquias no Vaticano e conseguiu uma relíquia deste Santo tão querido no Vale do Paraíba. Junho do mesmo ano, em uma audiência com o Papa Bento XVI, Pe. Darci Niciolli e o Arcebispo D. Raymundo Damasceno foram á Roma, e trouxeram a relíquia, fragmentos de ossos de São Benedito.

Dia 9 de agosto foi o dia da chegada oficial da relíquia na Igreja de São Benedito. Com uma grande procissão saindo da Matriz Basílica, o relicário foi conduzido pelo pároco, vigário, presidentes da Irmandade de São Benendito, ex-reis, reis atuais e coordenadores da comunidade. Sinos anunciando … a procissão prosseguia com Guardiões de São Benedito, Mantenas da Cavalaria, Grupo Afro-brasileiro Namíbia, Irmandade de São Benedito e uma multidão de devotos. Ao chegar na Igreja de São Benedito houve a Celebração Eucarística com muitos paroquianos que vieram acolher e participar deste momento Histórico na Igreja de São Benedito !
Relíquia - Origem Etimológica latim: reliquiae, restos
Relíquia: Um objeto associado a um santo, ou com uma pessoa considerada santo porém que ainda não foi canonizada.
As Relíquias podem ser de três graus:
1º. Grau: Um fragmento do corpo do Santo.
2º. Grau: Um fragmento de sua roupa ou de algo que o santo usava durante sua vida (rosário, Bíblia, cruz, etc.). Também objetos associados com o sofrimento de um mártir.
3º. Grau: Qualquer objeto que tenha sido tocado a uma relíquia de primeiro grau ou a tumba de um santo."

BEATO JANUÁRIO MARIA SARNELLI

Comemoramos hoje a festa do Beato Sarnelli (1702 - 1744 -Nápoles)

Dedicou-se, juntamente com Santo Afonso, às Missões Apostólicas. Além das pregações, realizou trabalhos sociais em defesa da mulher.
Deixou 30 escritos, entre meditações, teologia mística, direção espiritual, leis, pedagogia, temas morais e pastorais.
Em 12 de maio de 1996, o Papa João Paulo II o beatificou na Praça e São Pedro, Cidade do Vaticano.

Fonte: Agenda Redentorista - Rio - 2010

NOTÍCIAS DO FOGUINHO

Informamos aos colegas que o Antônio Claudio não realizou o Cateterismo nesta terça, estando previsto para hoje dia 30.
As notícias são de que passa bem, já se encontrando no quarto do hospital.
Segundo sua filha Nélida, Foguinho está no Hospital da Luz na Vila Mariana - São Paulo. Assim que tivermos notícias mais detalhadas, publicaremos aqui no blog.


Recebemos os seguintes e-mails de colegas:

"Estaremos unidos pedindo por Foguinho. Deus vai olhá-lo com carinho. Continuemos rezando grande abraço" Pe. Libardi

"Obrigado pela informacão; tenho lembrado dele nas oracões". Carlos Felício

"Obrigado, Staliano!  Estamos juntos em oração." José Morelli

"Agradeço, de coração, ter sido avisado e já iniciei minhas orações para que o nosso querido "Foguinho" se restabeleça e já consiga marcar presença neste nosso próximo encontro! Um beijo no coração!!!" - J. Antônio Perdigão

"Estamos em oração, pedindo à Deus pelo pronto restabelecimento do Foguinho. Obrigado Staliano". Ari Cestarioli

"Poxa, temos que nos unir e que Nossa Senhora do Perpétuo Socorro esteja presente e interceda por ele, Vanda e toda a família, fazendo com que esses momentos de angústia sejam os mais curtos e possíveis, sendo restabelecida a paz e alegria em todos eles para a nossa também.
Muito obrigado pela atenção. Estamos em oração." Nair e Clarindo
Ierardi aproveitou para associar o nome do Foguinho à Consagração à Nossa Senhora postada diariamente aqui no blog.

Vamos continuar nossa corrente de orações! Obrigado!

ORAÇÃO DA MANHÃ - DEUS EM MINHA CASA

PADRE FLÁVIO CAVALCA DE CASTRO CSsR


Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.
Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.
Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

As reflexões seguintes supõem que você antes leu o texto evangélico indicado.

Dia 30 − Quarta-feira −

Santos Protomártires de Roma

Evangelho (Mt 8,28-34) “Quando Jesus chegou à outra margem do lago, na região dos gadarenos, vieram ao seu encontro dois homens possuídos pelo demônio.”


Essa é talvez a passagem mais estranha dos evangelhos. Não vou tentar com-preendê-la. Fico apenas com uma idéia que me parece a mais central: Jesus é o Senhor, tem todo o poder; nenhum mal lhe pode resistir. Se estou com ele e sou discípulo seu, não preciso ter medo, porque nada, ninguém poderá separar-me dele e tirar-me a vida nova que ele me torna possível. Ele me protege.

Oração

Senhor Jesus, creio em vosso poder. Porque estais comigo, não preciso temer nenhum poder do mal. Vencestes o mal e me trouxestes para a vida. Só eu mesmo posso separar-me de vós e voltar à escravidão. Não permitais que isso aconteça. Conservai-me na vossa amizade e dai a graça da perseverança até o fim. Agradeço muito a bondade que sempre mostrastes para comigo. Amém.

29 de junho de 2010

NOSSO BLOG HÁ UM ANO - 29/06/2009

CLICAR SOBRE OS LINK's

E

NA SETA DE RETORNO PARA VOLTAR





CURA D'ARS - PARTE 5

RELIGIÃO TAMBÉM SE APRENDE - BATISMO-PARTE XI

Um testemunho feliz...

Do Site da UNESER! - XIV ENESER - 17/19 JULHO



29 DE JUNHO - SÃO PEDRO E SÃO PAULO

S. Pedro, apóstolo


Comemoramos hoje o dia dedicado ao príncipe dos Apóstolos e primeiro Papa da Igreja, São Pedro. Esta festa foi instituída por volta do século IV, antes mesmo de ser definida a data actual da festa do Natal.

Ele era um pescador e o seu nome originalmente era Simão, filho de Jonas e irmão de André. Mas Jesus mudou-lhe o nome para Pedro que significa pedra, pois ele seria a rocha forte sobre a qual Jesus edificaria a sua Igreja. Por isso comprovadamente ele foi o primeiro Papa da Igreja Católica Apostólica Romana.

Uma parte importante da sua vida está documentada nos Evangelhos e nos Actos do Apóstolos; sobre a sua vida em Roma existem muitas e belas narrativas passadas de geração em geração, algumas delas contadas em diferentes romances inspirados nos primeiros tempos da Igreja.



S. Paulo, apóstolo


Paulo nasceu entre o ano 5 e 10 da era cristã, em Tarso, capital da Cilícia, na Ásia Menor, cidade aberta às influências culturais e às trocas comerciais entre o Oriente e o Ocidente. Descende de uma família de judeus da diáspora, pertencente à tribo de Benjamim, que observava rigorosamente a religião dos seus pais, sem recusar os contactos com a vida e a cultura do Império Romano.

Os pais deram-lhe o nome de Saul (nome do primeiro rei dos judeus) e o apelido Paulo. O nome Saul passou para Saulo porque assim era este nome em grego. Mais tarde, a partir da sua primeira viagem missionária no mundo greco-romano, Paulo usa exclusivamente o sobrenome latino Paulus.

Recebeu a sua primeira educação religiosa em Tarso tendo por base o Pentateuco e a lei de Moisés. A partir do ano 25 d.C. vai para Jerusalém onde frequenta as aulas de Gamaliel, mestre de grande prestígio, aprofundando com ele o conhecimento do Pentateuco escrito e oral.

Aprende a falar e a escrever aramaico, hebraico, grego e latim. Pode falar publicamente em grego ao tribuno romano, em hebraico à multidão em Jerusalém (Act 21,37.40) e catequizar hebreus, gregos e romanos.

Paulo é chamado “o Apóstolo” por ter sido o maior anunciador do cristianismo depois de Cristo. Entre as grandes figuras do cristianismo nascente, a seguir a Cristo, Paulo é de facto a personalidade mais importante que conhecemos. É uma das pessoas mais interessantes e modernas de toda a literatura grega, e a sua Carta aos Coríntios é das obras mais significativas da humanidade.

Escreveu 13 cartas às igrejas por ele fundadas: cartas grandes: duas aos tessalonicenses; duas aos coríntios; aos gálatas; aos romanos. Da prisão: aos filipenses; bilhete a Filémon; aos colossenses; aos efésios. Pastorais: duas a Timóteo e uma a Tito.

Quando estava preso em Cesareia, Paulo apela para César e o governador Festo envia-o para Roma, aonde chegou na Primavera do ano 61. Viveu dois anos em Roma em prisão domiciliária. Sofreu o martírio no ano 67, no final do reinado de Nero, na Via Ostiense, a 5 quilómetros dos muros de Roma.

ATUALIDADES C.Ss.R.REDEMPTOR- SALVAÇÃO PARA QUEM PRECISA


PADRE FLÁVIO CAVALCA DE CASTRO CSsR

SALVAÇÃO PARA QUEM PRECISA


Dia 6 de janeiro, festa da Epifania (Manifestação), já foi uma das datas mais importantes da Igreja. Principalmente da Igreja Oriental que, nesse dia, já antes do século terceiro, celebrava o nascimento de Jesus, a adoração dos Magos e o batismo de Jesus. Era festa importante como a Páscoa, quando ainda não se começara a celebrar em Roma a festa do Natal, no dia 25 de dezembro. Dia santo de guarda, como se dizia, no Brasil era chamado de “Dia de Reis”, e estava profundamente marcado na alma popular. Basta ver como ainda agora continuam as manifestações populares das “Folias de Reis”. Hoje em dia a celebração foi transferida para o domingo mais próximo.
Celebrando o nascimento, a visita dos Magos do Oriente, ou o batismo de Jesus, essa festa da Epifania era sempre de fato a festa da “manifestação” de Jesus como Salvador. E por isso continua tendo muito sentido também para nós, pois continua sendo preciso que o aceitemos ou recusemos como salvador. Nessa decisão jogamos tudo.
Toda a vida de Jesus foi uma epifania, uma manifestação. Por isso, a certa altura de sua vida, podia propor aos discípulos a pergunta decisiva: “E para vocês, quem sou eu?” (Mt 16,13-16). Dessa pergunta não podemos fugir. E para exigir de nós uma decisão, Jesus apresentou-se de maneira muito clara, quase diria pretensiosa. Basta relembrar:
“Venham comigo” (Mt 4,19); “felizes os perseguidos por minha causa” (Mt 5,11); “vim levar a Lei à perfeição” (Mt 5,17); “ouviram o que foi dito aos antigos, eu, porém, digo” (Mt 5,28.32.34.39.44; 19,9); diante dele é preciso tomar partido (Mt 10,35); é Senhor do sábado (Mt 12,8); maior que Jonas, Salomão e Davi (Mt 12,41-42; 22,43); exige renúncia total para segui-lo (Mt 16,24); quem nele crer, por meio dele terá a vida eterna (Jo 3,15.16; 5,24; 6,40); quem nele não crer já está condenado (Jo 3,18); quem bebe da água que ele dará jamais voltará a ter sede (Jo 4,14); dá a vida a quem ele quer (Jo 5,21); é o pão da vida (Jo 6,35); é a luz do mundo (Jo 8,12); sua palavra é a verdade que liberta (Jo 8,32); é a porta para a salvação (Jo 10,7-9); veio para que tenham a vida em abundância (Jo 10,10); é a ressurreição e a vida (Jo 11,25); é a luz do mundo (Jo 2,44-45). E, como se tudo isso não bastasse: “sem mim nada podem fazer” (Jo 15,5).
É diante de quem assim se manifesta que temos de tomar posição. Nisso consiste nossa decisão de fé. E será bom lembrar que nossa resposta vai depender de como nos vemos. Aceitar Jesus como Salvador somente terá sentido se nos reconhecemos necessitados de salvação. Será resposta para nós, se temos uma pergunta a nos angustiar. Será solução, se de fato nos vemos enredados numa teia sem sentido. Poderemos aceitá-lo como libertador, somente se nos sabemos escravizados; será luz, se nos percebemos cegos; será vida, água, pão, se estamos famintos, sedentos, mortos à espera de quem nos faça voltar à vida. Se ainda não percebemos nada disso, Jesus não nos interessa, não precisamos dele.
Estamos a começar um novo ano. Daqui a pouco virão a Quaresma e a Páscoa. Boa oportunidade para olhar nossa vida, e principalmente para reexaminar o que pensamos de nós mesmos. Afinal, conversão, mudança na maneira de pensar e de agir, tem sentido somente se estamos descontentes. Abrir-nos a Jesus, aceitar suas propostas, supõe que nos sabemos necessitados. Terrivelmente necessitados. Se assim nos percebemos, então, sim, Jesus poderá ser para nós epifania – manifestação do amor gratuito e potente da Trindade.
http://www.redemptor.com.br

IMITAÇÃO DE CRISTO - LIVRO PRIMEIRO - CAPÍTULO 5


TOMÁS DE KEMPIS



Da leitura das Sagradas Escrituras

1. Nas Sagradas Escrituras devemos buscar a verdade, e não a eloquência. Todo livro sagrado deve ser lido com o mesmo espírito que o ditou. Nas Escrituras devemos antes buscar nosso proveito que a sutileza da linguagem. Tão grata nos deve ser a leitura dos livros simples e piedosos, como a dos sublimes e profundos. Não te mova a autoridade do escritor, se é ou não de grandes conhecimentos literários; ao contrário, lê com puro amor a verdade. Não procures saber quem o disse; mas considera o que se diz.
2. Os homens passam, mas a verdade do Senhor permanece eternamente (Sl 116,2). De vários modos nos fala Deus, sem acepção de pessoa. A nossa curiosidade nos embaraça, muitas vezes, na leitura das Escrituras; porque queremos compreender e discutir o que se devia passar singelamente. Se queres tirar proveito, lê com humildade, simplicidade e fé, sem cuidar jamais do renome de letrado. Pergunta de boa vontade e ouve calado as palavras dos santos; nem te desagradem as sentenças dos velhos, porque eles não falam sem razão.

SANTOS DO DIA 29 DE JUNHO

29 DE JUNHO - PEDRO E PAULO: COLUNAS DA IGREJA


Na liturgia S. Pedro e S. Paulo são celebrados no domingo depois do dia 29.



“Pedro foi o primeiro a acreditar, o primeiro a amar, o primeiro dos apóstolos a ver Jesus ressuscitado; o primeiro a confirmar a Fé com um milagre; o primeiro a converter os judeus; o primeiro a receber os pagãos na Igreja, e o primeiro em tudo”.

Paulo não conheceu Jesus em vida. De ferrenho perseguidor da Igreja nascente, passou a ser um apóstolo apaixonado por essa mesma Igreja. Fez pelos menos três viagens missionárias, percorrendo quase todo o mundo conhecido naquele tempo: Ásia Menor, Creta, Macedônia, Grécia etc. Por onde passava ia fundando comunidades. Depois enviava cartas por onde passou, confirmando e mantendo ligação. Catorze delas estão na Bíblia. Terá escrito muito mais. Paulo foi o teólogo teórico. Pedro, o teólogo prático.


PADRE CLÓVIS DE JESUS BOVO CSsR

Recomende este site aos seus amigos:
http://www.boletimpadrepelagio.org

41 Orações Escritas Por Santo Afonso

Faltando 33 dias para a festa de Santo Afonso, publicaremos uma oraçãopor dia até 01 de agosto

Oração IX


Meu Deus, por vossa piedade, perdoa-me as inumeráveis faltas que tenho cometido por minhas imodéstias, das quais me arrependo de todo o coração.Tudo isto proveio do pouco amor que vos tive.Confesso que não mereço compaixão; mas as vossas chagas e a vossa morte me animam e me obrigam a confiar em vós. Meu Deus, quantas vezes me perdoastes com ternura os desgostos que vos tenho dado! Quantas vos tenho prometido fidelidade e de novo tenho vos ofendido! Que é pois o que espero? Que me abandoneis à minha própria tibieza, que, com certeza, me arrastará a condenação? - Não, Senhor! Eu quero me corrigir; e para consegui-lo, ponho toda a confiança em vós, fazendo o propósito de vos pedir sempre a graça necessária para vos ser fiel. No passado, eu confiei nas minhas resoluções e descuidei de me recomendar a vós, e esta foi a causa de tantos pecados. - Eterno Padre, pelos méritos de Jesus Cristo, tende misericórdia de mim, socorreime e dai-me a graça de sempre me recomendar a vós em todas as minhas necessidades. Eu vos amo, ó sumo bem, e desejo vos amar com todas as forças, mas sem vós nada posso. Dai-me vosso amor, daime a santa perseverança. Eu tudo espero da vossa infinita bondade. Ó Maria, Mãe de Deus, vós sabeis quanto confio em vós.Ajudai-me e tende compaixão de mim.

Fonte: Livro: A Verdadeira Esposa de Jesus Cristo, escrito por Santo Afonso

DO SITE BOLETIM DO PADRE PELÁGIO(PE.CLÓVIS CSsR)

HISTÓRIA DO SANTUÁRIO DE TRINDADE

Acompanhe neste BLOG e no site http://www.boletimpadrepelagio.org a História da devoção ao Divino PAI Eterno em Trindade, Goiás.
Desenhos do conhecido desenhista Victor Filho.
Texto Pe. Clovis de Jesus Bovo, redentorista.




CAP. 1 - O ACHADO MILAGROSO


Transportemo-nos até o ano de 1843 para conhecer o poético e bucólico arraial de Barro Preto, localizado no centro de Goiás. Seus poucos moradores trabalhavam na terra, de onde tiravam “o pão de cada dia” com o suor do rosto. Suas moradias eram de pau-a-pique, cobertas com folhas de buriti. Mas todos viviam da Fé robusta e simples, herdada dos antepassados.
Certo dia Constantino Xavier Maria e a esposa Ana Rosa de Oliveira estavam limpando uma plantação, quando notaram no chão revolvido, uma medalha de bom tamanho. Era de terra cota. Tinha formato oval e cerca de meio palmo. Constantino exclamou admirado, mostrando a medalha para a esposa:
- Ana, veja aqui esta medalha.
Ana pegou-a respeitosamente, limpou-a no avental, e beijando-a, disse numa alegre surpresa:
- Veja só! Representa as Três Pessoas da Santíssima Trindade, coroando nossa Mãe, nossa Senhora. Vamos levá-la para casa?
Naquele momento não se interessaram em conhecer a origem do medalhão. Viram simplesmente o dedo de Deus naquele achado providencial. A noticia se espalhou rapidamente. Naquela mesma noite reuniu-se um pequeno grupo na casa de Constantino para rezar o terço diante do Divino. (Continua)

REFLETINDO A PALAVRA Nº 187 - “Ser Eucaristia”


Pe. Luiz Carlos de Oliveira CSsR

“Ser Eucaristia”

O altar da vida.

Quando refletimos sobre a Eucaristia, sabemos que ela é nosso culto a Deus, é nossa união com Deus, é nossa celebração. Mas Deus age sempre de modo mais completo para conosco. Antes mesmo que houvesse a Eucaristia, a missa, cada pessoa podia prestar culto a Deus. No seu coração ou na beleza dos ritos tanto pagãos como judeus, cada pessoa sincera encontrava Deus e com Ele mantinha seu diálogo. Ouvi do chefe da guerrilha angolana (já assassinado) que seu pai tinha religião animista tradicional, mas todo dia se ajoelhava em direção ao sol para sua oração. Certamente nascia de um coração sincero. Não é só o culto exterior, mas ,sobretudo, o culto interior. Cada um em seu coração e na sua vida tem um relacionamento com Deus. Este relacionamento é de súplica, de pedido de perdão, de ação de graças e de louvor. O culto era uma pedagogia para o verdadeiro culto.
O verdadeiro culto.
Quando chega a plenitude dos tempos encontramos na pessoa de Jesus o verdadeiro culto. Para Ele convergem todas as linhas do universo. Jesus, obedece à vontade do Pai, isto é, faz o que agrada o Pai. Era isso que gostava de fazer. Com isso agradava ao Pai e se entregava a Ele. Prestava o culto filial cheio de amor ocupando-se dos amados de Deus que eram os sofredores. Quando chega o momento supremo de sua vida, quando deve suportar a morte, entrega sua vida ao Pai como oferta por todos “meu corpo que será entregue por vós - sangue derramado por vós e por todos para e remissão dos pecados”. Esta entrega da cruz é o sacrifício, é o culto, é a síntese da vida de Jesus. O verdadeiro culto não está nas ofertas materiais, mas no interior do coração que oferece a si mesmo. Todo o sacrifício de Jesus é realizado em seu corpo. Por isso, a Eucaristia que é continuação do sacrifício e da entrega de Jesus, realiza-se também no corpo físico, visível do pão e do vinho que são o corpo e o sangue do Senhor. O verdadeiro culto de Cristo torna o verdadeiro culto do cristão.
O culto do cristão.
“Oferecei vossos corpos como hóstia vida”. A vida do cristão em seu corpo e na vida do mundo é o primeiro lugar onde acontece o culto, isto é, sua entrega a Deus. Hóstia viva: o corpo, animado por uma alma espiritual sendo uma única realidade, faz da pessoa um sacerdote e uma oferta. Por este corpo que é também espiritual, faz a entrega de si a Deus e faz também a entrega do mundo a Deus. O homem e a mulher não são religiosos porque vão muito à Igreja, mas o são porque capazes de infundir o caminho de Deus no mundo, como Jesus, fazendo a vontade do Pai. Jesus pregava, mas estava em contato com as pessoas, sobretudo, dando-lhes vida e esperança de viver. O cristão, pelo seu trabalho, pela sua vida dedicada ao amor e à construção da sociedade, é um religioso. É religioso porque, no Espírito de Deus, faz as obras de Deus. Esse culto espiritual é voltado para as pessoas e para as realidades do mundo. Nisso ele é religioso, é sacerdote, é oferta a Deus, é louvor. Quando vai à Igreja para sua oração na comunidade, faz vivo o sacramento do corpo do Senhor que o torna vivo no mundo. Sua oração é a linha que une todos os pontos e faz de tudo o que ele toca, caminho de santificação para si e caminho para os outros. Para que este culto seja perfeito é preciso aprender da Eucaristia e vive-la no mundo.
(2003)

PARABÉNS

Apresentamos os aniversariantes do dia:

PEDRO WAGNER EUZÉBIO  de Pindamonhangaba - SP


PADRE LUIZ CARLOS TREIDER que festeja 44 anos de vida









PADRE PEDRO LUIS DOS SANTOS da Vice-Província de Recife que completa 36 anos de vida. Ontem informamos o aniversário de sua Ordenação.







 festejando mais um ano de Ordenação Sacerdotal

PADRE DOMINGOS SÁVIO DA SILVA, mestre de noviços em Tietê - SP, que completa 35 anos de vida Sacerdotal .
(NOTA: Segundo informação do Diácono Adilson Cunha, Pe. Domingos Sávio não está mais no noviciado, tendo sido substituido pelo Pe. Ulisses.)



PADRE VALDEVIR CORTEZI - 36 anos de sacerdócio!
Pe. Cortezi nos presenteou com sua presernça em nosso encontro na chácara doSilvério. Na foto, da esquerda para direita, Tarcísio, Torati e Pe. Cortezi.


Aos aniversariantes nossos votos de muitas felicidades e muitos anos de vida abençoados !
Um grande abraço da família UNESER !

ORAÇÃO DA MANHÃ - DEUS EM MINHA CASA

PADRE FLÁVIO CAVALCA DE CASTRO CSsR


Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.
Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.
Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

As reflexões seguintes supõem que você antes leu o texto evangélico indicado.

Dia 29 − Terça-feira −

S. Pedro e S. Paulo

Evangelho (Mt 8,23-27) “Jesus entrou na barca, e seus discípulos o acompa-nharam. E eis que houve uma grande tempestade no mar...”


Já li tantas vezes essa passagem, mas hoje percebi que acompanhar Jesus não nos livra de todas as dificuldades. Ele nos garante a verdade de suas palavras e promessas, garante que nunca nos deixará sós. Mas teremos de carregar nossa cruz, e também de remar na barca. Haverá tempestades e perigos, e teremos de enfrentar o medo enquanto parece que ele dorme sem se importar.

Oração
Senhor Jesus, renovo minha decisão de vos seguir. Sei que não me garantis prosperidade material, nem que ficarei livre de doenças e outras dificuldades. Sei, porém, que posso contar com vosso poder e vosso amor. Podeis dar-me a vida que dura para sempre, e me livrais da escravidão do pecado. Fazei que sempre me lembre de vossa presença, e a vós recorra a todo momento. Amém.

28 de junho de 2010

SOLICITAÇÃO DE ORAÇÕES

Recebi neste instante uma ligação da Vanda, esposa do ANTONIO CLAUDIO FERREIRA (FOGUINHO) informando-nos que ele sofreu ontem dia 27 um infarto em casa, sendo levado imediatamente para o hospital onde teve um segundo infarto.
Socorrido e medicado, passa bem.

Amanhã, dia 29 fará um CATETERISMO CARDÍACO onde terá uma avaliação mais precisa de seu quadro clínico.
A pedido do próprio Foguinho e Vanda, solicitamos a todos que lembrem-se dele em suas orações pedindo a Deus que lhe restabeleça sua saúde e que volte o mais breve possível à rotina diária junto de seus familiares e amigos.

NOSSO BLOG HÁ UM ANO - 28/06/2009

CLICAR SOBRE OS LINK's

E

NA SETA DE RETORNO PARA VOLTAR





CURA D'ARS - PARTE 4

RELIGIÃO TAMBÉM SE APRENDE - BATISMO - PARTE X



IMITAÇÃO DE CRISTO - LIVRO PRIMEIRO - CAPÍTULO 4


TOMÁS DE KEMPIS



Da prudência nas ações

1. Não se há de dar crédito a toda palavra nem a qualquer impressão, mas cautelosa e naturalmente se deve, diante de Deus, ponderar as coisas. Mas, ai! Que mais facilmente acreditamos e dizemos
dos outros o mal que o bem, tal é a nossa fraqueza. As almas perfeitas, porém, não crêem levianamente em qualquer coisa que se lhes conta, pois conhecem a fraqueza humana inclinada ao mal e fácil de pecar por palavras.
2. Grande sabedoria é não ser precipitado nas ações, nem aferrado obstinadamente à sua própria opinião; sabedoria é também não acreditar em tudo que nos dizem, nem comunicar logo a outros o que ouvimos ou suspeitamos. Toma conselho com um varão sábio e consciencioso, e procura antes ser instruído por outrem, melhor que tu, que seguir teu próprio parecer. A vida virtuosa faz o homem sábio diante de Deus e entendido em muitas coisas. Quanto mais humilde for cada um em si e mais sujeito a Deus, tanto mais prudente será e calmo em tudo.

ATUALIDADES C.Ss.R.REDEMPTOR- COMO EU SERIA FELIZ SE EU FOSSE FELIZ


PADRE RAFAEL VIEIRA CSsR


Está sendo divulgado no Brasil, nesse início de ano, o último livro de André Comte-Sponville, o queridinho da filosofia francesa na atualidade. O titulo é curioso: Felicidade, desesperadamente. Na divulgação do trabalho feita na revista Época da semana passada, ele cita a frase de Woody Allen colocada como título acima e concorda com ela como uma forma de expressar a tese que defende no livro. Evidentemente, não li a obra, mas publiquei um trabalho, em 2005, com o mesmo tema e percebo que sigo uma trilha palidamente semelhante àquela proposta por essa autoridade do pensamento na França. Claro que não tenho nada de tão profundo e genial como tem os livros de Comte-Sponville e muito menos com as tiradas inteligentes de Allen. Os dois são ateus, eu sou crente. Para mim, no entanto, a felicidade também é reconhecida como fruto da verdade. A verdade que se manifesta em facetas de mistério. A verdade de nossas mais profundas raízes. A verdade de nossas escolhas. A verdade de cortes que realizamos na vida e a verdade do sereno acolhimento do tempo da semente, do cultivo e da colheita. Escrevi meu livro sobre a felicidade usando essas expressões da verdade comparando-as com as fases do trabalho de uma colheita de aspargos.
Na verdade, nunca havia visto essa leguminosa num canteiro de horta até o dia em que, durante um trabalho missionário junto aos trabalhadores portugueses num cantão alemão da Suíça, fiz parte de uma equipe dos serviços domésticos na casa paroquial da cidade de Thun que fica distante uns 15 minutos de trem da capital, Berna. Depois de ter criado problemas para todos por não saber a quantia exata de água que devia ser jogada nos vasos que enfeitava a casa, fui convidado a cuidar das hortaliças. Um dia, achando que eu conhecia algo do ofício, o pároco me pediu que colhesse aspargos para o jantar. Fiquei meio perplexo, perguntei onde estavam, ele apontou para o rumo daqueles caules enfiados no chão. Tomei um cesto e não tive dúvidas: arranquei, firmemente, quase tudo o que estava plantado. Quando meu amigo viu aquilo, quase me mata. Disse coisas incompreensíveis. A minha sorte é que não entendo alemão, nos comunicávamos em italiano e ele recorreu à sua língua materna para protestar. Fiquei ainda mais encabulado. Mais tarde, com calma, ele me explicou o crime que cometi. Não se colhia aspargos daquela maneira. O modo correto seria o seguinte: conservar as raízes, escolher os melhores turiões e fazer cortes precisos. Em seguida, era preciso ter a paciência de aguardar as próximas safras que chegariam após o inverno.
Aproveitei as lições desse incidente para tratar da felicidade. Tomei o processo da colheita desse parente da cebola como uma grande metáfora. Acho que ninguém conseguirá ser feliz se negar suas raízes. Se tentar arrancar tudo o que tem dentro de si. Se acreditar que o caminho certo será acabar com os sinais deixados pela genética, pela educação dos pais, pelas experiências vividas e marcantes. E também não se chega a ser feliz, quem não compreende que é preciso ser criterioso nas escolhas. Delas depende muito qual será a qualidade da vida de uma pessoa. Escolhas mal feitas podem ser a condenação a uma angústia permanente. Mas, uma vez consumadas, essas escolhas podem ser mudadas. Chega o momento da coragem para os cortes. A felicidade depende disso. Só é feliz quem encontra forças para fazer cessar os hábitos que são grilhões, que escravizam. Quem faz rupturas com pensamentos e sentimentos tóxicos. E, para concluir a reflexão do livro que publiquei há dois anos, apresento que há sempre a lição da espera de novas safras. Há tempo de felicidade exuberante e há tempo em que a única felicidade está no fato de saber que a aridez vai passar e que chegarão novas experiências boas. E creio que para esse ritmo os crentes estão abertos e são capazes de compreender.
Pelo que entendi da entrevista sobre o livro, Comte-Sponville discorda da fé porque acha que o único elemento capaz de garantir a felicidade é o amor. Ele chega a afirmar que Freud tem razão ao dizer que a depressão ou a melancolia é a perda da capacidade de amar. E, por isso, conclui que falta aos deprimidos não é a fé, mas o amor. Fiquei pensando se não é exatamente nesse nosso ponto de encontro. Se um cético famoso, filósofo culto que recorre a antigos pensadores como o grego Epicuro, o holandês Spinoza, os seus conterrâneo Pascal e Montaigne para descrever as condições da felicidade e chega a essa conclusão, não é justamente essa a expressão de evangelista João sobre Deus? Estou certo que é isso. O amor é o principal conteúdo da felicidade. Assim, curiosamente, estamos de acordo sobre a essência da felicidade que se pode viver sem tirar a graça da expressão do cineasta que todo mundo diz que faz filmes inteligentes, esnoba a Academia de cinema de Hollywood e gosta de tocar trompete, todas as semanas, num bar de Nova York.
Pe. Rafael Vieira, CSsR / 08.01.2007

SHOW PELO SEMINÁRIO REDENTORISTA

No dia 28 de agosto, acontecerá em Arapiraca o Show em prol da construção do nosso "Seminário Redentorista Pe. Antonino Witschge". A comunidade Cristo Redentor assumiu esse compromisso com os nossos confrades Pe. Antônio e Pe. Eugênio. É importante que a Vice-Província conheça e participe também desse momento. Isto mostra que estamos todos unidos no mesmo projeto.
Parabéns aos confrades, aos aspirantes e ao povo de Deus da comunidade Cristo Redentor, que continuam construindo projetos e fazendo história abençoada na Igreja de Jesus!

Fonte: Vice-Província de Recife

DO SITE BOLETIM DO PADRE PELÁGIO(PE.CLÓVIS CSsR)

28 DE JUNHO – SANTOS DO DIA


CONHECEU ALGUNS DISCIPULOS DE JESUS
Santo Irineu (130-202?) foi discípulo de São Policarpo, que o foi de S. João Evangelista. Assim testemunhou mais tarde: “...Posso dizer onde o bem-aventurado Policarpo se assentava para ensinar, como entrava e saía, quais eram sua conduta de vida e seu porte físico, que conversas mantinha com o povo, qual foi seu relacionamento com João e outros que viram o Senhor...”

Viveu na Ásia Menor durante o século II. É um dos mais notáveis padres da Igreja. Lutou para preservar a paz e a unidade da Igreja. Como simples presbítero, foi mandado a Roma a fim de ser o mediador perante o papa Eleutério (175-189) numa controvérsia relacionada com a heresia do Montanismo.
Mas enquanto estava em Roma, rebentou na Gália (França atual) uma cruel perseguição contra os cristãos. Entre as vítimas achava-se o venerando bispo Potino. Chegando em Lião, o povo o aclamou bispo no lugar do mártir Potino. Pastoreou vigilante o seu rebanho durante 25 anos, defendendo-o contra as heresias nascentes.
Como bispo de Lyon, serviu novamente de mediador entre os bispos orientais e o papa Vítor (189-199) na questão sobre a Páscoa. Foi bem sucedido nessas mediações, graças ao seu jeito ponderado e calmo.
Escreveu importantes obras e morreu mártir por volta de 202. Suas obras se conservam até hoje. Além de teólogo, foi um grande pacificador.

Oração
Senhor, vosso bispo Santo Irineu lutou eficazmente em favor da verdadeira doutrina e da paz na Igreja. Dai-nos o mesmo zelo ardente e a mesma fé inabalável na luta pela união e a concórdia.


INJUSTIÇADO E MAL COMPREENDIDO

Sempre houve pessoas e até santos que não foram compreendidos pelos seus contemporâneos. Santo Emerardo foi um desses. É um dos santos mais originais e esquisitos. Na linguagem popular “ninguém ia com a cara dele”. Nasceu em Baden, na Alemanha no século X. Ordenou-se padre e começou a fazer romarias a pé. Depois foi ser monge, mas não quis usar o hábito da Ordem religiosa. Quando pediu para sair, o abade mandou dar-lhe uma surra e depois o expulsou.
Abandonado e sem apoio, retirou-se para a capela de uma aldeia a fim de viver como eremita. Um dia a capela amanheceu arrombada. Acusaram-no de cumplicidade e expulsaram-no da aldeia. Quando foi pedir um espaço na diocese, o bispo não o aceitou, horrorizado com o que se falava de suas esquisitices. Sua fama era de um homem estrambótico, teimoso e irrequieto.O povo o apelidou de “santo doido”.
Pe. Emerardo suportava as humilhações, calúnias e caçoadas sem se queixar. Achou finalmente um cantinho numa região abandonada, onde o deixaram em paz. Lá ele viveu até o ano 1019 como eremita, pregando para o povo e repartindo com os pobres seu último pedaço de pão. Conforme se conta, o bispo teria ido até ele para pedir desculpas peloss maus tratos e calúnias de que foi vítima.


Oração

Senhor, Tu és minha única esperança.
Mesmo quando cansado, que eu procure sempre tua Face.
Melhor ainda, que eu nunca fuja da tua Face. Amém!

PADRE CLÓVIS DE JESUS BOVO CSsR
Recomende este site aos seus amigos:
http://www.boletimpadrepelagio.org

AINDA DO SITE BOLETIM DO PADRE PELÁGIO(PE.CLÓVIS CSsR)


PADRE CLÓVIS DE JESUS BOVO CSsR



AMIGO DE VERDADE


Eu estava sozinho em casa. Um amigo telefonou perguntando se queria tirar uma prosa. Eu comecei a prosa e falei horas e horas sobre minha família, meus negócios, meus problemas e tudo o mais.
Meu amigo escutava. O dia começou a clarear. Disse ainda que eu estava muito cansado e que sua visita me fez muito bem. Quando ele notou que eu estava melhor disse:
- Muito bem. Devo ir para o trabalho.
- Fiquei surpreso. Porque você não me disse que tinha que trabalhar.
Ele sorriu:
- Não tem problema. É para isso que somos amigos.
Eu o acompanhei até a porta. Ele estava dando partida no carro quando gritei ainda:
- Por que você me telefonou tão tarde? E vai trabalhar sem ter dormido!
- É que eu queria dar-lhe uma notícia...
- O que aconteceu?
- Estive ontem no médico. Ele disse que meus dias estão contados. Tenho um tumor cerebral. Não se pode operar. Só me resta aguardar...
Emudeci. Mas ele sorriu dizendo:
- Um bom dia para você.

Passei o dia refletindo: Puxa! Quando ele me perguntou como eu estava, nem me lembrei de perguntar como ele estava de saúde. Onde ele buscou tanta força para me ouvir horas e horas, sorrir, animar-me quando eu é que devia fazer tudo isso para ele...

41 Orações Escritas Por Santo Afonso

Faltando 34 dias para a festa de Santo Afonso, publicaremos uma oração por dia até 01de agosto

ORAÇÃO VIII

Divino Esposo da minha alma, ajudai-me e dai-me força. De hoje em diante quero servir-vos melhor do que até o presente. No passado procurei satisfazer meus sentidos e meu amor próprio, sem temer desagradar-vos; mas, para o futuro, eu quero aplicar-me unicamente a vos contentar, pois merecereis todo o meu amor.

Por amor de mim, escolhestes uma vida toda cheia de amarguras e de dores, nada poupastes para me obrigar a amar-vos; e eu, como poderei continuar a viver na ingratidão em que tenho vivido, há tantos anos? Não, meu Jesus, não há de ser assim. Já vos ofendi demais. Perdoai-me e perdoai-me tudo. Eu me arrependo, de todo o coração, dos desgostos que vos dei com minha vida desregrada.

Agora vos amo de todo o coração, e quero fazer tudo o que puder para vos agradar absolutamente e sem reserva.Manifestai-me a vossa vontade por meio do meu diretor, para que eu a execute em tudo, como proponho e espero fazer com os auxílios da vossa graça. Meu Redentor amabilíssimo, penetrai o meu espírito de santos pensamentos, afim de que me recorde sempre das dores que sofrestes por meu amor; cumulai a minha vontade de santos afetos, para que não se aplique a outra coisa, que a dar-vos prazer, e não queira outra coisas que fazer a vossa vontade nem tenha outra liberdade senão a de ser toda vossa.

Fazei, Senhor, que vos ame e que vos ame muito; porque, se vos amar, todas as penas me serão doces e caras. Santíssima Virgem Maria, minha Mãe, ajudai me a agradar a Deus, no resto da minha vida. Confio inteiramente em vós.

Fonte: Livro: A Verdadeira Esposa de Jesus Cristo, escrito por Santo Afonso

REFLETINDO A PALAVRA Nº 185 - “O Pão Celeste e o Cálice da Salvação”


Pe. Luiz Carlos de Oliveira CSsR

“O Pão Celeste e o Cálice da Salvação”

A experiência do pão.

Os recém batizados, passados pelas águas e ungidos com o santo Crisma entravam na Igreja reunida para a Eucaristia. É a primeira vez que participam da Eucaristia que era aberta só aos batizados. Antes de conhecerem o mistério da Eucaristia, fazem uma experiência. O símbolo é a primeira instrução sobre o que é o Corpo do Senhor e Sangue da Salvação. A partir da experiência é que são instruídos. Depois do jejum experimentam a saciedade do alimento que é o primeiro sinal da saciedade espiritual. Saciada a fome do corpo, entendem o sentido da Eucaristia: sacia a alma. Ao tomar o vinho que alegra, percebem que o sangue do Senhor é a causa da alegria de ser salvo e amado. A experiência do Pão-Corpo e do Vinho-Sangue de Cristo, faz voltar ao primeiro momento da Eucaristia: a Ceia onde Jesus instituiu este mistério. Jesus, naquele momento, quis dar ao mundo a permanente presença da redenção e um permanente habitar em nós e conosco: a celebração eucarística, a missa, e a comunhão do seu Corpo e Sangue. Através dos símbolos, realiza e explica o que é sua missão: fazer-nos participantes de sua vida, como se fez participante da nossa. Sua morte e ressurreição são a nova aliança entre Deus e a humanidade na pessoa do Filho imolado. E a missa continua esta aliança sempre presente e renovada.
“Eucaristia foi feita para nós”.
Jesus esteve sempre unido ao grupo de seus discípulos. Fez muitos milagres, proclamou muitas verdades e, com sua presença, mostrou quem era seu Pai e o que queria de nós com a missão do Filho: Dar-nos sua vida. São Cirilo continua: “Assim, ao receberdes o Corpo e Sangue de Cristo, és concorpóreo dEle e seu consangüíneo. Também nos tornamos portadores de Cristo, com seu Corpo e Sangue assimilados em nossos membros. Deste modo, segundo São Pedro, nos tornamos participantes da natureza divina”. A Eucaristia, portanto, não é privilégio de poucos, é dom para todos. É para todos, pois, a Redenção não é privilégio de alguns – Cristo se entrega por todos e seu sangue é derramado para a vida do mundo. Quem não quer comer mais é porque já está morrendo. Quem não quer comer a Carne de Cristo e beber o Sangue de Cristo através dos elementos tão corriqueiros que são o pão e o vinho já está morto também.
Eucaristia é comunhão do irmão.
Nós nos ligamos muito a um aspecto individual da comunhão. Mas, quando você comunga, seu colega, vizinho, amigo comungam também. É o mesmo Cristo em todos gerando comunhão de todos entre si. Igual para todos. É uma vida e um ensinamento: como o Pão foi repartido, assim é para ser repartida a vida e tudo o que temos. Partir e repartir. Este é o ensinamento de Jesus. Jesus o fez morrendo na cruz. Por isso Deus o ressuscitou. Quando repartimos a vida e os bens, estamos ressuscitando e tendo a vida eterna, pois amamos os irmãos. Deus é amor e quem ama vive em Deus e nos irmãos.

(2003)

PARABÉNS

Comemora mais um ano de vida:
PEDRO GABRIEL DA ROSA - de Pouso Alegre - MG
 e



PADRE PEDRO LUIZ DOS SANTOS - Vice- Província de Recife que completa 7 anos de Ordenação Sacerdotal.


Nossos parabéns e desejos de muitas felicidades !

Que Nossa Senhora  estenda seu Manto sobre os dois e seja sempre o caminho para Cristo !

ORAÇÃO DA MANHÃ - DEUS EM MINHA CASA

PADRE FLÁVIO CAVALCA DE CASTRO CSsR


Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.
Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.
Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

As reflexões seguintes supõem que você antes leu o texto evangélico indicado.

Dia 28 − Segunda-feira −

S. Irineu, bispo e mártir

Evangelho (Mt 8,18-22) “Vendo uma multidão ao seu redor, Jesus mandou passar para a outra margem do lago.”


Fico pensando por que Jesus deixou a multidão e foi para a outra margem do lago. Alguns dizem que foi para não acirrar a oposição de seus adversários. Ou talvez tenha sido para evitar que o entusiasmo popular acabasse prejudicando a compreensão de sua verdadeira missão de Salvador. De qualquer modo posso aprender que às vezes o melhor é afastar-nos para tranquilizar o ambiente.

Oração

Senhor, dai-me sabedoria para saber quando é hora de me afastar para deixar o lugar a outros, ou para que o ambiente se tranquilize. Tenho de saber que não sou indispensável, e que outros poderão fazer até melhor que eu. Dai-me a humildade necessária. Ajudai-me ver que outros poderão ter mais jeito que eu para conseguir a colaboração necessária para a vinda de vosso Reino. Amém.