CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

31 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1950  -  31/10/2015

9104. Evangelho de sábado (31-10-2015) - Rm 11, 1-2a.11-12.25-29; Sl 93; Lc 14, 1.7-11 - Aconteceu que, num dia de sábado, Jesus foi comer na casa de um dos chefes dos fariseus. E eles o observavam. Jesus notou como os convidados escolhiam os primeiros lugares. Então contou-lhes uma parábola: “Quando fores convidado para uma festa de casamento, não ocupes o primeiro lugar. Pode ser que tenha sido convidado alguém mais importante do que tu, e o dono da casa, que convidou os dois, venha te dizer: “Dá o lugar a ele”. Então ficarás envergonhado e irás ocupar o último lugar. Mas, quando fores convidado, vai sentar-te no último lugar. Assim, quando chegar quem te convidou, te dirá: “Amigo, vem mais para cima”. E isto vai ser uma honra para ti diante de todos os convidados. Porque quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado”.
 
Recadinho: - É fácil ser simples e humilde sem deixar que nos façam de bobos? - O que dizer dos que humilham seu semelhante? - Não lucramos muitíssimo mais procurando agir com simplicidade? - Manifesto interesse em ser útil a meu próximo? - Noto que quanto mais sirvo mais Deus me recompensa?
 
9105. Movimento no Santuário Nacional de 19 a 25 de outubro/2015 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 19 a 25 de outubro de 2015 circularam pelo Santuário 245.459 visitantes. No sábado, 24/outubro, o Santuário recebeu  82.719 pessoas e, no domingo, dia 25 de outubro, o número foi de 114.951 peregrinos. De segunda a sextafeira, o número de visitantes foi de 47.789. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 71.602 visitantes no sábado, dia 31 de outubro/2015, e 32.345 no domingo, dia 1º de novembro.
 
9106. Revista de Aparecida - Outubro/2015 - Com 58 páginas, edição de 860.000 exemplares, a revista iniciou com o tema “O Brasil celebra a sua Padroeira!”. Como não poderia deixar de ser, no mês da Padroeira várias matérias referentes ao tema ocuparam as páginas da revista do mês, como: “Maria modelo de fidelidade”; “Celebrando Maria nossa Mãe, Rainha e Padroeira!”; “Quem é minha mãe? Quem são meus irmãos?”; “Viva a Mãe de Deus e Nossa...”; “Um abração maranhense à Mãe Aparecida”; “Dai-nos a bênção ó Mãe Querida!”; “Maria é um de nós”. Seguem: “Eu devo diminuir para Ele crescer em mim!”, sobre o Papa Francisco; “´É tempo de celebrar as realizações”, sobre as obras do Santuário; “Santuário em Ação”; “A família em grandes transformações”; “O Gesto Sacramental do Perdão” (em 12 atos)”; “Dia Nacional da Juventude”, tratando de 30 anos construindo a civilização do amor; “Creio na Igreja Católica”; “Fora da política não há salvação”; espaço do leitor, espaço vocacional, “Vida Santa”, sobre o P. Vítor Coelho de Almeida, terço dos homens, álbum de família, casais em destaque, representantes e Campanha dos Devotos, histórias de fé, fato missionário, receita culinária, devotos falecidos, encerrando com reflexão diária do Evangelho do mês.
 
9107. Revista Devotos Mirins - Outubro/2015 - Com 30 páginas em formato gibi e edição de 114.000 exemplares, é também da Campanha dos Devotos, do Santuário Nacional. Para o público infantil, tem como capa o nicho onde se encontra a Imagem de N. Sra. Aparecida. Segue uma historinha em quadrinhos de 7 páginas falando das aventuras dos super devotos mirins; outra história em quadrinhos apresenta “a arte da Silvana”. Seguem passatempos, você sabia que, espaço para desenhar, desenhos infantis, Novena da Mãezinha Aparecida e fotos de crianças.
 
9108. Papa: exultamos por um gol, mas louvamos a Deus com frieza! - “A oração de louvor é uma oração cristã para todos nós! Na Missa, todos os dias, quando cantamos o Santo… Esta é uma oração de louvor: louvamos a Deus pela sua grandeza, porque é grande! E dizemos a Ele coisas belas, porque gostamos disso. “Mas, Padre, eu não sou capaz…” - alguém pode dizer. Mas se é capaz de gritar quando seu time marca um gol, não é capaz de louvar ao Senhor? De perder um pouco a compostura para cantar? Louvar a Deus é totalmente gratuito! Não pedimos, não agradecemos: louvamos!” (Papa Francisco, 28/janeiro/2014)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
ANTÔNIO EUGÍDIO DE VICENTIN LEITE
 
JOSÉ ROSÁRIO DE OLIVEIRA
 
IRMÃO ALBINO DA SILVA VALENTE
Vice Província do Recife
Festejando 84 anos de idade

30 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1949  -  30/10/2015
9098. Evangelho de 6ª feira (30-10-2015) - Rm 9, 1-5; Sl 147; Lc 14, 1-6 - Quando Jesus chegou a Betânia, encontrou Lázaro sepultado havia quatro dias. Betânia ficava a uns três quilômetros de Jerusalém. Muitos judeus tinham vindo à casa de Marta e Maria para as consolar por causa do irmão. Quando Marta soube que Jesus tinha chegado, foi ao encontro dele. Maria ficou sentada em casa. Então Marta disse a Jesus: “Senhor, se tivesses estado aqui, meu irmão não teria morrido. Mas mesmo assim, eu sei que o que pedires a Deus, ele te concederá”. Respondeu-lhe Jesus: “Teu irmão ressuscitará”. Disse Marta: “Eu sei que ele ressuscitará na ressurreição, no último dia”. Então Jesus disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, mesmo que morra, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá jamais. Crês isto?” Respondeu ela: “Sim, Senhor, eu creio firmemente que tu és o Messias, o Filho de Deus, que devia vir ao mundo”.
 
Recadinho: Jesus nunca ficou indiferente. Sentiu, e muito, a realidade da morte. Chorou a morte do amigo Lázaro. E, isto, para nos ensinar a encarar esta realidade não com lamentos constantes, perenes, mas sentir, porque somos humanos, e superar, porque aprendemos e tornamos realidade a mensagem de Jesus para nós! - Vamos pensar mais vezes na morte? O lucro será nosso!
 
9099. O caminho da misericórdia - “O homem e a mulher misericordiosos têm um coração grande, grande: sempre desculpam os outros e pensam nos seus próprios pecados. “Mas você já viu o que aquele outro fez?” “Bom, para mim já é bastante o que eu mesmo fiz; eu não me intrometo!” Este é o caminho da misericórdia que temos que pedir! Se todos nós, se todos os povos, as pessoas, as famílias, os bairros, tivéssemos essa atitude, quanta paz haveria no mundo, quanta paz em nossos corações! Porque a misericórdia nos leva à paz. Lembrem sempre: “Quem sou eu para julgar” (Lc 6, 36-38) Envergonhar-se e engrandecer o coração! Que nosso Senhor nos dê essa graça!” (Papa Francisco, 17/março/2014)
 
9100. O dinheiro muitas vezes destrói a pessoa! - “Um homem pede a Jesus que ajude a resolver uma questão de herança com o seu irmão (Lc 12, 13-21). Quantas famílias destruídas vemos pelo problema do dinheiro: irmão contra irmão; pai contra filho... E esta é a primeira consequência dessa atitude de desejar dinheiro: destrói! Quando uma pessoa pensa no dinheiro, destrói a si mesma, destrói a família! O dinheiro destrói! É assim ou não? O dinheiro é necessário para levar avante coisas boas, projetos para desenvolver a humanidade, mas quando o coração só pensa nisso, destrói a pessoa!” (Papa Francisco, 21/outubro/2013)
 
9101. A vida não depende do possuir bens! - “O Senhor nos ensina qual é o caminho: não é o caminho da pobreza pela pobreza. Não! É o caminho da pobreza como instrumento, para que Deus seja Deus, para que Ele seja o único Senhor! Não o ídolo de ouro! E todos os bens que temos, o Senhor nos dá para que levemos avante o mundo, a humanidade, para ajudar os outros. Que fique hoje no nosso coração a Palavra do Senhor: “Cuidado e mantenham distância de toda cupidez, porque mesmo que alguém viva na abundância, a sua vida não depende daquilo que possui”. (Papa Francisco, 21/outubro/2013)
 
9102. Família: uma comunidade de vida - “A família è o lugar onde se aprende a amar; é o centro natural da vida humana. Ela é composta de rostos e de pessoas que amam, dialogam, se sacrificam e defendem a vida, sobretudo a mais frágil e fraca... a família é o motor do mundo e da história. Na família cada um constrói a própria personalidade, cresce, respira o calor da casa. É o lugar dos nossos afetos, da nossa intimidade, de aprendizagem. Nela, a pessoa toma consciência da própria dignidade, da educação cristã e dos respeito aos outros, sobretudo os enfermos e marginalizados”. (Papa Francisco, 25/outubro/2013, aos 150 participantes da XXI Assembleia do Conselho para a Família)
 
9103. Igreja: uma só para todos! - “Aonde quer que vamos, mesmo na menor paróquia, na esquina mais perdida desta terra, há a única Igreja; nós estamos em casa, estamos em família, estamos entre irmãos e irmãs. E este é um grande dom de Deus! A Igreja é uma só para todos”. (Papa Francisco, 13/novembro/2013)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
LUIZ GONZAGA DE REZENDE
 
 
PADRE CÉLIO LOPES DOS SANTOS
Comunidade de Santa Bárbara - SP
Comemorando 44 anos de idade
 
PADRE WILLIAN DOS SANTOS BETÔNIO
Comunidade de Comunicações de Aparecida
Festejando 35anos de idade


29 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1948  -  29/10/2015




9094. Evangelho de 5ª feira (29-10-2015) - Rm 8, 31b-39; Sl 108; Lc 13, 31-35 - Alguns fariseus aproximaram-se e disseram a Jesus: “Tu deves ir embora daqui, porque Herodes quer te matar”. Jesus disse: “Ide dizer a essa raposa: eu expulso demônios e faço curas hoje e amanhã; e no terceiro dia terminarei o meu trabalho. Entretanto, preciso caminhar hoje, amanhã e depois de amanhã, porque não convém que um profeta morra fora de Jerusalém. Jerusalém, Jerusalém! Tu que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes eu quis reunir teus filhos, como a galinha reúne os pintinhos debaixo das asas, mas tu não quiseste! Eis que vossa casa ficará abandonada. Eu vos digo: não me vereis mais, até que chegue o tempo em que vós mesmos direis: Bendito aquele que vem em nome do Senhor”.
 
Recadinho: - Será que os fariseus estavam preocupados com Jesus ou simplesmente pensavam em lhe armar ciladas? - O que dizer daqueles que vivem pondo panos quentes para abafar os erros que cometem ou que veem nos outros? - Jesus não se intimida e segue seu caminho. Muitas vezes na vida temos que seguir nosso caminho! Assumir nossos compromissos que Deus nos propõe. - Como comunidade, preocupa-nos em primeiro lugar o respeito às pessoas e a valorização do ser humano? - Coloco meus deveres para com Deus acima de tudo?
 
9095. Cristo acolheu o jovem rico! - “Acolher! Este é o primeiro gesto de Jesus e nosso também, que vem antes de qualquer ensinamento ou missão apostólica. Cristo parou para conversar com aquele jovem, o olhou com carinho e muito amor. Eis o abraço da caridade incondicional! O Senhor se coloca no lugar de cada um, até daqueles que o rejeitam. Ele não paga com a mesma moeda. Isto significa estar ao lado da juventude em todos os momentos da sua vida: na escola, na família, no trabalho... Ficar atento às suas necessidades e aspirações, não só materiais! Muitos passam por sérios problemas: o fracasso escolar, o desemprego, a solidão, a tristeza pela desunião familiar. Estes são momentos difíceis, que os fazem sentir frustração e vulnerabilidade, os torna vulneráveis às drogas, ao sexo sem amor, à violência... Isso exige o nosso esforço para não abandonarmos os jovens, não deixá-los à beira da estrada; eles precisam se sentir valorizados na sua dignidade, circundados de carinho, compreendidos”. (Papa Francisco, aos membros da Pontifícia Comissão para a América Latina, na conclusão da sua Assembleia plenária, em 28/fevereiro/2014)
 
9096. Cristo faz um convite ao jovem rico! - “A Igreja é uma mãe e não pode ficar indiferente, mas deve descobrir as preocupações dos jovens e apresentá-las ao Coração de Deus. Os jovens têm que ouvi-las de nós. Devem saber que Cristo não é um personagem de novela, mas uma pessoa viva, que quer compartilhar seu desejo irrenunciável que têm de vida, de compromisso, de dedicação. Temos que oferecer-lhes o melhor que temos: Jesus Cristo e o seu Evangelho”. (Papa Francisco, aos membros da Pontifícia Comissão para a América Latina, na conclusão da sua Assembleia plenária, em 28/fevereiro/2014)
 
9097. A pecadora encontrou-se com o Senhor! - “Esta mulher verdadeiramente encontrou o Senhor. No silêncio, abriu-lhe o coração; na dor, mostrou-lhe o arrependimento por seus pecados; com seu choro, apelou à misericórdia divina para receber o perdão. Para ela não haverá nenhum juízo a não ser o que vem de Deus, e este é o juízo da misericórdia. O protagonista deste encontro é certamente o amor que vai além da justiça. Simão. o fariseu, pelo contrário, não consegue encontrar o caminho do amor. Permanece parado na soleira da formalidade. Não é capaz de dar o passo sucessivo para ir ao encontro de Jesus que lhe traz a salvação. Simão limitou-se a convidar Jesus para o almoço, mas não o acolheu verdadeiramente. Em seus pensamentos invoca somente a justiça e, assim fazendo, erra. Seu juízo sobre a mulher o distancia da verdade e não lhe permite nem mesmo compreender quem é o seu hóspede. Deteve-se na superfície, não foi capaz de olhar para o coração. Diante da parábola de Jesus e da pergunta sobre qual servo amou mais, o fariseu responde corretamente: “Aquele ao qual perdoou mais!” E Jesus observa: “você julgou bem!” (Lc 7, 43). Somente quando o juízo de Simão é dirigido ao amor, então ele acerta”. (Papa Francisco, 13/março/2015)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
VIRGÍLIO ROSA NETO
 
PADRE RUBENS GOMES DE CARVALHO
Comunidade de Aparecida - SP
Festejando 65 anos de idade
 
PADRE ERISSON ROBERTO MONTEIRO DA SILVA
Vice Província de Recife
Comemorando 37 anos de idade

25 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1944   -   25/10/2015

9075. Evangelho de domingo 30º -tc- (25-10-2015) - Jr 31, 7-9; Sl 125; Hb 5, 1-6; Mc 10, 46-52 - (O cego de Jericó) - Um dia, quando Jesus, seus discípulos e uma grande multidão saíram de Jerico, estava sentado à beira da estrada um cego, que pedia esmolas. Era Bartimeu, filho de Timeu. Mal percebeu que era Jesus de Nazaré que estava passando, Bartimeu começou a gritar: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de mim!” Muitos ficaram bravos com ele e mandaram que ele se calasse. Mas, o homem gritava mais alto ainda: “Filho de Davi, tem piedade de mim!” Jesus parou e disse: “Chamem o cego para cá”. Os que foram chamá-lo disseram-lhe: “Coragem, homem! Levante-se e venha, porque Jesus está chamando você”. Bartimeu jogou de lado seu manto, deu um pulo e foi até Jesus, que lhe perguntou: “O que você está querendo que eu lhe faça?” “Mestre, respondeu ele, eu quero ver de novo”. Falou-lhe, então, Jesus: “Vá para sua casa! Sua fé salvou você”. Imediatamente ele começou a ver e acompanhou a Jesus pela estrada.
 
Recadinho: - Você procura ver as coisas de Deus? - Onde você vê Deus? - Você procura atrair outras pessoas para Jesus? Como? Quando? - Sua comunidade está sempre pronta para fazer o bem ou é lenta e acomodada? - O que você mais pede a Deus?
 
9076. É decisivo que se faça a paz na Terra Santa! - No dia 18 de outubro de 2015, o Papa Francisco mostrou sua preocupação pela tensa situação da Terra Santa que se agrava e pediu força para dizer não ao ódio e sim à paz. Falou com ênfase: “Com grande preocupação sigo a situação de forte tensão e de violência que aflige a Terra Santa. Neste momento existe a necessidade de muita coragem e muita força de vontade para dizer não ao ódio e à vingança e realizar gestos de paz. Por isto, rezemos para que Deus reforce em todos, governantes e cidadãos, a coragem de oporem-se à violência e de dar passos concretos de distensão. No atual contexto no Médio Oriente é mais do que nunca decisivo que se faça a paz na Terra Santa: isto nos pede e o bem da humanidade!”
 
9077. Canonizados os pais de Santa Teresinha de Lisieux - No dia 19 de outubro de 2015, o Papa Francisco celebrou Missa na qual canonizou quatro novos santos: Vincenzo Grossi; Madre Maria da Imaculada Conceição; Louis Martin e Marie Zélie Guérin, pais de Santa Teresinha de Lisieux. Em seguida, o Papa Francisco saudou os peregrinos provenientes de diversos países para participar da cerimônia de canonização: “Saúdo os fiéis da diocese de Lodi e Cremona, bem como as Filhas do Oratório. O exemplo de São Vicente Grossi sustente o compromisso a favor da educação cristã das novas gerações. Saúdo os peregrinos que vieram da Espanha, especialmente de Sevilha, e as Irmãs da Companhia da Cruz. O testemunho de Santa Maria da Imaculada Conceição nos ajuda a viver a solidariedade e proximidade com os mais necessitados”. Aos fiéis provenientes da França disse: “À intercessão dos santos esposos Louis Martin e Marie Zélie Guérin, confiamos as alegrias, as esperanças e as dificuldades das famílias francesas e de todo o mundo”.
 
9078. Cristãos do mundo inteiro, cancelem as peregrinações à Terra Santa! - A Cáritas de Jerusalém pediu aos cristãos do mundo inteiro que cancelem as peregrinações à Terra Santa, apesar das fortes medidas de segurança que Israel impôs devido aos últimos conflitos! Há algumas semanas aconteceram atentados terroristas em Israel. No dia 16 de outubro/2015, várias associações e grupos palestinos proclamaram a “sexta-feira da ira”, na qual ocorreram vários ataques contra judeus. Além disso, centenas de palestinos queimaram o complexo da Tumba de José, na cidade Palestina de Nablús, localizada no norte da Cisjordânia. As forças armadas da Autoridade Nacional Palestina conseguiram apagar o incêndio e afastar os atacantes que invadiram um recinto que ficou seriamente danificado. Como consequência destes acontecimentos, algumas autoridades temem que comece uma terceira Intifada (=rebelião popular palestina contra as forças de ocupação de Israel na faixa de Gaza e na Cisjordânia). A primeira Intifada, também chamada guerra das pedras, foi uma manifestação espontânea da população. Começou no dia 7 de dezembro de 1987 e terminou em 1993; a segunda foi do dia 29 de setembro de 2000 até 2005. Na segunda Intifada, morreram mais de 2 mil palestinos e mais de mil israelenses!
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

ANIVERSARIANTES DO DIA

 
 

JOSÉ ANTÔNIO DIAS FILHO

LUIS AUGUSTO CRIADO

PADRE RONALDO SABINO DE PÁDUA

Festejando 7 anos de Sacerdócio

23 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1942  -  23/10/ 2015 

9066. Evangelho de 6ª feira (23-10-2015) - S. João de Capistrano; Rm 7,18-25ª; Sl 118; Lc 12, 54-59 - Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? Por que não julgais por vós mesmos o que é justo? Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. Eu te digo: daí tu não sairás, enquanto não pagares o último centavo”. 

Recadinho: - Procuro resolver os problemas de minha vida enquanto tenho tempo? Ou sou daqueles que deixam tudo para a última hora? - Mesmo diante atitudes injustas para conosco, procuramos agir com cautela? - É fácil superar desentendimentos entre parentes, amigos, vizinhos? - Pequenos desentendimentos ocorrem com frequência. Procuro encará-los com humildade? - Na caminhada de minha vida procuro colecionar o maior número de boas ações possíveis? 

9067. Missionários Redentoristas ligados intimamente ao Sínodo dos Bispos 2015 - O Sínodo dos Bispos está vivendo sua 3ª e última semana da XIV Assembleia Geral Ordinária dedicada ao tema “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. P. Michael Brehl, Superior Geral dos Missionários Redentoristas, é um dos dez Superiores Gerais de Congregações Religiosas que participa; Sabatino Majorano, da Itália, Doutor em Teologia Moral, está no Sínodo como assessor de Dom Bruno Forte, secretário especial do Sínodo, arcebispo de Chieti-Vasto, na Itália, e P. Vimal Tirimana, do Sri Lanka, Doutor em Teologia Moral, que participa como assessor dos bispos da Ásia. P. Majorano e P. Tirimana, além de professores na Academia de Teologia Moral Redentorista de Roma, lecionam também em outras faculdades de Teologia Moral. 

9068. No Sínodo dos Bispos “Não há nada de que não se possa falar!” -“Há um clima de grande envolvimento de todos os participantes do Sínodo dos Bispos. O Papa Francisco pediu que se falasse de tudo com extrema liberdade. Deixou isso claro no início do Sínodo extraordinário: “Não há nada de que não se possa falar!” E isso está sendo feito e creio que seja muito construtivo, porque mostra uma Igreja viva, corresponsável e participante. Traduzir essa participação e esse envolvimento num espírito de complôs ou de divisões, parece-me ser algo forçado de quem olha as coisas somente de fora, sem vivê-las internamente. Não nos esqueçamos que somos todos homens de fé, que têm responsabilidade diante de Deus e diante dos irmãos. E isso nos une mais fortemente do que todas as possíveis e hipotéticas contraposições que gostariam de atribuir-nos!” (Dom Bruno Forte, secretário especial do Sínodo, arcebispo de Chieti-Vasto, na Itália, outubro/2’15) 

9069. Sínodo dos Bispos e o valor e a beleza da família! - “Além de propor o valor e a beleza da família, articulando o seu significado de modo especial em resposta às exigências e aos desafios do nosso tempo, creio que um caminho pastoral muito concreto seja o que se articula, em primeiro lugar, no estilo do acompanhamento, que significa acolhimento de todos, companhia da vida e da fé. Portanto, proximidade, escuta, partilha. Em seguida, empenho de integração para todos, a fim de que os carismas e os ministérios de cada um sejam valorizados. E é na ótica desse caminho de acompanhamento e de integração que deve ser avaliada também a diferente forma e intensidade de participação de todos os batizados, especialmente daqueles que vêm de famílias feridas, também na vida sacramental da Igreja”. (Dom Bruno Forte, secretário especial do Sínodo, arcebispo de Chieti-Vasto, na Itália, outubro/2015) 

9070. Sínodo dos Bispos - Depois de ter meditado, na 3ª Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos de outubro de 2014, sobre “Os desafios pastorais da família no contexto da evangelização”, a XIV Assembleia Geral Ordinária, que se realiza de 4 a 25 de Outubro de 2015, trata sobre o tema “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. O longo caminho sinodal mostra-se assim marcado por três momentos intimamente interligados: a escuta dos desafios da família, o discernimento da sua vocação e a reflexão sobre a sua missão. (Dom Bruno Forte, secretário especial do Sínodo, arcebispo de Chieti-Vasto, na Itália, outubro/2015)

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

20 de outubro de 2015

Vivências - De Perto @ De longe

Nº 1939  -  20/10/2015

9054. Evangelho de 3ª feira (20-10-2015) - Rm 5, 12.15b.17-19.20b-21; Sl 39; Lc 12, 35-38 - Jesus disse aos seus discípulos: Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas. Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrirem, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater. Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade, eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá. E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar.
 
Recadinho: - Estou sempre em prontidão para servir? - Dou-me conta de que a felicidade está em servir? - Estou sempre pronto para abrir a porta de meu coração para que Deus nele possa entrar? - Estou em sintonia com Deus nas 24 horas do dia? - O que penso do fim desta vida? Preocupa-me?
 
9055. Dom Roque Paloschi é o novo arcebispo de Porto Velho (RO) - No dia 14 de outubro de 2015, o Vaticano divulgou a nomeação de Dom Roque Paloschi como o novo arcebispo de Porto Velho, Rondônia. Gaúcho de Progresso, foi bispo de Roraima durante dez anos e ocupará a sede deixada por Dom Esmeraldo Barreto de Farias em março de 2015. Dom Roque nasceu em 1956, estudou Filosofia na Universidade Católica de Pelotas (1977-1981) e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1982-1985). Foi ordenado sacerdote em 07 de dezembro de 1986, em Bagé (RS), e nomeado bispo de Roraima em maio de 2005. De 2011 a 2015 presidiu o Regional Norte 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Na última Assembleia Geral do Conselho Indigenista Missionário, de 15 a 18 de setembro de 2015, em Luziânia (GO), ele foi eleito Presidente da entidade. Dom Roque Paloschi é também membro da Rede Eclesial Pan-Amazônia, fruto de uma iniciativa da Comissão dos Bispos para a Amazônia, do Departamento de Justiça Social do Conselho Episcopal Latino-americano, da Conferência dos Religiosos da América e do Caribe e da Cáritas, com o apoio de organismos internacionais, do Pontifício Conselho da Justiça e da Paz do Vaticano e da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. O novo arcebispo de Porto Velho é um grande destaque na defesa dos direitos dos camponeses e dos povos indígenas contra a agressão das empresas extrativistas que exploram os recursos naturais da Amazônia.
 
9056. Pastoral de Rua: iniciativa para crianças e mulheres exploradas - Um plano de ação para dar dignidade às crianças e mulheres, vítimas de exploração e abusos é o que surge do Documento final do Simpósio Internacional sobre Pastoral de Rua promovido e organizado, em Roma, de 13 a 17 de setembro de 2015, pelo Pontifício Conselho da Pastoral para os Migrantes e os Itinerantes. O conteúdo da mensagem foi divulgado no dia 14 de outubro de 2015. O encontro teve como objetivo combater o flagelo desenfreado de crianças e mulheres e suas famílias que ganham o seu sustento nas ruas ou que vivem nas ruas. Na reflexão, apresentada ao Papa, “se impulsiona a um compromisso renovado comum na luta aos graves crimes contra a humanidade”, mas também se “contesta todo ato ilegal e toda política favorável à prostituição, realidade que desonra o ser humano, imagem e semelhança de Deus”. O documento sublinha a necessidade de os Governos e Estados protegerem, com todos os meios legais, as crianças e mulheres que ganham seu sustento nas ruas ou que vivem pelas ruas, apoiando as instituições comprometidas com a sua libertação e reabilitação e fornecendo a estas pessoas documentos essenciais, como a carteira de identidade. Os bispos foram solicitados a escrever uma carta pastoral específica no contexto da 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos sobre a Família, em andamento durante este mês de outubro de 2015 no Vaticano.
 
9057. Tantas pessoas morrem por um pedaço de terra! - “De onde vêm as guerras e as lutas entre vós? As guerras, o ódio, a inimizade... não se compram no mercado: estão aqui, no coração! Quando éramos crianças, no catecismo explicavam a história de Caim e Abel e todos ficavam escandalizados! Não se podia aceitar que alguém matasse o irmão! Hoje, porém, tantos milhões se matam entre irmãos, entre si, mas estamos acostumados! A Primeira Guerra Mundial nos escandaliza, mas esta grande guerra um pouco escondida, em todos os lugares, não! E tantas pessoas morrem por um pedaço de terra, por uma ambição, por ódio, por ciúme racial! Os prazeres nos levam à guerra, ao espírito do mundo”. (Papa Francisco, 25/fevereiro/2014)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariante do dia

 
 
 
 
 
 
VICENTE DE PAULA ALVES
 

19 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1938 -  19/10/2015

9052. Evangelho de 2ª feira (19-10-2015) - Ss. João de Brébeuf, Paulo da Cruz, Isaac Jogues e Companheiros - Rm 4, 20-25; Lc 1, 69-75; Lc 12, 13-21 - Alguém, do meio da multidão, disse a Jesus: “Mestre, dize ao meu irmão que reparta a herança comigo”. Jesus respondeu: “Homem, quem me encarregou de julgar ou de dividir vossos bens?” E disse-lhes: “Atenção! Tomai cuidado contra todo tipo de ganância, porque, mesmo que alguém tenha muitas coisas, a vida de um homem não consiste na abundância de bens”. E contou-lhes uma parábola: “A terra de um homem rico deu uma grande colheita. Ele pensava consigo mesmo: “Que vou fazer? Não tenho onde guardar minha colheita”. Então resolveu: “Já sei o que vou fazer! Vou derrubar meus celeiros e construir maiores; neles vou guardar todo o meu trigo, junto com os meus bens. Então poderei dizer a mim mesmo: Meu caro, tu tens uma boa reserva para muitos anos. Descansa, come, bebe, aproveita!” Mas Deus lhe disse: “Louco! Ainda nesta noite, pedirão de volta a tua vida. E para quem ficará o que tu acumulaste?” Assim acontece com quem ajunta tesouros para si mesmo, mas não é rico diante de Deus”.
 
Recadinho: - Já tive conhecimento de problemas entre parentes por causa de herança? - Preocupo-me como devo com relação a parentes doentes ou em situações difíceis? - O que dizer daqueles  que, na sociedade, se apropriam de bens públicos ou até de pessoas simples e humildes? - O que é mais humilhante, dar alguma coisa a alguém ou receber? - Reflita sobre o dito popular que diz: “Dinheiro que vem fácil, desaparece fácil!”
 
9053. Dos Leitores - Nossos Leitores nos escrevem: “P. Geraldo, que Deus e Nossa Senhora lhe concedam, cada vez mais, muitas graças e bênçãos em sua vida. E muita energia para continuar seu trabalho missionário. Um grande e forte abraço deste amigo”. José Roberto Staliano, São Paulo (SP), 31/julho/2015 P. Geraldo, emocionei-me muito ao ler reflexões suas para nós do grupo “Vivências”, de um modo muito especial. Nossa Senhora Aparecida sempre esteja com o senhor nesta caminhada de evangelização”. Altiva Helena, Franca (SP), 22/agosto/2015. “P. Geraldo, o inesperado acontece! Parabéns pelo trabalho realizado. No dia 20/setembro/2015, vamos comemorar, aos pés de Nossa Senhora, mais um aniversário de casamento (20/setembro/1975). Um forte abraço”. (Tarcísio e Nazareth, São José dos Campos (SP), 22/agosto/2015 “P. Geraldo, tudo bem? Vejo que está trabalhando bastante com a imagem da Mãe Aparecida. Rezo todos os dias para que esse trabalho seja muito proveitoso para o senhor e para o povo que recebe com tanto amor essa amada Mãe Aparecida. Escrevo-lhe, pois afinal de contas, estrada pouco andada nasce mato. E a última coisa que eu quero é perder o rumo da casa de nossa amizade. "No homem cuja infância conheceu carinhos, há sempre um fundo de memória que pode ser despertado para a ternura”. Abraços”. Ir. Rita de Cássia, Piracicaba (SP), 29/agosto/2015. “Mais uma vez obrigada pelo lindo vídeo “Cruz, sinal de nossa Fé!”, sobre a Exaltação da Santa Cruz, da celebração de 14 de setembro. Carinhosamente, minhas orações”. Ir. Ana Maria de Campos, 15/setembro/2015. “Agradecemos muito por seu “sim” a Deus, por sua peregrinação com Nossa Mãe, por levar a esperança a esse povo esquecido pelas autoridades... mas não esquecido por Deus!!!!!!!! Shalom! Parabéns para Cocais (PI), seus medalhistas e para o senhor, que está levando ensinos e descobertas maiores... e conhecendo como poucos... o nosso país! Por aqui... recuperação! Louvado seja o Senhor! Shalom!” Ceres Xexéo, Campos (RJ), 19/setembro/2015. “P. Geraldo, muito bonita a sua oração Penso em Ti...! (para o dia 15 de setembro: “Penso em ti, Maria das Dores! Penso em ti, Maria da Alegria! Penso em ti, Maria da Alegria e da Dor! Maria, penso em ti porque és Maria da Alegria e da Dor. És Maria de minha vida, no coração de minha vida e na vida de meu coração. Maria, penso em ti porque viveste em sintonia perfeita, de alma e de corpo, de coração e amor, com teu Jesus!”)  Muito obrigado! E que Ela, de Seu lado, também pense sempre em você e em todos nós, sobretudo com Seu coração atento e cuidadoso!” P. Domingos Sávio da Silva, Aparecida (SP), 21/setembro/2015
 
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
MARCELO DOS SANTOS RICARDO
 
PADRE ALBERTO PASQUOTO
Comunidade do Santuário
Festejando 76 anos de idade
 
DOM JOSÉ LUIZ MAJELLA DELGADO
Arcebispo de Pouso Alegre - MG
Comemorando 62 anos de idade
 
PADRE ARCANJO VALDIVINO SANTOS
Formador Comunidade de Campinas - SP
Comemorando 19 anos de Sacerdócio

16 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1935  -  16/10/2015
 
 
 
 
9038. Evangelho de 6ª feira (16-10-2015) - S. Geraldo Magela, Sta. Edviges, Sta. Margarida Maria Alacoque - Rm 4, 1-8; Sl 31; Lc 12, 1-7 - Milhares de pessoas se reuniram, a ponto de uns pisarem os outros. Jesus começou a falar, primeiro a seus discípulos: “Tomai cuidado com o fermento dos fariseus, que é a hipocrisia. Não há nada de escondido que não venha a ser revelado, e não há nada de oculto que não venha a ser conhecido. Portanto, tudo o que tiverdes dito na escuridão, será ouvido à luz do dia; e o que tiverdes pronunciado ao pé do ouvido, no quarto, será proclamado sobre os telhados. Pois bem, meus amigos, eu vos digo: não tenhais medo daqueles que matam o corpo, não podendo fazer mais do que isto. Vou mostrar-vos a quem deveis temer: temei aquele que, depois de tirar a vida, tem o poder de lançar-vos no inferno. Sim, eu vos digo, a este temei. Não se vendem cinco pardais por uma pequena quantia? No entanto, nenhum deles é esquecido por Deus. Até mesmo os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. Não tenhais medo! Vós valeis mais do que muitos pardais”.
 
Recadinho: - Procuro dar sentido à vida? - Procuro compreender e aliviar o sofrimento de meu próximo? - Posso dizer que tenho sempre uma palavra de incentivo, de estímulo? - Como lido com a misericórdia e a Providência divinas? - Peço a força e a luz do Espírito Santo para meu caminhar?
 
9039. S. Geraldo Magella - Sua festa é hoje, dia 16 de outubro. S. Geraldo nasceu em 1726, em MuroLucano, pequena cidade do sul da Itália. Sua mãe, Benedetta, foi uma bênção para ele, pois ensinou-lhe o imenso amor de Deus que não conhece limites. Seu pai faleceu quando ele tinha apenas14 anos. Tornou-se aprendiz na alfaiataria da cidade e era maltratado e agredido pelo mestre. Passados quatro anos de aprendizado, quando ele já poderia montar sua própria alfaiataria, resolveu ir trabalhar como empregado do bispo de Lacedônia, onde ficou por três anos. Em 1745, com 19 anos, voltou para Muro-Lucano, onde montou uma alfaiataria. Seu negócio prosperou, mas ele não se preocupou em ajuntar dinheiro. Dava tudo para os outros. Guardava o que era necessário para sua mãe e suas irmãs e dava o resto aos pobres ou para rezar missas pelas almas do purgatório. Geraldo foi crescendo constantemente no amor a Deus.
 
9040. S. Geraldo 02 - Mudou de vida - Geraldo quis servir plenamente a Deus e pediu admissão no convento dos Capuchinhos, mas não foi aceito. Tentou a vida de eremita. Em 1749, quinze missionários Redentoristas estiveram em sua cidade. Geraldo seguiu cada detalhe da missão e decidiu que aquela devia ser a sua vida. Pediu para ingressar no grupo missionário, mas P. Cáfaro, o Superior, recusou-o por motivo de saúde. Tanto importunou os padres que, ao deixarem a cidade, P. Cáfaro sugeriu à sua família que o trancasse no seu quarto. Geraldo amarrou os lençóis da cama e, descendo pela janela, seguiu o grupo dos missionários. Fez dura caminhada de dezenove quilômetros para chegar até eles: "Aceitem-me, me deem uma chance, depois me mandem embora se eu não for bom”, dizia. Diante da persistência, P. Cáfaro mandou Geraldo para a comunidade da cidade de Deliceto, com uma carta em que dizia: "Estou mandando um outro irmão, que será inútil quanto ao trabalho!"
 
9041. S. Geraldo 03 - Fez-se missionário redentorista - Geraldo professou os primeiros votos no dia 16 de julho de 1752. Como Irmão Leigo, mostrou-se excelente trabalhador: Foi jardineiro, sacristão, alfaiate, porteiro, cozinheiro, carpinteiro. Visitando a oficina de um escultor, logo começou a fazer crucifixos. Era uma joia na comunidade e sua ambição era em tudo fazer a vontade de Deus. Em 1754, o seu diretor espiritual pediu-lhe que escrevesse qual era o seu maior desejo. Ele escreveu: "Amar muito a Deus; estar sempre unido com Deus; fazer tudo por amor de Deus; amar a
todos por amor de Deus; sofrer muito por Deus. Minha única ocupação é fazer a vontade de Deus!”
 
9042. S. Geraldo 04 - Santo dos milagres! - De poucos santos se recordam tantos fatos prodigiosos como de S. Geraldo. Fez milagres para o benefício de outros. É invocado principalmente como “o santo dos partos felizes”. Uma das suas obras de apostolado era a de encorajar e assistir moças que queriam entrar para o convento. Escreveu na porta do seu quarto: "Aqui se faz a vontade de Deus, como Deus quer e por quanto tempo ele quer!" Faleceu à meia noite do dia 15 de outubro de 1755. Foi canonizado no dia 11 de dezembro de 1904, pelo Papa Pio X. Irmão Leigo da Congregação do Santíssimo Redentor, a solidariedade de S. Geraldo nos interpela e anima para a solidariedade hoje!
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
JAIR BERNARDES
 
PADRE ANTÔNIO CLAYTON SANT'ANNA
Comunidade Padre Gebardo - Aparecida
Festejando 77 anos de idade


15 de outubro de 2015

SANTA TEREZA DE JESUS

                                      Santa Tereza nasceu em Ávila, na Espanha, no ano de 1515. A educação que os pais deram a ela e ao irmão Roderico, foi a mais sólida possível. Acostumada desde pequena à leitura de bons livros, o espírito da menina  não conhecia maior  encanto que o da vida dos  santos mártires.   Tanto a impressionou esta leitura que, desejosa de encontrar o martírio, combinou com o irmão a fuga da casa paterna, plano que  realmente tentaram executar, mas que se tornou irrealizável, dada a vigilância dos pais.

                                      A idéia e o desejo do martírio ficaram, entretanto, profundamente gravados no coração da  menina. Quando tinha 12 anos, perdeu a boa mãe. Prostrada diante da imagem de Nossa Senhora,  exclamou:

“Mãe de misericórdia, a vós escolho para serdes minha Mãe.  Aceitai esta pobre órfazinha no número das vossas  filhas”.  A proteção admirável que experimentou durante toda a vida, da parte de Maria Santíssima,  prova que esse pedido foi atendido.

                                      Deus permitiu que Teresa por algum tempo, enfastiando-se dos livros religiosos, desse preferência a  uma leitura profana, que poderia  pôr-lhe em perigo a alma. Também umas relações demasiadamente íntimas com parentes, um tanto levianas, levaram-na ao terreno escorregadio da vaidade.  O resultado disto tudo foi ela perder o primitivo fervor,  entregar-se ao bem-estar, companheiro fiel da ociosidade, sem entretanto chegar ao extremo de perder  a inocência.

                                      O pai, ao notar a grande mudança que verificava na filha,  entregou-a aos cuidados  das  religiosas agostinianas.  A conversão foi imediata e firme. Uma grave enfermidade obrigou-a a  voltar para a casa paterna. Durante esta doença, percebeu o profundo desejo de abandonar o mundo e  servir a Deus, na solidão dum claustro. O pai, porém,  opôs-se a esse plano, no que foi contrariado por Teresa, que fugiu de casa, para se internar num mosteiro das Carmelitas, em Ávila. No meio do caminho lhe sobreveio uma grande repugnância pela vida religiosa, e por um pouco teria desistido da ideia. Vendo em tudo isto uma cilada do inimigo de Deus e dos homens,  seguiu resolutamente o caminho e ao transpor o limiar do mosteiro,  os receios e  escrúpulos deram lugar a uma grande calma e alegria no coração.

Durante o tempo do noviciado,  foi provada por outro relaxamento no fervor religioso que, aliás,  pouco tempo durou.  Deus mais uma vez lhe tocou o coração, mas de uma maneira tão sensível que Teresa, debulhada em lágrimas, prostrada diante do crucifixo, disse; “ Senhor, não me levanto do lugar onde estou,  enquanto não me concederdes a graça e fortaleza  bastantes, para não cair mais em pecado e servir-vos de todo coração, com zelo e constância”.  A oração foi ouvida e de uma vez para sempre, ficou extinto no coração de Teresa o amor ao mundo e às criaturas e restabelecido o zelo pelas coisas de Deus, do seu santo serviço.

                                      Foi-lhe revelado que essa conversão era o resultado da intercessão de Maria Santíssima e  de São José. Por isso, teve sempre profunda devoção a S. José e muito trabalhou para difundir este culto na Igreja.

                                      Profunda era a dor que sentia dos pecados cometidos e dolorosas eram as penitências que fazia, se bem que os confessores  opinassem que nenhuma dessas faltas chegava a ser grave.   Em visões lhe foi mostrado o lugar no inferno, que lhe teria sido reservado, se tivesse seguido o caminho das vaidades. De tal maneira se  impressionou com esta revelação, que resolveu restabelecer a Regra carmelitana,  em todo o rigor primitivo. Esse plano, embora tivesse a aprovação do papa Pio IV,  a mais decisiva resistência encontrou da parte do clero e  dos religiosos. Teresa, porém,  tendo a intenção de agir por vontade de Deus, pôs mãos à obra e venceu.

                                      Trinta e dois  mosteiros (17 femininos e 15 masculinos) foram por ela fundados e outros tantos reformados.  Em todos, tanto no convento dos religiosos, como das religiosas, entrou em vigor a  antiga regra. São João da Cruz foi quem assumiu e escreveu as regras para o segmento masculino, a pedido de Santa Teresa.  

                                      Em sua biografia há capítulos ( os 11 e os seguintes), que dão testemunho da intensidade da  sua vida interior.  O que diz sobre os quatro degraus da oração, isto é, sobre o recolhimento, a  quietação, a união e o arrebatamento, é realmente aquilo que a oração da sua festa chama “pábulo da celeste doutrina”. Graças extraordinárias a acompanhavam constantemente como fossem: comunicações diretas divinas, visões, presença visível de Cristo.

Um anjo traspassou seu coração com uma seta de fogo, fato este que a Ordem carmelitana comemora na festa da transverberação do coração de Santa Teresa, em 27 de agosto.

                                      Doloroso foi o caminho da cruz pelo qual a  Divina Providência a quis levar e não faltou quem lhe envenenasse as  mais retas intenções, quem em suas medidas de  reforma visse obra do demônio, e intervenção direta diabólica. A calma lhe voltou, quando em 1559, se confiou à direção de São Pedro de Alcântara.

                                      Não tardou que, em 1576, no seio da Ordem se levantasse uma grande tempestade contra a reforma. Veio a proibição de novas fundações, e Teresa viu-se obrigada a se recolher a um dos conventos.  Parecia ter-se declarado o fracasso da sua obra: Foi, quando interveio o rei Felipe II. A perseguição afrouxou só pouco a pouco e, em 1580, o Papa Gregório XIII declarou autônoma a província carmelitana descalça.

                                      Esta obra sobre-humana não teria tido o resultado brilhante que teve, se não fosse a  execução da vontade divina e se Teresa não tivesse sido toda de Deus, possuidora das mais excelentes e sólidas virtudes, dotada de grande inteligência e senhora de profundos conhecimentos teológicos.

                                      Santa Teresa teve o dom de  ler nas consciências e predizer coisas futuras, não lhe faltou a cruz dos sofrimentos físicos e morais. No seio das maiores provações, nas ocasiões em que lhe parecia ter sido abandonada pelo céu e pela terra, era imperturbável sua paciência e conformidade com a vontade de Deus. No SS. Sacramento, achava a forma necessária para a luta e para a vitória.

                                      Sob  o impulso de uma graça especial fez o voto de fazer sempre aquilo que a consciência lhe dizia ser o mais alto grau da vida mística. Os numerosos escritos, asseguraram-lhe um dos primeiros lugares entre os místicos.

                                      Oito anos antes de deixar este mundo, foi-lhe revelada a hora da morte. Sentindo esta se aproximar, dirigiu uma fervorosa ordem  a todos os conventos de sua fundação ao ou reforma. Com muita devoção recebeu os santos Sacramentos, e constantemente rezava jaculatórias sobre esta: “ Meu Senhor, chegou afinal a hora desejada, que traz a  felicidade de ver-vos eternamente.“ – Sou uma filha de Vossa Igreja. Como filha de Igreja Católica, quero morrer.”   - Senhor, não me rejeiteis a Vossa face. Um coração contrito e humilhado não haveis de desprezar”.

                                      Santa Teresa morreu em 1582, na idade de 67 anos. Logo após sua morte, o corpo da Santa exalava um perfume deliciosíssimo. Até o presente dia se conserva intacto.

                                      Seu coração, apresentando larga e profunda ferida, acha-se guardado num precioso relicário na Igreja das Carmelitas em Alba.

Vivências - De perto @ De longe


Nº 1934  -  15/10/2015

 
9033. Evangelho de 5ª feira (15-10-2015) - Sta. Teresa de Jesus - Rm 3, 21-30; Sl 129; Lc 11, 47-54 - Em certa ocasião, disse Jesus: “Ai de vós, porque construís os túmulos dos profetas; no entanto, foram vossos pais que os mataram. Com isso, vós sois testemunhas e aprovais as obras de vossos pais, pois eles mataram os profetas e vós construís os túmulos. É por isso que a sabedoria de Deus afirmou: Eu lhes enviarei profetas e apóstolos e eles matarão e perseguirão alguns deles, a fim de que se peçam contas a esta geração do sangue de todos os profetas, derramado desde a criação do mundo, desde o sangue de Abel até o sangue de Zacarias, que foi morto entre o altar e o santuário. Sim, eu vos digo: serão pedidas contas disso a esta geração. Ai de vós, mestres da Lei, porque tomastes a chave da ciência. Vós mesmos não entrastes, e ainda impedistes os que queriam entrar”. Quando Jesus saiu daí, os mestres da Lei e os fariseus começaram a tratá-lo mal e a provocá-lo sobre muitos pontos. Armaram ciladas, para pegá-lo de surpresa, por qualquer palavra que saísse de sua boca.
 
Recadinho: Jesus enfrenta os fariseus e doutores da Lei! Ai de vós! Quanta podridão no íntimo de quem não pratica o amor e a justiça! Às vezes falamos da verdade, mas não a testemunhamos. E, o que é pior, até criticamos quem defende a verdade! Que Deus tenha misericórdia de nós! Cuidado com o “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!”
 
9034. A família deve experimentar o bálsamo da misericórdia - “Um balsamo de misericórdia para a família” é o título da Carta Pastoral que o bispo da Diocese de Gozo, na República de Malta, Dom Mario Grech, publicou em 15 de agosto de 2015. O documento parte de uma verificação: a família fundada no matrimônio entre homem e mulher é ainda uma instituição muito apreciada, pelos benefícios que comporta a nível “humano, social e espiritual”, tanto que “o desejo de formar uma família permanece fortemente radicado na natureza humana. E isso se dá apesar das numerosas situações difíceis provocadas por separações, divórcios, segunda união, relações adúlteras, em contraste com os preceitos evangélicos. Crise na família induz à crise da fé!”
 
9035. O “tsunami cultural” no contexto da Família - Em sua Carta Pastoral que o bispo da Diocese de Gozo, na República de Malta, Dom Mario Grech, publicou em 15 de agosto de 2015 ele cita “o tsunami cultural”, ou seja, “as rápidas e enormes transformações que colocam seriamente em discussão as convicções consolidadas” sobre a família e o matrimônio, cujos valores foram “reduzidos e enfraquecidos” por leis sobre o divórcio (introduzido em Malta em 2011, mediante referendum), uniões civis, teoria do gênero, procriação assistida. Insiste o bispo destacando que muitas vezes, “a crise do matrimônio induz a uma crise da fé”, porque nos momentos de dificuldade “é fácil ceder à tentação de dar as costas para Deus”.
 
9036. Não existe nenhuma intenção, por parte da Igreja, de mudar a doutrina sobre o matrimônio e a família! - Em sua Carta Pastoral que o bispo da Diocese de Gozo, na República de Malta, Dom Mario Grech, publicou em 15 de agosto de 2015, ele reflete sobre o Sínodo geral ordinário que se realiza agora no Vaticano, de 4 a 25 de outubro, com o tema “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. Dom Grech assegura que “não existe nenhuma intenção, por parte da Igreja, de mudar a doutrina sobre o matrimônio e a família”: “o matrimônio é um sacramento”, escreve, e “o fundamento da família está nas núpcias entre homem e mulher, ligados por amor indissolúvel, fiel e aberto à vida”.
 
9037. O caso dos divorciados que contraíram segunda união - Em Carta Pastoral que o bispo da Diocese de Gozo, na República de Malta, Dom Mario Grech, publicou em 15 de agosto de 2015, ele reflete sobre o Sínodo geral ordinário que se realiza agora no Vaticano, de 4 a 25 de outubro, com o tema “A vocação e a missão da família na Igreja e no mundo contemporâneo”. Dom Grech falando sobre os divorciados que contraíram segunda união, ressalta que, embora eles vivam uma situação contrária ao sacramento cristão, todavia, como diz o Papa Francisco, “não estão excomungados e fazem sempre parte da Igreja”. Continua: “Não se trata de uma Igreja “de portas fechadas” e reforça com as palavras do Papa Francisco: “A Barca de Pedro é refúgio de todos os pecadores e enquanto houver vida, haverá esperança de conversão!” Conclui o bispo de Malta: “Na Igreja há lugar para todos aqueles que creem em Deus, porque ninguém está excluído, nem irremediavelmente perdido ou descartado”.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

14 de outubro de 2015

Vivências - Deperto @ De longe

Nº 1933 -  14/10/2015
 9030. Evangelho de 4ª feira (14-10-2015) - S. Calixto I, papa - Rm 2, 1-11; Sl 61; Lc 11, 42-46 - Jesus disse: “Ai de vós, fariseus, porque pagais o dízimo da hortelã, da arruda e de todas as outras ervas, mas deixais de lado a justiça e o amor de Deus. Vós deveríeis praticar isso, sem deixar de lado aquilo. Ai de vós, fariseus, porque gostais do lugar de honra nas sinagogas, e de serdes cumprimentados nas praças públicas. Ai de vós, porque sois como túmulos que não se veem, sobre os quais os homens andam sem saber”. Um mestre da Lei tomou a palavra e disse: “Mestre, falando assim, insultas-nos também a nós!” Jesus respondeu: “Ai de vós também, mestres da Lei, porque colocais sobre os homens cargas insuportáveis, e vós mesmos não tocais nessas cargas, nem com um só dedo”.
 
Recadinho: - Distingo sempre o que é essencial e o que é secundário na vida? - Nossa caridade é sincera? - Levo a sério o amor a meu próximo? - Quais são os meus próximos mais próximos? - Gosto e faço bom uso das palavras fé, amor ao próximo, justiça, caridade?
 
9031. Superior Redentorista de São Paulo em mensagem aos ex-Seminaristas Redentoristas - “Tenho percebido que a União dos ex-Seminaristas Redentoristas dos seminários Redentoristas de São Paulo (SP) está tomando um foco inovador ao interagir diretamente com algumas realidades da Província,  como foi em 2014, com nossos formandos, missionários redentoristas, oblatos e leigos redentoristas participaram da missão de Gonçalves ( MG). Em julho de 2015, membros da “Uneser” participaram  do chamado “Encontro de Leigos Redentoristas”. Foi algo muito positivo, pois aproxima o grupo e, ao mesmo tempo, faz notar o seu aspecto carismático. A memória de Santo Afonso Maria de Liguori, fundador dos Missionários Redentoristas, nos provoca e nos faz  ir aos “cabreiros  hodiernos”, que são os pobres mais pobres que cuidam de seus rebanhos. Podemos nos perguntar, como grupo ligado à tradição de Santo Afonso e ao carisma redentorista, que realidades nos desafiam, como membros da União dos ex-seminaristas redentoristas da chamada Província de São Paulo e em que podemos contribuir para a evangelização. Vocês são sal, luz e fermento neste mundo. Assim, devem trazer o sabor dos ensinamentos de Jesus a essa sociedade; a partir do que aprenderam ao longo da formação redentorista e da vida, devem ser luz que brilha nas trevas de muitas pessoas desesperançadas e, por fim, fomentar e fermentar uma cultura da solidariedade onde quer que estejam. Nela, vocês são missionários, sempre redentoristas, porque buscam anunciar sempre o Evangelho. Que um tempo novo possa se descortinar e ampliar as parcerias entre a União dos Ex-Seminaristas Redentoristas da Unidade do Estado de São Paulo, os missionários redentoristas, as diferentes etapas da Formação e Leigos Redentoristas. É possível ampliar novos horizontes! Para isso é necessário entusiasmo, diálogo e vontade de caminhar juntos. Sem esses elementos não se vai a lugar nenhum e se permanece na mesma realidade. Que o Espírito Santo de Deus possa iluminá-los para que mantenham viva a chama Redentorista dentro de vocês e, a partir da realidade de cada um, sejam missionários nesta sociedade tão carente de referenciais. Deus abençoe a todos!” (P. Rogério Gomes, C.Ss.R, Superior Provincial da Província dos Missionários Redentoristas do Estado de São Paulo (SP), 04 de julho 2015)
 
9032. O que é a “Uneser” - A “Uneser” é uma união de ex-seminaristas redentoristas que procuram manter vivo em seus corações o Espírito de Santo Afonso Maria de Ligório. Considerados como Leigos Redentoristas pela Congregação do Santíssimo Redentor, eles “se colocam à disposição da Comunidade Redentorista para assumirem, dentro de suas capacidades e possibilidades, o projeto de evangelização, divulgação e integração de ex-seminaristas de diversas unidades redentoristas. E como leigos, “nós que fomos seminaristas redentoristas, procuramos desenvolver em nossas comunidades o papel de missionários, evangelizando”. A “Uneser” nasceu no dia 1º de setembro de 1994, quando alguns ex-seminaristas se reuniram em Tietê (SP), para uma confraternização, promovendo um churrasco. Nas décadas de sessenta e setenta, já tinham surgido tentativas de se promover uma união, mas a ideia não vingou, surgindo então em 1994, com o apoio do então Superior dos Redentoristas do Estado de são Paulo, o já falecido P. Hélio de Pessato Libardi. Surgiu a ideia de se promover um encontro de ex-seminaristas para, inicialmente, relembrar o passado dos tempos de seminário: nomes, apelidos, brincadeiras, jogos, estudos, colegas, mestres, etc. Nasceu a união, cheia de entusiasmo!
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia

 
 
 
JOSÉ ISRAEL PROENÇA
 
JÚLIO CÉSAR DOS SANTOS REGO

13 de outubro de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1932  -  13/10/ 2015 

9026. Evangelho de 3ª feira (13-10-2015) - Rm 1, 16-25; Sl 18; Lc 11, 37-41 - Enquanto Jesus falava, um fariseu convidou-o para jantar com ele. Jesus entrou e pôs-se à mesa. O fariseu ficou admirado ao ver que Jesus não tivesse lavado as mãos antes da refeição. O Senhor disse ao fariseu: “Vós fariseus, limpais o copo e o prato por fora, mas o vosso interior está cheio de roubos e maldades. Insensatos! Aquele que fez o exterior não fez também o interior? Antes, dai esmola do que vós possuís e tudo ficará puro para vós”. 

Recadinho: - Procuro ressaltar sempre as qualidades de meu próximo? - Ou faço parte daqueles que veem tudo errado sempre? - Coloco a caridade fraterna acima de tudo em meu relacionamento com o próximo? - É fácil lutar contra o egoísmo? - Posso dizer que minha felicidade está em ter um bom coração para com todos? 

9027. Movimento no Santuário Nacional de 21 a 27 de setembro/2015 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 21 a 27 de setembro de 2015 circularam pelo Santuário 217.831 visitantes. No sábado, 26 de setembro, o Santuário recebeu 98.401 pessoas e, no domingo, dia 27 de setembro, o número foi de 119.430 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 98.401. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 100.524 visitantes no sábado, dia 03 de outubro/2015, e 153.396 no domingo, dia 04 de outubro. 

9028. Movimento no Santuário Nacional de 28/setembro a 04/outubro/2015 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 28/setembro a 04/outubro/2015 circularam pelo Santuário 179.351 visitantes. No sábado, 03 de outubro, o Santuário recebeu 69.963 pessoas e, no domingo, dia 04 de outubro, o número foi de 72.492 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 36.896. A previsão para o fim de semana de 11 e 12 de outubro era a cidade receber 81.401 visitantes no sábado, dia 10 de outubro e 81.401 no domingo, dia 11 de outubro. A previsão para o dia 12 de outubro, Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, era o Santuário receber 159.164 peregrinos. 

9029. Coisas do Governo de nosso País! - Notícia, com lindas e estarrecedoras fotografias, correm pelas redes sociais. (Ironia de nosso governo.... Poderiam economizar, não?! Eles e elas não sabiam que as fotos estavam sendo divulgadas! Nós as recebemos, em nosso computador, enviadas por uma nossa assídua leitora) Agora, em outubro de 2015, para deleite de uma seleta plateia, milhares de brasileiros de todo o país, em especial de um dos mais pobres e carentes estados brasileiros, que nosso Diretor de "Vivências" teve o prazer de visitar com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida. passa fome! Ainda bem que em nossos boletins “Vivências” não temos espaço para publicar fotografias, pois iriam causar mais revolta ainda nos corações de milhares brasileiros que nos leem todos os dias, sem falar de nossos leitores em outros países que mais revolta ainda sentiriam sem dúvida! Este é o Brasil do qual o saudoso hoje S. João Paulo II que, em 1980, em sua primeira visita ao Brasil, na visita de apenas uma hora a Teresina, no Piauí, leu e comentou. Tratou-se de uma faixa que causou forte impacto no Brasil e no mundo. A frase, testemunhada também pelo nosso diretor de "Vivências" como padre, fotógrafo e jornalista, teve o privilégio de acompanhar a viagem do Papa. A faixa dizia: "Santo Padre, o Brasil passa fome!" Jovens que levaram a faixa e estavam juntos com mais de cem mil pessoas, pertenciam à Comunidade Jovem da paróquia dos Missionários Redentoristas de Teresina (PI). Em tempo de ditadura militar, todos os corajosos jovens foram presos e fichados! Hoje, tristemente temos que dizer, e nosso diretor de "Vivências" testemunhou durante o mês de setembro/2015, quando esteve na Diocese de Parnaíba, no Piauí, com a Imagem Peregrina de Nossa Senhora, que infelizmente tudo continua na mesma! O Brasil passa fome. Fome do pão de cada dia sofrem os heroicos brasileiros daquele que é um dos mais pobres Estado do País: o Piauí. - O que podemos fazer por aquela gente? Nós, de nosso boletim diário "Vivências", podemos fazer muito! Divulgar a notícia. E não só isso: oportunamente divulgaremos um gesto concreto que está sendo programado juntamente com a direção da Diocese de Parnaíba (PI).

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR