CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

30 de abril de 2012

Oração de todos os dias

Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.

Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.

Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

Oferta de todos dias


Ó Jesus, pelas mãos de Maria, Tua e minha mãe,
Te ofereço a minha mente, para Teus pensamentos.
Te ofereço a minha vontade para os teus desejos,

Te ofereço os meus sentidos para Tuas obras.
Faze que vivendo de Ti, trabalhando por Ti,
eu me transforme em Ti.
Ó Rei Divino, que sofrendo e morrendo na cruz salvastes o mundo!
Amém.

Vivências - De perto @ De longe


2852 - Evangelho de segunda-feira (30-04-2012) - At 11, 1-18; Sl 41, 2.3; 42, 3.4; Jo 10, 1-10 - Jesus disse: “Em verdade, em verdade vos digo, quem não entra no redil das ovelhas pela porta, mas sobe por outro lugar, é ladrão e assaltante. Quem entra pela porta é o pastor das ovelhas. A esse o porteiro abre, e as ovelhas escutam a sua voz; ele chama as ovelhas pelo nome e as conduz para fora. E, depois de fazer sair todas as que são suas, caminha à sua frente, e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz. Mas não seguem um estranho, antes fogem dele, porque não conhecem a voz dos estranhos”.
Jesus contou-lhes esta parábola, mas eles não entenderam o que ele queria dizer. Então Jesus continuou: “Em verdade, em verdade vos digo, eu sou a porta das ovelhas. Todos aqueles que vieram antes de mim são ladrões e assaltantes, mas as ovelhas não os escutaram. Eu sou a porta. Quem entrar por mim, será salvo; entrará e sairá e encontrará pastagem. O ladrão só vem para roubar, matar e destruir. Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”.
Recadinho: - Você tem autoridade sobre alguém? Como a exerce? - Você conhece alguém que recebeu um chamado especial, uma vocação especial de Deus? Quem? E como vive? - Por que às vezes é difícil seguir a Cristo? - Deus nos vigia como o pastor vigia suas ovelhas! Explica esta frase. - Mencione as principais qualidades que tem a ovelha e as virtudes do pastor.
2853. Assembleia da CNBB - Nota sobre a Reforma do Código Penal - Na 50ª Assembleia Geral em Aparecida (SP), os bispos do Brasil aprovaram a criação de uma comissão para acompanhar o trabalho de reforma do Código Penal brasileiro, que está sendo feito por um grupo de juristas no Senado Federal. De acordo com a nota divulgada pelos bispos, "a revisão do Código, em conformidade com as conquistas asseguradas pela Constituição Federal de 1988, requer amplo diálogo com a sociedade. A legislação se torna mais consistente quando conta com efetiva participação de representantes dos diversos segmentos sociais em sua elaboração".
O presidente da Comissão de Pastoral dos bispos para a Comunicação, Dom Dimas Lara Barbosa, afirmou que se trata de um tema abrangente e delicado, e que as questões levantadas por alguns setores preocupam a Igreja. Por exemplo: a redução da maioridade penal, a pena de morte, a descriminalização do aborto e alguns outros temas que não levam em conta em primeiro lugar a pessoa humana!
2854. Assembleia da CNBB - Reforma que respeite a vida e a família - Advertem os bispos do Brasil: “Preocupam-nos algumas propostas relativas aos capítulos que tratam sobre os crimes contra a vida e contra o patrimônio. Reconhecemos que, para atender melhor às exigências da sociedade, o Código Penal em vigor, aprovado em 1940, precisa incorporar elementos novos, exigência das grandes transformações, que marcam os tempos atuais, sem prejuízo dos valores perenes como a vida e a família”.
2855. Assembleia da CNBB - Reforma em diálogo - Alertam os bispos: “A revisão do Código, em conformidade com as conquistas asseguradas pela Constituição Federal de 1988, requer amplo diálogo com a sociedade, porquanto a legislação se torna mais consistente quando conta com efetiva participação de representantes dos diversos segmentos sociais em sua elaboração. Tal prática reforça a democracia e ajuda a população a assimilar melhor as normas jurídicas, que interferem profundamente em sua vida e nos relacionamentos humanos e sociais”.
2856. Assembleia da CNBB - Direitos humanos e bem comum - Concluem os bispos: “Os redatores do novo Código, de posse das propostas encaminhadas pela Comissão de Juristas, considerem que toda lei deve ser elaborada, a partir do respeito aos direitos humanos, na perspectiva de superação da impunidade e a serviço do bem comum. Toda lei deve reconhecer e preservar os princípios éticos e morais bem como os valores culturais que integram a vida quotidiana do povo brasileiro.
A Lei penal deve ser aplicada tendo por base os pressupostos de defesa e promoção da dignidade humana em todas as dimensões, deixando claro que a punição tem como finalidade a reabilitação do infrator, independente de sua condição social, política, econômica, étnica, conforme determinam os artigos 3º e 5º da Constituição”.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSSR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supões que você
antes leu o texto evangélico indicado


30 ─ Segunda-feira ─ Santos: Pio V, Lourenço de Novara, Sofia


Evangelho (Jo 10,1-10) “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”.
 

No final da primeira parte da parábola do bom pastor, Jesus diz que não é como tantos mestres religiosos, que cuidaram de seus interesses e de seu prestígio, e não da salvação das ovelhas. Ele veio para ser porta para as ovelhas, ou seja, para ser salvação, proteção, passagem para o crescimento. Veio para comunicar vida nova e mais abundante, que corresponda a nossos anseios.

 Oração

Senhor, eu gosto da vida. Se esta vida atual é tão bela e boa, como não será a vida definitiva que nos prometeis. Mal posso imaginar, e geralmente sou apenas capaz de dizer que será vida sem lágrimas nem separações. Alegro-me ao ver que me garantis essa vida plena no futuro. Agora ajudai-me a ser feliz na convivência com meus irmãos todos na amizade, na concórdia e na paz. Amém

Pe. Flávio Cavalca de Castro, CSSR

Aniversariantes do dia


JOÃO ANTÔNIO BIAZOTTO

JOVIANO LOURENÇO BARBOSA

LUIZ FERNANDO LELLIS DE ANDRADE

PERCIVAL TIRAPELLI (foto)


RAIMUNDO PAULO DE SIQUEIRA


PADRE LUIZ CAMILO JÚNIOR (ausente) comemorando 7 anos de Ordenação Sacerdotal

PADRE ERISSON ROBERTO MONTEIRO DA SILVA - Vice-Província de Recife que comemora 2 anos de Ordenação Sacerdotal





PADRE CLEANDRO DE OLIVEIRA PESSOA - Vice-Província de recife festejando 2 anos de Ordenação Sacerdotal


PADRE MARCELO CONCEIÇÃO ARAÚJO da Comunidade Seminário Santo Afonso ( Editora)- que festeja 18 anos de Ordenação Sacedotal


NOSSOS PARABÉNS E VOTOS DE MUITAS FELICIDADES!

Santos do dia

Comemoramos hoje: José Benedito Cotolengo, Lourenço de Novara, Sofia e Hildelgarda

São José Benedito Cotolengo

Add caption
José Benedito Cotolengo nasceu em Brá, na província de Cuneo, no norte da Itália, no dia 3 de maio de 1786. Foi o mais velho dos doze filhos de uma família cristã muito piedosa. Ele tinha apenas cinco anos quando sua mãe o viu medindo os quartos da casa com uma vara, para saber quantos doentes pobres caberiam neles. Dizia que, quando crescesse, queria encher sua casa com esses necessitados, fazendo dela "seu hospital". O episódio foi um gesto profético. Na cidade de Brá, ainda se conserva tal casa.

Com dezessete anos, ingressou no seminário e, aos vinte e cinco, se ordenou sacerdote na diocese de Turim. Seu ministério foi marcado por uma profunda compaixão pelos mais desprotegidos, esperando sempre a hora oportuna para concretizar os ideais de sua vocação.

Em 1837, padre José Benedito foi chamado para ministrar os sacramentos a uma mulher grávida, vítima de doença fatal. Ela estava morrendo e, mesmo assim, os hospitais não a internaram, alegando que não havia leitos disponíveis para os pobres. Ele nada pôde fazer. Entretanto, depois de ela ter morrido e ele ter confortado os familiares, o padre se retirou para rezar. Ao terminar as orações, mandou tocar os sinos e avisou a todos os fiéis que era chegada a hora de "ajudar a Providência Divina".

Alugou uma casa e conseguiu colocar nela leitos e remédios, onde passou a abrigar os doentes marginalizados, trabalhando, ele mesmo, como enfermeiro e buscando recursos para mantê-la, mas sem abandonar as funções de pároco. Era tão dedicado aos seus fiéis a ponto de rezar uma missa às três horas da madrugada para que os camponeses pudessem ir para seus campos de trabalho com a Palavra do Senhor cravada em seus corações.

Os políticos da cidade, incomodados com sua atuação, conseguiram fechar a casa. Mas ele não desistiu. Fundou a Congregação religiosa da Pequena Casa da Divina Providência e as Damas da Caridade ou Cotolenguinas, com a finalidade de servir os pequeninos, os deficientes e os doentes. Os fundos deveriam vir apenas das doações e da ajuda das pessoas simples. Padre José Benedito Cotolengo tinha como lema "caridade e confiança": fazer todo o bem possível e confiar sempre em Deus. Comprou uma hospedaria abandonada na periferia da cidade e reabriu-a com o nome de "Pequena Casa da Divina Providência".

Diante do Santíssimo Sacramento, padre José Benedito e todos os leigos e religiosos, que se uniram a ele nessa experiência de Deus, buscavam forças para bem servir os doentes desamparados, pois, como ele mesmo dizia: "Se soubesses quem são os pobres, vós os servirias de joelhos!". Morreu de fadiga, no dia 30 de abril de 1842, com cinqüenta e seis anos.

A primeira casa passou a receber todos os tipos de renegados: portadores de doenças contagiosas, físicas e psíquicas, em estado terminal ou não. Ainda hoje abriga quase vinte mil pessoas, servidas por cerca de oitocentas irmãs religiosas e voluntárias. A congregação pode ser encontrada nos cinco continentes, e continua como a primeira: sem receber ajuda do Estado ou de qualquer outra instituição. O padre José Benedito Cotolengo foi canonizado por Pio XI em 1934, e sua festa litúrgica ocorre no dia 30 de abril.

29 de abril de 2012

FESTA NA PENHA

Comissão da 11ª Festa da Igreja de N. Sra. do Rosário dos Homens Pretos da Penha de França convida a todos para participarem de 2 a 30 de junho:

Assista parte da Festa do ano passado e conheça um pouco dessa festa, clicando no video FESTA DA PENHA - 2011 aqui no blog na coluna à esquerda.


Minha fotoNo Bairro da Penha de França (zona leste de São Paulo) está localizado o Largo do Rosário, espaço urbano que leva este nome devido a Igreja do Rosário dos Homens Pretos, erguida no século XIX por descendentes africanos mantidos em regime de escravidão, que buscaram na conversão ao catolicismo uma brecha para resistir às agruras de uma sociedade escravocrata. Hoje o Largo do Rosário é um importante espaço sagrado e de interação social onde se comemora, em junho, a Festa da Igreja.
Desejamos ao José Morelli e equipe muito sucesso!

PPS ESPECIAL

Ano B, Tempo Pascal: 4º Domingo da Páscoa.
É o Dia Mundial de Orações pelas Vocações!

Evangelho - Jo 10, 11-18:
Temos certeza de que somos imensamente amados por Jesus.
Seu amor nos acompanha, vela por nós, nos defende dos inimigos, nos perdoa e cura nossas enfermidades espirituais.
A comparação do Bom Pastor dá sentido a toda a missão da Igreja.
Quando Cristo deu a Pedro a autoridade na Igreja, usou da comparação do Bom Pastor, ordenando-lhe: "Apascenta minhas ovelhas" (Jo 21, 17).

Clic em Ano B, Tempo Pascal: 4º Domingo da Páscoa:http://www.aparecidadasaguas.com.br/?c=134&conteudo=1468&Tempo Pascal - Ano B

PPS - Vocações
É o chamado 4º Domingo da Páscoa, conhecido também como o "Domingo do Bom Pastor", uma referência à passagem do Evangelho reservado para hoje: Jo 10, 11-18.
E tem mais: é, então, o Dia Mundial de Orações pelas Vocações!
E oferecemos mais! Além do PPS que já divulgamos, referente ao Evangelho de hoje, colocamos à disposição de todos, em nosso site, nossa coleção de 6 PPS abordando as principais vocações que elencamos a seguir:
Vocação Humana - Homens e mulheres, obra de Deus em construção

Vocação Cristã - Em nome de Jesus construímos um mundo de justiça e paz

Vocação Matrimonial - Em nome de Jesus somos chamados para viver a fidelidade em família.

Vocação Sacerdotal - Homem do povo, sensível ao clamor dos mais abandonados

Vocação Religiosa - Consagrados para testemunhar o amor e a justiça no mundo

Vocação de Maria - Maria, chamada a gerar a vida

CONFIRA NO SITE:
http://www.aparecidadasaguas.com.br/?c=144&Vocações
========
Para receber nossas mensagens diárias é necessário que os interessados se cadastrem em nosso grupo, no Yahoo. Caso alguém não deseje receber nossos emails e por algum lapso está incluído em nosso cadastro, basta nos alertar que cancelaremos.
Se nossos boletins lhe agradam, indique-os PARA SUA LISTA DE CONTATOS. ISTO TAMBÉM É FAZER APOSTOLADO. INSTRUA A:
CLICAR NO ENDEREÇO ABAIXO E ENVIAR UM E-MAIL (PODE SER EM BRANCO) PARA:
aparecidadasaguas-subscribe@yahoogrupos.com.br a partir daí, siga os procedimentos solicitados e bem vindo ao Grupo Vivências.
========
Pe. Geraldo Rodrigues, CSSR

Oração de todos os dias

Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.

Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.

Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

Oferta de todos dias


Ó Jesus, pelas mãos de Maria, Tua e minha mãe,
Te ofereço a minha mente, para Teus pensamentos.
Te ofereço a minha vontade para os teus desejos,

Te ofereço os meus sentidos para Tuas obras.
Faze que vivendo de Ti, trabalhando por Ti,
eu me transforme em Ti.
Ó Rei Divino, que sofrendo e morrendo na cruz salvastes o mundo!
Amém.

A Palavra de Deus na Vida

1ª Leitura - At 4,8-12
Em nenhum outro há salvação
Leitura dos Atos dos Apóstolos 4,8-12
Naqueles dias:Pedro, cheio do Espírito Santo, disse:'Chefes do povo e anciãos:hoje estamos sendo interrogadospor termos feito o bem a um enfermoe pelo modo como foi curado.Ficai, pois, sabendo todos vós e todo o povo de Israel:é pelo nome de Jesus Cristo, de Nazaré,- aquele que vós crucificastese que Deus ressuscitou dos mortos -que este homem está curado, diante de vós.Jesus é a pedra, que vós, os construtores,desprezastes, e que se tornou a pedra angular.Em nenhum outro há salvação,pois não existe debaixo do céu outro nome dado aoshomens pelo qual possamos ser salvos'.Palavra do Senhor.
Salmo - Sl 117,1.8-9.21-23.26.28cd.29 (R. 22)
R.A pedra que os pedreiros rejeitaram,*
tornou-se agora a pedra angular.
Ou: R. Aleluia, Aleluia, Aleluia.
Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!'Eterna é a sua misericórdia!'É melhor buscar refúgio no Senhor,*do que pôr no ser humano a esperança;é melhor buscar refúgio no Senhor,*do que contar com os poderosos deste mundo!'R.Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes*e vos tornastes para mim o Salvador!'A pedra que os pedreiros rejeitaram,*tornou-se agora a pedra angular.Pelo Senhor é que foi feito tudo isso:*Que maravilhas ele fez a nossos olhos!R.Bendito seja, em nome do Senhor,*aquele que em seus átrios vai entrando!Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço!*Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!Dai graças ao Senhor, porque ele é bom!*'Eterna é a sua misericórdia!'R
 
2ª Leitura - 1Jo 3,1-2
Veremos a Deus tal como ele é
Leitura da Primeira Carta de São João 3,1-2
Caríssimos:
Vede que grande presente de amor o Pai nos deu:de sermos chamados filhos de Deus!E nós o somos!Se o mundo não nos conhece,é porque não conheceu o Pai.Caríssimos, desde já somos filhos de Deus,mas nem sequer se manifestou o que seremos!Sabemos que,quando Jesus se manifestar,seremos semelhantes a ele,porque o veremos tal como ele é.Palavra do Senhor.

Evangelho - Jo 10,11-18
O bom pastor dá a vida por suas ovelhas
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João 10,11-18
Naquele tempo, disse Jesus:Eu sou o bom pastor.O bom pastor dá a vida por suas ovelhas.O mercenário, que não é pastore não é dono das ovelhas,vê o lobo chegar, abandona as ovelhas e foge,e o lobo as ataca e dispersa.Pois ele é apenas um mercenárioe não se importa com as ovelhas.Eu sou o bom pastor.Conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem,assim como o Pai me conhecee eu conheço o Pai.Eu dou minha vida pelas ovelhas.Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil:também a elas devo conduzir;escutarão a minha voz,e haverá um só rebanho e um só pastor.É por isso que o Pai me ama,porque dou a minha vida,para depois recebê-la novamente.Ninguém tira a minha vida,eu a dou por mim mesmo;tenho poder de entregá-lae tenho poder de recebê-la novamente;esta é a ordem que recebi do meu Pai'.Palavra da Salvação

.

A Palavra de Deus na Vida - Homilia

O amor de Jesus às pessoas não tem limites - José Pagola


A leitura que a Igreja propõe neste domingo é o Evangelho de Jesus Cristo segundo João 10, 11-18 que corresponde ao Domingo 4º da Páscoa, ciclo B do Ano Litúrgico. O teólogo espanhol José Antonio Pagola comenta o texto. Eis o texto
VAI CONOSCO
O símbolo de Jesus como Bom Pastor produz hoje, em alguns cristãos, certo aborrecimento. Não queremos ser tratados como ovelhas de um rebanho. Não necessitamos de ninguém que governe e controle nossa vida. Queremos ser respeitados. Não necessitamos de nenhum pastor.
Não sentiam assim os primeiros cristãos. A figura de Jesus Bom Pastor converteu-se muito rapidamente na imagem mais querida de Jesus. Já nas catacumbas de Roma, ele é representado carregando sobre os seus ombros a ovelha perdida. Ninguém pensa em Jesus como um pastor autoritário dedicado a vigiar e controlar os seus seguidores, mas como um bom pastor que cuida delas.
O "Bom Pastor" preocupa-se com as suas ovelhas. É o seu primeiro traço. Nunca as abandona. Não as esquece. Vive pendente delas. Está sempre atento às mais débeis ou doentes. Não é como o pastor mercenário que, quando vê algum perigo, foge para salvar a sua vida abandonando o rebanho. Não quer saber das ovelhas.
Jesus tinha deixado uma recordação inesquecível. Os relatos evangélicos descrevem-no bem, preocupado com os doentes, os marginalizados, os pequenos, os mais indefesos e esquecidos, os mais perdidos. Não parece preocupar-se por si mesmo. Sempre se vê pensando nos outros. Preocupam-no sobretudo os mais desvalidos.
Mas há algo mais. "O Bom Pastor dá a vida pelas Suas ovelhas". É o segundo traço. Até cinco vezes repete o evangelho de João esta linguagem. O amor de Jesus às pessoas não tem limites. Ama os outros mais do que a si mesmo. Ama a todos com amor de Bom Pastor que não foge perante o perigo, mas que dá a sua vida para salvar o rebanho.
Por isso a imagem de Jesus, Bom Pastor, converteu-se rapidamente numa mensagem de consolo e confiança para seus seguidores. Os cristãos aprenderam a dirigir-se a Jesus com palavras recolhidas do salmo 22: "O Senhor é o meu Pastor, nada me falta... mesmo que caminhe por vales profundos, nada temo, porque Tu vais comigo... A Tua bondade e a Tua misericórdia acompanham-me todos os dias da minha vida".
Nós, cristãos, vivemos com frequência uma relação bastante pobre com Jesus. Necessitamos conhecer uma experiência mais viva e profunda. Não acreditamos que ele cuida de nós. Esquecemo-nos que podemos acudir a ele quando nos sentimos cansados e sem forças ou perdidos e desorientados.
Uma igreja formada por cristãos que se relacionam com um Jesus mal conhecido, apresentado apenas de forma doutrinal, um Jesus longínquo cuja voz não se escuta bem nas comunidades..., corre o risco de esquecer o seu Pastor. Mas quem cuidará da Igreja se não for o seu Pastor?

por Instituto Humanitas Unisinos (IHU)

Vivências - De perto @ De longe


2845. Evangelho de domingo 4º da Páscoa - (29-04-2012) - At 4, 8-12; Sl 117, 1.8-9.21-23.26.28cd.29; 1Jo 3, 1-2; Jo 10, 11-18 - Jesus disse aos fariseus: “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pela suas ovelhas. O empregado, que não é o pastor nem o dono das ovelhas, quando vê o lobo que vem, abandona as ovelhas e foge; e o lobo as arrebata e as dispersa. Age assim porque é empregado e pouco lhe interessam as ovelhas. Eu sou o bom pastor: eu conheço minhas ovelhas e elas me conhecem, como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas minhas ovelhas. Tenho, ainda, outras ovelhas que não são desse aprisco; devo trazê-las, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um só rebanho e um só pastor. Por isso o Pai me ama, porque eu dou minha vida para reassumi-la depois. Ninguém a tira de mim, mas eu a entrego livremente. Tenho o poder de entregá-la e poder de reassumi-la de novo. Esse é o mandamento que recebi do meu Pai”.
Recadinho: - Como exerço minha missão de ser “bom pastor”? - Como é acolher ovelhas que se desgarram do rebanho? - A união e colaboração mútua cresce entre nós? - Somos felizes em fazer parte do rebanho de Cristo? - Nele, as ovelhas sentem-se protegidas. Obrigado, Senhor, por nos acolher!
2846. 49º Dia Mundial de Oração pelas Vocações - No 4º domingo da Páscoa, também chamado de domingo do Bom Pastor, a Igreja Católica celebra o Dia Mundial de Oração pelas Vocações. Para a ocasião, o Papa envia sempre uma mensagem. O tema deste ano de 2012 é: “As vocações, dom do amor de Deus”. O Papa explica o sentido da vocação e como ela acontece. Na abertura ao amor de Deus e como fruto deste amor, nascem e crescem as vocações Apresentamos o tema em tópicos.

2847. Vocações 02 - Deus, fonte de todos os dons – “A fonte de todo o dom perfeito é Deus. Deus é Amor. “Quem permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele” (1Jo 4, 16). No Filho Jesus, Deus “escolheu-nos antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em caridade na sua presença” (Ef 1, 4). Fomos amados por Deus, ainda antes de começarmos a existir! Ele “criou-nos do nada” (cf. 2 Mac 7, 28) para nos conduzir à plena comunhão consigo. Cada vocação nasce da iniciativa de Deus, é dom do amor de Deus! É Ele que realiza o “primeiro passo”, e não o faz por uma particular bondade que teria vislumbrado em nós, mas em virtude da presença do seu próprio amor “derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo” (Rm 5, 5).
2848. Vocações 03 - Deus vem ao nosso encontro - “Na história de amor que a Bíblia nos narra, Deus vem ao nosso encontro, procura conquistar-nos. E o faz até à Última Ceia, até ao Coração trespassado na cruz, até às aparições do Ressuscitado e às grandes obras pelas quais Ele, através da ação dos Apóstolos, guiou a Igreja nascente. Na história da Igreja, o Senhor vem ao nosso encontro, através de pessoas nas quais Ele Se revela; através da sua Palavra, nos Sacramentos, em especial na Eucaristia”.
2849. Vocações 04 - A beleza do amor de Deus - “É preciso anunciar de novo a beleza persuasiva deste amor divino, que precede e acompanha: este amor é a mola secreta, a causa que não falha, mesmo nas circunstâncias mais difíceis. Aconselha S. João da Cruz: “Onde não há amor, semeie amor e recolherá amor”. O Papa São Gregório Magno usa o exemplo da plantinha: “No terreno do nosso coração, Deus plantou primeiro a raiz do amor a Ele e depois, como ramagem, desenvolveu-se o amor fraterno”. O amor a Deus, do qual os presbíteros e os religiosos se tornam imagens visíveis, embora sempre imperfeitas, é a causa da resposta à vocação de especial consagração ao Senhor através da ordenação presbiteral ou da profissão dos conselhos evangélicos”.
2850. Vocações 05 - O amor ao próximo - “O amor ao próximo, sobretudo às pessoas mais necessitadas e atribuladas, é o impulso decisivo que faz do sacerdote e da pessoa consagrada um gerador de comunhão entre as pessoas e um semeador de esperança. A relação dos consagrados, especialmente do sacerdote, com a comunidade cristã é vital e torna-se parte fundamental também do seu horizonte afetivo. A este propósito, o Santo Cura d’Ars gostava de repetir: “O padre não é padre para si mesmo; é-o para vós”.
2851. Vocações 06 - Famílias, primeiro seminário - “As famílias são não apenas o lugar privilegiado da formação humana e cristã, mas podem constituir também “o primeiro e o melhor seminário da vocação à vida consagrada pelo Reino de Deus”, fazendo descobrir, mesmo no âmbito da família, a beleza e a importância do sacerdócio e da vida consagrada. Que todos colaborem entre si para que, na Igreja, se multipliquem estas “casas e escolas de comunhão” a exemplo da Sagrada Família de Nazaré, reflexo harmonioso na terra da vida da Santíssima Trindade”.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSSR


Reflexão do dia

A reflexão seguinte supões que você
antes leu o texto evangélico indicado


29 ─ 4º Domingo de Páscoa ─ Santos: Catarina de Sena


Evangelho (Jo 10,11-18) Eu sou o bom pastor. Conheço as minhas ovelhas e elas me conhecem,            assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai. Eu dou minha vida pelas ovelhas.”

Jesus compara-se com um pastor que se interessa por suas ovelhas, que as defende e chega a dar a vida para salvá-las. A segunda parte da parábola oferece muitos pontos para nossa reflexão. Vamos ficar com apenas uma ideia: Jesus cuida de nós e quer nosso bem. Cuida de nós porque nos ama, conhece cada um pessoalmente. Esse seu amor cria entre nós e ele um laço profundo, que nos torna possível conhecê-lo de um jeito novo: como o Pai o conhece e como ele conhece o Pai. Jesus quer nosso bem, por isso ele se entrega, se dá totalmente a nós, não apenas sua vida, mas por nós entrega toda a sua pessoa, para ser nosso e podermos ser dele e do Pai.

Oração

Senhor Jesus, a iniciativa foi vossa e não minha. Vós me amastes primeiro, e tudo fizestes para conquistar meu coração. Só me resta deixar que tomeis conta de minha vida, que sejais meu “pastor”, que se interessa por mim, cuida de mim e me defende do mal. Já que me conheceis tão profundamente, manifestai-vos a mim, abri-me os olhos do coração para que vos conheça como queremos conhecer quem nos ama e quem amamos. Vós vos entregais todo para me salvar, ajudai-me a corresponder a tanto amor, entregando-me também a vós. Confio em vosso amor, e por isso entrego-me a vós, para que façais de mim o que bem vos agradar. Guardai-me, não permitais que vos abandone. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, CSSR

Aniversariantes do dia

ACHILES EVANIL LEZIER  (1976) de Tietê - SP

JOSÉ ILSON G. MOREIRA (Patureba) - de Aparecida - SP

PADRE LUIS ROGERIO CARRILHO CRUZ - da Comunidade Pe. Gebardo - Aparecida -comemorando 33 anos de Ordenação Sacerdotal

Nossos votos de muitas felicidades e muitos anos de vida!

Santos do dia

São comemorados hoje:  Catarina de Sena, Antônia, Pedro de Verona, Hugo Cluny e Roberto Molesmes

Santa Catarina de Sena

Catarina era apenas uma irmã leiga da Ordem Terceira Dominicana. Mesmo analfabeta, talvez tenha sido a figura feminina mais impressionante do cristianismo do segundo milênio. Nasceu em 25 de março de 1347, em Sena, na Itália. Seus pais eram muito pobres e ela era uma dos vinte e cinco filhos do casal. Fica fácil imaginar a infância conturbada que Catarina teve. Além de não poder estudar, cresceu franzina, fraca e viveu sempre doente. Mas, mesmo que não fosse assim tão debilitada, certamente a sua missão apostólica a teria fragilizado. Carregava no corpo os estigmas da Paixão de Cristo.

Desejando seguir o caminho da perfeição, aos sete anos de idade consagrou sua virgindade a Deus. Tinha visões durante as orações contemplativas e fazia rigorosas penitências, mesmo contra a oposição familiar. Aos quinze anos, Catarina ingressou na Ordem Terceira de São Domingos. Durante as orações contemplativas, envolvia-se em êxtase, de tal forma que só esse fato possibilitou que convertesse centenas de almas durante a juventude. Já adulta e atuante, começou por ditar cartas ao povo, orientando suas atitudes, convocando para a caridade, o entendimento e a paz. Foi então que enfrentou a primeira dificuldade que muitos achariam impossível de ser vencida: o cisma católico.

Dois papas disputavam o trono de Pedro, dividindo a Igreja e fazendo sofrer a população católica em todo o mundo. Ela viajou por toda a Itália e outros países, ditou cartas a reis, príncipes e governantes católicos, cardeais e bispos, e conseguiu que o papa legítimo, Urbano VI, retomasse sua posição e voltasse para Roma. Fazia setenta anos que o papado estava em Avignon e não em Roma, e a Cúria sofria influências francesas.

Outra dificuldade, intransponível para muitos, que enfrentou serenamente e com firmeza, foi a peste, que matou pelo menos um terço da população européia. Ela tanto lutou pelos doentes, tantos curou com as próprias mãos e orações, que converteu mais algumas centenas de pagãos. Suas atitudes não deixaram de causar perplexidade em seus contemporâneos. Estava à frente, muitos séculos, dos padrões de sua época, quando a participação da mulher na Igreja era quase nula ou inexistente.

Em meio a tudo isso, deixou obras literárias ditadas e editadas de alto valor histórico, místico e religioso, como o livro "Diálogo sobre a Divina Providência", lido, estudado e respeitado até hoje. Catarina de Sena morreu no dia 29 de abril de 1380, após sofrer um derrame aos trinta e três anos de idade. Sua cabeça está em Sena, onde se mantém sua casa, e seu corpo está em Roma, na Igreja de Santa Maria Sopra Minerva. Foi declarada "doutora da Igreja" pelo papa Paulo VI em 1970.

28 de abril de 2012

Oração de todos os dias

Oração da manhã para todos os dias

Senhor meu Deus, mais um dia está começando. Agradeço a vida que se renova para mim, os trabalhos que me esperam, as alegrias e também os pequenos dissabores que nunca faltam. Que tudo quanto viverei hoje sirva para me aproximar de vós e dos que estão ao meu redor.

Creio em vós, Senhor. Eu vos amo e tudo espero de vossa bondade.

Fazei de mim uma bênção para todos que eu encontrar. Amém.

Oferta de todos dias


Ó Jesus, pelas mãos de Maria, Tua e minha mãe,
Te ofereço a minha mente, para Teus pensamentos.
Te ofereço a minha vontade para os teus desejos,

Te ofereço os meus sentidos para Tuas obras.
Faze que vivendo de Ti, trabalhando por Ti,
eu me transforme em Ti.
Ó Rei Divino, que sofrendo e morrendo na cruz salvastes o mundo!
Amém.

Evangelho do dia

Ano B - Dia: 28/04/2012


As palavras de vida eterna
Leitura Orante

Jo 6,60-69
Muitos seguidores de Jesus ouviram isso e reclamaram: - O que ele ensina é muito difícil! Quem pode aceitar esses ensinamentos?
Não disseram nada a Jesus, mas ele sabia que eles estavam resmungando contra ele. Por isso perguntou: - Vocês querem me abandonar por causa disso? E o que aconteceria se vocês vissem o Filho do Homem subir para onde estava antes? O Espírito de Deus é quem dá a vida, mas o ser humano não pode fazer isso. As palavras que eu lhes disse são espírito e vida, 64mas mesmo assim alguns de vocês não crêem.
Jesus disse isso porque já sabia desde o começo quem eram os que não iam crer nele e sabia também quem ia traí-lo. Jesus continuou: - Foi por esse motivo que eu disse a vocês que só pode vir a mim a pessoa que for trazida pelo Pai.
Por causa disso muitos seguidores de Jesus o abandonaram e não o acompanhavam mais. Então ele perguntou aos doze discípulos: - Será que vocês também querem ir embora?
Simão Pedro respondeu: - Quem é que nós vamos seguir? O senhor tem as palavras que dão vida eterna! E nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que Deus enviou.


Laitura Orante
Como viver em Cristo
Jo 6,60-69 - A quem seguir?
Preparo-me para rezar a Palavra
com meus irmãos internautas,
com a oração:
Espírito de verdade,
a ti consagro a mente e meus pensamentos: ilumina-me.
Que eu conheça Jesus Mestre
e compreenda o seu Evangelho.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida,
tem piedade de nós.
1. Leitura (Verdade)
O que diz o texto do dia?
Leio atentamente, na Bíblia, o texto: Jo 6,60-69, e observo pessoas, palavras, relações, lugares.
Jesus desafia seus ouvintes. Sua preocupação está na capacidade que as pessoas têm de ouvir sua mensagem, compreendê-la e se comprometer com ela. E com razão. Muitos o abandonam. Pedro, porém, pelo grupo dos discípulos, dá uma resposta cheia de comprometimento: "Quem é que nós vamos seguir? O senhor tem as palavras que dão vida eterna! E nós cremos e sabemos que o senhor é o Santo que Deus enviou."
2. Meditação (Caminho)
O que o texto diz para mim, hoje?
Assumo a postura de discípulo/a e missionário/a? Qual é a minha missão? Ou, prefiro, afastar-me?
Os bispos, em Aparecida, afirmaram: "Os fiéis leigos são "os cristãos que estão incorporados a Cristo pelo batismo, que formam o povo de Deus e participam das funções de Cristo: sacerdote, profeta e rei. Realizam, segundo sua condição, a missão de todo o povo cristão na Igreja e no mundo" São "homens da Igreja no coração do mundo, e homens do mundo no coração da Igreja". (DAp 209).
3.Oração (Vida)
O que o texto me leva a dizer a Deus?
Rezo, espontaneamente, com salmos ou outras orações e concluo, com Paulo VI:
Jesus, Mestre divino,
que chamastes os Apóstolos a vos seguirem,
continuai a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias,
pelas nossas escolas e continuai a repetir o convite a muitos de nossos jovens.
Dai coragem às pessoas convidadas.
Dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos,
como diáconos, padres e bispos,
como religiosos e religiosas,para o bem do Povo de Deus
e de toda a humanidade. Amém.
4.Contemplação (Vida e Missão)
Qual meu novo olhar a partir da Palavra?
Meu olhar, hoje, é iluminado pela fé nas Palavras de vida eterna do Mestre Jesus Cristo que me impulsiona para a missão de servir.
Ó Jesus Mestre, Verdade, Caminho e Vida, tem piedade de nós.
Bênção
- Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Volte para nós o seu olhar e nos dê a sua paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. 

Irmã Patrícia Silva, fsp

Vivências - De perto @ De longe


2840. Evangelho de sábado (28-04-2012) - S. Pedro Chanel e S. Luís Maria Grignion de Montfort - At 9, 31-42; Sl 115, 12-17; Jo 6, 60-69 - Muitos dos discípulos de Jesus, que o escutaram, disseram: “Esta palavra é dura. Quem consegue escutá-la?” Sabendo que seus discípulos estavam murmurando por causa disso mesmo, Jesus perguntou: “Isto vos escandaliza? E quando virdes o Filho do Homem subindo para onde estava antes? O Espírito é que dá vida, a carne não adianta nada. As palavras que vos falei são espírito e vida. Mas entre vós há alguns que não crêem”. Jesus sabia, desde o início, quem eram os que não tinham fé e quem havia de entregá-lo. E acrescentou: “É por isso que vos disse: ninguém pode vir a mim a não ser que lhe seja concedido pelo Pai”. A partir daquele momento, muitos discípulos voltaram atrás e não andavam mais com ele. Então, Jesus disse aos doze: “Vós também vos quereis ir embora?” Simão Pedro respondeu: “A quem iremos, Senhor? Tu tens palavras de vida eterna.
Nós cremos firmemente e reconhecemos que tu és o Santo de Deus”.
Recadinho: - São muitos os mistérios da vida. Cite um. - Qual é o grande mistério da fé? - Que lugar ocupa a Eucaristia em sua vida? - Você procura ler coisas que falam de religião? - Como você se prepara para receber a Eucaristia?
2841. Assembleia da CNBB - Em defesa das populações tradicionais - Os bispos reunidos na 50ª Assembleia Geral divulgaram uma nota em defesa dos territórios e dos direitos dos povos indígenas, quilombolas, pescadores artesanais e demais populações tradicionais, pelo fortalecimento de suas identidades e organizações próprias, na defesa dos seus territórios, na educação intercultural bilingue dos povos indígenas e na defesa de seus direitos.
Lembram os bispos que “a Constituição Federal de 1988, ao confirmar o direito territorial dos povos indígenas e das comunidades quilombolas, bem como dos pescadores artesanais e outras populações tradicionais, representou muito mais do que a necessária reparação do erro histórico da apropriação de suas terras e da escravidão. É o reconhecimento da sociedade brasileira de que para esses povos a terra e a água são um bem sagrado, que vai além da mera produção para sobrevivência, não se reduzindo à simples mercadoria. É patrimônio coletivo de todo um povo, de seus usos e costumes, assim como a apropriação dos seus frutos”.
2842. Assembleia da CNBB - Populações tradicionais 02 - Os bispos insistem em que “ao Governo Federal, cabe o dever constitucional de reconhecer, demarcar, homologar e titular os territórios indígenas, quilombolas e das demais populações tradicionais, ressarcindo seus direitos, passo fundamental e determinante para garantir sua sobrevivência”.
Advertem os bispos: “Sem a garantia de acesso à terra, elemento base da cultura e da economia dessas populações, elas continuarão a sofrer opressão, marginalização, exclusão e expulsão, promovidas por empresas depredadoras, pelo turismo, a especulação imobiliária, o agronegócio e pelos projetos governamentais, como as grandes barragens, que têm invadido áreas cultivadas, alterando o ciclo de vida dos rios e provocando o despovoamento de suas margens”.
2843. Assembleia da CNBB - Populações tradicionais 03 - Os bispos lamentam profundamente “o adiamento dos procedimentos administrativos de demarcação, a invasão e a exploração das terras dos povos tradicionais”. Chamam especial atenção para “as condições de confinamento e os assassinatos que vitimam o povo Guarani-Kaiowá, no Mato Grosso do Sul.” Advertem que “um verdadeiro genocídio está em curso, maculando a imagem de nosso País como defensor dos direitos humanos”.
2844. Assembleia da CNBB - Populações tradicionais 04 - Os bispos repudiam de modo veemente “o ataque desferido pela bancada ruralista e outros segmentos do Congresso Nacional aos direitos dos povos indígenas, consignados em nossa Carta Magna, através de proposta de emenda constitucional, a PEC 215/2000”. “Em relação às comunidades quilombolas, preocupa-nos a morosidade no reconhecimento dos seus territórios. Rejeitamos a sórdida estratégia de questionar a constitucionalidade do processo de titulação de suas terras, de modo a impedir os trâmites legais que atendam aos seus legítimos anseios”.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSSR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supões que você
antes leu o texto evangélico indicado


28 ─ Sábado ─ Santos: Pedro Chanel, Valéria
 

Evangelho (Jo 6,60-69) “Muitos dos discípulos de Jesus, que o escutaram, disseram: ─ Esta palavra é dura. Quem consegue escutá-la?”
 

Costumamos achar que os discípulos se referiam ao que Jesus dizia de comer sua carne e beber seu sangue. Não duvido. Penso, porém, que a rejeição era mais ampla. Não queriam aceitar que Jesus fosse o único capaz de lhes dar a vida, que sem união pessoal com ele não existisse salvação. “A partir daquele momento, muitos discípulos voltaram atrás e não andavam mais com ele.”

Oração

Senhor, diante da escolha que me propondes, só posso responder como Pedro: “A quem iremos, Senhor?” Se não vos aceito como meu Salvador, ninguém me resta. Creio, mas aumentai minha fé, para que esteja sempre unido a vós. Preciso de vós, de vosso poder, de vosso perdão. Eu vos escolho como centro de minha vida. Eu vos amo,  sede Senhor de tudo que sou e tenho. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, CSSR

Aniversariantes do dia


GERALDO MAGELA MIRANDA SANTANA

JOÃO MARGON VAZ

LUIZ PEREIRA DA SILVA

PADRE PATRIKY SAMUEL BATISTA

PAULO AFONSO CABRINI

PADRE ANTÔNIO CARLOS VANIN BARREIRO da Comunidade do Instituto São Clemente em Campinas - SP completando 66 anos de idade

PADRE JOSÉ GERALDO DE SOUZA da Comunidade do Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em Campos dos Goytacazes - Província do Rio que comemora 11 anos de Ordenação Sacerdotal

Nossos votos de muitas felicidades e muitos anos de vida!
PARABÉNS !

Santos do dia

Comemoram-se hoje:Cyrilo de Turov, Luquésio, Valéria, Luiz Maria Grignion de Montfort, Teodora, Pedro Luiz Maria Chanel

São Pedro Chanel

Pedro nasceu no dia 12 de julho de 1803, na pequena Cuet, França. Levado pelas mãos do zeloso pároco, iniciou os estudos no seminário local e, em 1824, foi para o de Bourg, onde três anos depois se ordenou sacerdote.

Desde jovem, queria ser missionário evangelizador, mas primeiro teve de trabalhar como pároco de Amberieu e Gex, pois havia carência de padres em sua pátria. Juntou-se a outros padres que tinham a mesma vocação e trabalhavam sob uma nova congregação, a dos maristas, dos quais foi um dos primeiros membros, e logo conseguiu embarcar para a Oceania, em 1827, na companhia de um irmão leigo, Nicézio.

Foi um trabalho lento e paciente. Os costumes eram muito diferentes, a cultura tão antagônica à do Ocidente, que primeiro ele teve de entender o povo para depois pregar a palavra de Cristo. Porém, assim que iniciou a evangelização, muitos jovens passaram a procurá-lo. O trabalho foi se expandindo e, logo, grande parte da população havia se convertido.

Ao perceber que vários membros de sua família haviam aderido ao cristianismo, Musumuso, o genro do cacique, matou Pedro Chanel a bordoadas de tacape. Era o dia 28 de abril de 1841.

Foi o fim da vida terrestre para o marista, entretanto a semente que plantara, Musumuso não poderia matar. Quando o missionário Pedro Chanel desembarcou na minúscula ilha de Futuna, um fragmento das ilhas Fiji entre o Equador e o Trópico de Capricórnio, não se pode dizer que o lugar fosse um paraíso.

A pequena ilha é dividida em duas por uma montanha central, e cada lado era habitado por uma tribo, que vivia em guerra permanente, uma contra a outra. Hoje o local é, sim, um paraíso para os milhares de turistas que a visitam anualmente e para a população, que é totalmente católica e vive na paz no Senhor.

E se hoje é assim, muito se deve à semente plantada pelo trabalho de Pedro Chanel, que por esse ideal deu seu testemunho de fé. O novo mártir cristão foi beatificado em 1889 e inscrito no Martirológio Romano em 1954, sendo declarado padroeiro da Oceania.

27 de abril de 2012

CONVITE



Tietê, 30 de abril de 2012.
 
Prezado colega, queridos familiares e amigos do Pe. Libardi

Paz e bem!

Convidamos você para celebrar o 1º ano da partida definitiva do Pe. Libardi deste mundo, ocorrida em 30 de maio de 2011, quando retornou à casa do Pai, a Quem ele sempre amou e fez muita gente também amá-LO.

É no dia 27 de maio, em Tietê, sua terra natal, onde foi ordenado padre e celebrou a primeira missa, onde iniciou seus trabalhos como formador tão bem sucedido a ponto de reter consigo (no coração, claro) os que saíram e os que saíram sem tê-lo como educador, tornando-se de todos  “Amigo pra sempre”.

PROGRAMAÇÃO

*Desde manhãzinha até 9 h estamos recebendo você com um café gostoso no Salão de Festas do Seminário Sta. Teresinha.

*A seguir, sessão de saudade em que vários amigos e parentes e confrades darão seus testemunhos ou por discursos ou por declamações, cantando, tocando...E todos receberão uma bela lembrança do evento.

*Às 11 h, caminhada até o cemitério municipal para 1 minuto de respeitoso silêncio e para depositar em seu jazigo uma coroa de flores.

Ao meio dia, almoço precedido de um alegre “Abajo,  Arriba...”, que era o que Ele gostava de fazer.

*Após, ainda um pouco de saudade, testemunhos

*Às 16 h, na igreja de Sta. Teresinha, santa missa dominical em louvor e agradecimento à Trindade Santa pelas graças que recebemos, em especial, de termos convivido, aprendido com ele e amado esse filho de Deus (como ele gostava de dizer!) , Pe. Hélio de Pessato Libardi, CSsR,  eterno amigo da UNIÃO DOS EX-SEMINARISTAS REDENTORISTAS –UNESER..

Nós o esperamos. VENHA!

p/ Coordenação da UNESER