CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

30 de setembro de 2014

Vivências - De Perto @ De Longe

Nº 1554 - 30/09/2014

6539. Evangelho de 3ª feira (30-09-2014) - S. Jerônimo - Jó 3, 1-3.11-17.20-23; Sl 87; Lc 9, 51-56 - Estava chegando o tempo de Jesus ser levado para o céu. Então ele tomou a firme decisão de partir para Jerusalém e enviou mensageiros à sua frente. Estes puseram-se a caminho e entraram num povoado de samaritanos, para preparar hospedagem para Jesus. Mas os samaritanos não o receberam, pois Jesus dava a impressão de que ia a Jerusalém. Vendo isso, os discípulos Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos descer fogo do céu para destruí-los?” Jesus, porém, voltou-se e repreendeu-os. E partiram para outro povoado.

Recadinho: - Ao evangelizar alguém, não corremos o risco de sermos insistentes demais perturbando em vez de demonstrar amor verdadeiro? - Respeito meu próximo e colaboro para que sejam todos respeitados? - Coloco o respeito mútuo acima de tudo? - Acha difícil ser fiel ao Evangelho? - Comente o dito popular: “Pegam-se mais moscas com uma gota de mel que com um barril de vinagre!”

6540. Movimento no Santuário Nacional de 22 a 28/setembro/2014 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 22 a 28/setembro/2014 circularam pelo Santuário 294.815 visitantes. No sábado, 27 de setembro, o Santuário recebeu 108.625 pessoas e, no domingo, 28 de setembro, o número foi de 143.998 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 42.192. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 69.769 visitantes no sábado, dia 04 de outubro/2014, e 15.246 no domingo, dia 05 de outubro.

6541. Madre Teresa foi a fundadora da primeira catedral da Albânia - A visita do Papa Francisco à Albânia em 21 de setembro de 2014 atraiu o olhar de muitos para a beata mais famosa do país, a Madre Teresa de Calcutá, que de fato nasceu na Albânia. Ela conseguiu fundar a primeira catedral de Tirana, capital do país, depois do comunismo. Tirana nunca tinha tido catedral e até 1992 não foi diocese, por isso se buscava um lugar para construir uma. O então Arcebispo de Tirana, Dom Rrok Kola Mirdita e Madre Teresa tinham visto um lugar perfeito, mas havia um inconveniente: pertencia ao governo! Depois de 50 anos de comunismo ferrenho, Pjetër Arbnori foi o primeiro presidente democrata da República e Madre Teresa foi visitá-lo. “Levava com ela umas plantas e, no lugar onde queriam que fosse a catedral, tinha colocado uma medalha da Virgem Milagrosa com celofane e apresentou assim ao presidente da república”, explicou Monsenhor Segundo Tejado Muñoz, subsecretário do Pontifício Conselho Cor Unum, que chegou a conhecer a religiosa. “Apontando com o dedo para a imagem de Maria lhe disse: “Eu quero este terreno para a Catedral de Tirana!” O presidente prometeu que ia se interessar pelo tema, mas a Madre Teresa, não contente com isso, rodeou o terreno com medalhinhas da Virgem. Sempre levava com ela uma bolsa de medalhas que dava de presente às pessoas. “Para que o diabo não nos roube o terreno. Quando chegar aqui ele escapará, porque estão as medalhinhas!”, disse. Ela conseguiu o terreno e a catedral de Tirana surgiu. Aquela planta do terreno foi colocada em um quadro, na catedral, e ainda tem a medalha de Madre Teresa. A construção da catedral foi terminada em 2001. O edifício é de aspecto moderno e possui um vitral representando S. João Paulo II e a Madre
Teresa de Calcutá. Foi dedicada a São Paulo que, conforme a Carta aos Romanos, evangelizou de Jerusalém até a Ilíria, região que hoje se chama Albânia. Em uma de suas viagens a Roma, São Paulo passou pela Via Inácia, que era a continuação da Via Áppia, que passava pela Albânia, vindo de Constantinopla. Era uma via comercial muito transitada por todo o comércio entre a Itália e o Oriente.

6542. Os impérios caem, as riquezas apodrecem, o abismo entre ricos e pobres aumenta! - “Os impérios caem, as riquezas apodrecem, o abismo entre ricos e pobres aumenta, os pobres lutam para ganhar o pão de cada dia, o mundo clama por mais amor, justiça e igualdade. O mundo, a sociedade está doente. O remédio está no coração de cada cidadão. Ninguém deve imitar Pilatos, lavando as mãos, se declarando inocente e sem compromisso. O momento clama pela solidariedade de todos, para que as obras sociais e de promoção humana, continuem fazendo o bem, para um mundo de paz e de fraternidade”. (Dom Anuar Battisti, arcebispo de Maringá (PR, setembro/2014)

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

29 de setembro de 2014

Vivências - De Perto @ De Longe

Nº 1553  -  29/09/2014

6536. Evangelho de 2ª feira (29-09-2014) - S. Miguel, S. Gabriel e S. Rafael Arcanjos - Dn 7, 9-10.13-14 (ou Ap 12, 7-12a); Sl 137; Jo 1, 47-51 - Jesus viu Natanael que vinha para ele e comentou: “Aí vem um israelita de verdade, um homem sem falsidade”. Natanael perguntou: “De onde me conheces?” Jesus respondeu: “Antes que Filipe te chamasse, enquanto estavas debaixo da figueira, eu te vi”. Natanael respondeu: “Rabi, tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel”. Jesus disse: “Tu crês porque te disse: Eu te vi debaixo da figueira? Coisas maiores que esta verás!” E Jesus continuou: “Em verdade, em verdade, eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.
 
Recadinho: - Jesus aponta para Natanael elogiando-o. - Você se preocupa em elogiar os que merecem elogio? - Nosso modo de agir e o mesmo quando estamos sendo observados e quando ninguém nos vê? - Corremos o risco de julgar uma pessoa apenas pela aparência? - Você realmente se conhece? - Sabe de suas limitações e da potência que tem em seu coração?
 
6537. Papa Francisco começar pelos últimos da Europa - No dia 21 de setembro de 2014, o Papa Francisco visitou a Albânia. Veja sua “política” de ação, em comentário de Monsenhor Tejado Muñoz, subsecretário do Pontifício Conselho Cor Unum: “Francisco escolheu a Albânia como o primeiro país da Europa a ser visitado por ele para sublinhar sua predileção pelos mais fracos. Pelo nível de importância estratégica, comercial e econômica, a Albânia é um dos países menos significantes. A lógica mundana sempre é seguir os poderosos, “os que podem dar algo em troca”... Mas para o Papa não! Ele começa pelos últimos, pelos pequeninos, por aquele que parece que não tem valor, pois o cristão não segue a outros por interesse ou por uma estratégia para conseguir algo. Esta é a visão que tem o Papa e que deve ter quem é cristão. É a mensagem do Evangelho: “Os últimos serão os primeiros, e os primeiros, os últimos!” (Mt 20, 16a)
 
6538. Por que Papa Francisco foi à Albânia - Francisco explicou os motivos de sua visita a Tirana em uma entrevista concedida aos jornalistas durante o voo papal de retorno a Roma da Coréia do Sul em meados de agosto/2014. “Por que vou à Albânia? … A presença do Papa é para dizer a todos os povos: “A colaboração é possível!” O motivo que o Papa deu é que ele ia recordar ao mundo, onde continua havendo ódio e desconfiança entre religiões, que a colaboração é possível e que, depois da guerra e da divisão, pode-se alcançar a paz e o equilíbrio. O Papa continuou explicando: “Se olharmos para a história da Albânia, do ponto de vista religioso, foi o único país comunista que acolheu o ateísmo prático em sua Constituição. Ir à Missa era anticonstitucional. E, além disso, dizia-me um dos ministros que naquele tempo foram destruídas - espero não me equivocar na cifra - 1.820 igrejas. Destruídas! Ortodoxas, católicas… Outras igrejas se converteram em cinemas, teatros, salões de baile… Senti que eu deveria ir: ficar perto, em um dia que se realiza… eu considero um verdadeiro apoio a esse nobre povo”, sublinhou o Papa. A Albânia pertenceu à União Soviética, e o comunismo, tal como foi interpretado por Lenin e seus sucessores no governo, requeria a abolição da religião. Neste sentido o governo soviético lançou uma profunda campanha para eliminar a religião da sociedade e perseguiu qualquer tipo de demonstração religiosa pública. Em 1945 na Albânia foram estabelecidas as leis pelas quais as instituições religiosas eram despojadas dos seus bens. No final da guerra, alguns líderes religiosos foram encarcerados ou executados por ser, supostamente, espiões que tinham trabalhado para os italianos, depois da ocupação de Mussolini. Estes líderes, em geral, passaram décadas na prisão e sofreram trabalhos forçados. Os albaneses “conseguiram formar um governo de unidade nacional formado por muçulmanos, ortodoxos e católicos, com um conselho inter-religioso que é muito positivo e equilibrado. E que funciona e estão bem integrados!” O Papa segue os passos de seu predecessor. S. João Paulo II, que também visitou a Albânia há 21 anos, para reconstituir a hierarquia eclesiástica e consagrar os quatro primeiros bispos depois da tortura e da perseguição a que foram submetidos os cristãos. Atualmente 30 por cento dos albaneses são cristãos e 62 por cento muçulmanos.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR
 

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado
29 − Segunda-feira - Arcanjos Miguel, Gabriel, Rafael

Evangelho (Jo 1,47-51)


"Em verdade, em verdade eu vos digo: Vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem." Jesus refere-se ao sonho de Jacó (Gn 28,12), que viu anjos subindo e descendo uma escada entre o céu e a terra. Como o patriarca, também os discípulos iriam poder ver a presença de Deus manifestar-se na vida de Jesus. Pela fé, também nós podemos ver essa presença de Deus na vida de Jesus e na sua ação continuada no mundo ao nosso redor, transformando e santificando nossa vida.

Oração

Senhor Jesus, sois para nós a revelação da presença e da ação da Trindade entre nós. A nós, que não vivemos em vosso tempo, ajudai-nos a ver como por vós o poder de Deus transforma-nos, e vai levando a humanidade pelo caminho do bem. Ajudai-nos a perceber a bondade e o poder do Pai também nos pequenos fatos da vida, para que vos possamos louvar continuamente. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia



ANAOR DIVINO DE PAULA TEIXEIRA
turma de 1970 de São Paulo
Comemorando 63 anos de idade

GERARDO ROBLES GARCIA
turma de 1947 de Santana de Parnaiba - SP
Festejando 68 anos de idade

MÁRCIO JOSÉ DO NASCIMENTO
turma de 2003 de Aparecida - SP
Festejando 32 anos de idade

PEDRO DONISETE DE SOUZA
turma de 1970 de Patos de Minas - MG
Comemorando 59 anos de idade

MIGUEL RIBEIRO NETO
turma de 1972 de São José dos Campos - SP
Festejando 55 anos de idade

PADRE SEBASTIÃO MARQUES DA SILVA
Comunidade Missionária de Tietê - SP
Festejando 59 anos de idade


28 de setembro de 2014

Seguem PPS e Vídeo do 26º Domingo do Tempo Comum‏

 
 
 
Um diz vou e não vai!
Outro, não vou, mas foi! Com a parábola, a intenção de Jesus é alertar seus ouvintes sobre uma realidade: mesmo nós, ao longo da vida, corremos o risco de assumir compromissos e não os cumprir!

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado
28 – 26° Domingo Comum Santos: Venceslau, Lourenço Ruiz, Eustóquia
 
Evangelho (Mt 21,28-32) “Um homem tinha dois filhos. Disse a um: − Filho, vai trabalhar na vinha! Ele respondeu: − Não quero. Mas depois mudou de ideia e foi.”
 
Estamos acostumados a ouvir que os fariseus, sacerdotes e escribas julgavam-se os puros, justos e santos. E pior, consideravam todos os outros como pecadores. Ao que parece assim era com um bom número deles. Mas, e nós? Eu pelo menos tenho de reconhecer que muitas vezes penso e ajo como eles. Fecho os olhos e vejo como avalio certas pessoas: não católicos, assaltantes, drogados, prostitutas, homossexuais... precisa continuar a lista? Como os julgo? Sou irmão para eles, acredito que talvez não tenham tanta culpa, e que ainda podem voltar ao bom caminho? Tenho de acreditar que Deus está trabalhando no coração de cada um deles, com toda a paciência e um imenso amor. Se Deus não desanima, porque irei considerá-los perdidos?
 
Oração
Senhor, de fato, muitas vezes tenho sido como esse segundo irmão aparentemente certinho, cheio de bons propósitos mas sem muita vida. Antes de mais nada, tenho é de pedir perdão. Com vossa graça quero ter mais coerência em meu jeito de viver, pondo em prática o que digo aceitar como evangelho. E depois, ainda devo pedir perdão para meu modo de julgar o próximo, não acreditando em sua boa vontade, sem levar em conta as desculpas que pode ter. Aumentai minha fé no poder transformador de vossa graça, capaz de vencer ainda que seja no último instante. Dai a esses irmãos e irmãs infelizes as oportunidades de que precisam, ponde muita gente boa em seu caminho, enchei seu coração com vosso Espírito, para que encontrem felicidade e paz. Amém.
Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia



AFONSO CARVALHO DE SOUZA
turma de 1971 de Aparecida - SP
Festejando 60 anos de idade

LUIZ TOLOSA SANTOS
de São Paulo - SP

PLÁCIDO R. MIQUELIN
turma de 1962 de Sorocaba - SP
Festejando 62 anos de idade

PADRE ANCELMO ALENCAR GOMES
Comunidade de São João da Boa Vista
Comemorando 45 anos de idade

PADRE ANTÔNIO CARLOS VANIN BARREIRO
Comunidade do Potim
Festejando 39 anos de sacerdócio

27 de setembro de 2014

Vivências - De Perto @ De Longe

Nº 1551  -  27/09/2014

6529. Evangelho de sábado (27-09-2014) - S. Vicente de Paulo - Ecl 11, 9 - 12, 8; Sl 89; Lc 9, 43b-45 - Todos estavam admirados com todas as coisas que Jesus fazia. Então Jesus disse a seus discípulos: “Prestai em atenção s palavras que vou dizer: O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens”. Mas os discípulos não compreendiam o que Jesus dizia. O sentido lhes ficava escondido, de modo que não podiam entender; e eles tinham medo de fazer perguntas sobre o assunto.
 
Recadinho: - Os discípulos corriam o risco de se entusiasmarem demais pelos milagres que presenciavam. - Nós também corremos o risco do apego a coisas exteriores apenas? - Jesus realizava prodígios. Mas seu fim era a Cruz! - Não pode ocorrer o mesmo em nossa vida? - E então, não corremos o risco do orgulho e da prepotência? - Às vezes nos sentimos fracos diante das cruzes da vida. Lembramo-nos nestas ocasiões de pedir a Deus que aumente nossa fé? - Somos constantes no pedir as luzes do Espírito Santo?
 
6530. XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar - De 26 a 28 de setembro de 2014, a cidade de São Luís, no Estado do Maranhão, é sede do XIV Congresso Nacional da Pastoral Familiar, com o tema “Família, Transmissora da Fé”. O Congresso é direcionado a religiosos, coordenadores, agentes de pastoral e assessores para um grande momento de comunhão e reflexão da temática proposta. Comprometida com o resgate dos valores familiares, a Pastoral propôs também a reflexão sobre o lema “Anunciai a Fé com Ousadia e Coragem” (Atos 4, 29), buscando luzes para a Família ter a missão de confessar, celebrar e testemunhar a Fé, como nos indica a carta de Bento XVI intitulada “ Porta da Fé” n . O desejo dos organizadores é que “as famílias encontrem luzes que iluminem o entrelaçamento entre a experiência familiar e a relação do casal”. E que “através da evangelização, homem e mulher transmitam os valores da fé e da vivência cristã. Assim, a Pastoral Familiar, com intensidade e vigor, terá a capacidade de orientar a família a “construir sociedades com um rosto mais humano”. Através de palestras, mesas redondas, painéis e testemunhos, a Pastoral Familiar quer renovar nos agentes da Pastoral os conteúdos da fé professada, para que o próprio ato que se crê seja compromisso para o anúncio profético do Evangelho e também despertar nos agentes a importância do matrimônio como sacramento na construção da família cristã.
 
6531. Mar Mediterrâneo: uma crise humanitária sem precedentes -  De 13 a 15 de setembro de 2014, mais de 800 pessoas morreram ou desapareceram no Mar Mediterrâneo, em vários acidentes com embarcações que tentavam levar imigrantes à Europa. Só no fim de semana, foram registrados cinco naufrágios, com um balanço de vítimas variando de 589 a 639. Os números não são exatos devido aos que estão desaparecidos. Na noite do dia 14 de setembro de 2014, um naufrágio ocorrido próximo à costa da Líbia, com um barco que levava 250 imigrantes, deixou dezenas de mortos e desaparecidos; 36 pessoas foram resgatadas com vida. Uma semana antes, outro acidente deixou 500 desaparecidos perto da ilha de Malta. De acordo com representantes da Organização Internacional para as Migrações, o naufrágio foi provocado intencionalmente por traficantes. Segundo dois sobreviventes, os traficantes usaram outra embarcação para provocar o naufrágio. As testemunhas são dois cidadãos palestinos que tinham fugido para o Egito no início de setembro de 2014.
 
6532. Maria Voce reeleita presidente do Movimento Focolares - No dia 12 de setembro de 2014, a italiana Maria Voce foi reeleita presidente do Movimento dos Focolares, função que já vinha desempenhando desde julho de 2008, quando foi escolhida como sucessora da fundadora Chiara Lubich. Os Focolares nasceram há cerca de 70 anos em Trento (norte da Itália), durante a Segunda Guerra Mundial. Então com pouco mais de 20 anos, Chiara Lubich e suas companheiras decidiram consagrar suas vidas à vivência do Evangelho e deram início a um movimento de difusão do amor ao próximo como ideal de vida que se espalhou por todo o mundo e conquistou adeptos inclusive fora do catolicismo. A reeleição se deu no quarto escrutínio, durante a Assembleia Internacional dos Focolares, composta por cerca de 500 pessoas dos cinco continentes e representativa da diversidade de vocações (leigos, consagrados, famílias, religiosos, padres, freiras) e gerações (crianças, jovens e adultos) que compõem o Movimento. Também participaram como convidados focolarinos de igrejas cristãs não- católicas, fiéis de grandes religiões não-cristãs e pessoas de convicções não-religiosas.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia


A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado



27 − Sábado – Santos: Vicente de Paulo, Fidêncio, Florentino
 
Evangelho (Lc 9,43b-45) “Todos admiravam as coisas que Jesus fazia. Então Jesus disse a seus discípulos: − O Filho do Homem vai ser entregue nas mãos dos homens.”
 
Jesus era muito bem aceito pelo povo, que se entusiasmava com sua doutrina que abria novos caminhos para ele. As autoridades, porém, políticas e religiosas, viam em sua pregação ameaça contra tudo que defendiam. Jesus sabia como essa divergência iria terminar. Preveniu os discípulos várias vezes, mas eles, cheios de medo, não queriam pensar nem acreditar nessa possibilidade.
Oração
Senhor, há coisas que eu também nem gosto de imaginar. Até certo ponto é bom, senão eu poderia desanimar antes da hora. Confio em vós, e tenho certeza que, quando chegar a hora, ouvireis minha oração e me dareis a ajuda necessária. Desde agora, porém, aumentai meu amor, minha fé e minha coragem; assim me preparareis aos poucos para o futuro. Confio em vós. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br
 

Aniversariante do dia




JAELSON APARECIDO DA SILVA
Turma de 2001 de Cambuí - MG
Festejando 31 anos de idade

26 de setembro de 2014

Beato Gaspar Stanggassinger, CSsR




"Os santos têm intuições especiais - escreveu Pe. Stanggassinger - O que é importante para mim, que não sou santo, são as simples verdades eternas: a encarnação, a redenção e a Santíssima Eucaristia".

Gaspar Stanggassinger, nascido em 1871 em Berchtersgaden, sul da Alemanha, era o segundo de 16 irmãos. Seu pai, homem respeitado por todos, era fazendeiro e explorava uma pedreira.

Desde a adolescência sentiu um crescente desejo de ser sacerdote. Em seus primeiros anos Gaspar brincava de padre "pregando" breves sermões a seus irmãos e irmãs, os quais ele costumava levar em procissão a uma capela entre as montanhas perto da sua casa.

Aos 10 anos foi para Freising a fim de continuar os estudos. Achou bastante difíceis os estudos. Seu pai lhe disse que, se não passasse nos exames, teria de deixar a escola. Com uma vontade forte, notável dedicação e fidelidade à oração, fez constantes progressos. Nos anos seguintes, durante as férias, começou a reunir ao seu redor grupos de garotos para formá-los na vida cristã, criar uma comunidade entre eles e organizar o seu tempo livre. Todo dia o grupo ia à missa, passeava ou fazia uma romaria. Era admirável a dedicação de Gaspar para com eles e chegou a ponto de arriscar sua vida para salvar um garoto em perigo na subida de uma montanha.

Gaspar entrou no seminário de Munique e Freising em 1890 para começar o estudo da teologia. Para melhor discernir a vontade de Deus, seguiu voluntariamente um rigoroso programa de oração. Sem tardar teve a certeza de que o Senhor estava chamando-o para a vida religiosa. Com efeito, após uma visita aos Redentoristas, teve a inspiração de seguir sua vocação missionária. Não obstante a oposição do pai, entrou para o noviciado redentorista de Gars em 1892 e foi ordenado sacerdote em Regensburg em 1895. Gaspar Stanggassinger entrou na Congregação do Santíssimo Redentor com a intenção de ser missionário. No entanto, foi nomeado pelos superiores para formar os futuros missionários como vice-diretor do seminário menor de Durrnberg, perto de Hallein. Dedicou-se totalmente a esta responsabilidade.

Como religioso, fez voto de obediência e viveu-o com transparência e de modo consistente.

Toda semana passava 28 horas ensinando nas salas de aula e era sempre acessível aos rapazes. Aos domingos nunca deixou de prestar serviços nas igrejas das aldeias vizinhas, sobretudo na pregação. Mesmo com tanta carga de trabalho, era sempre paciente e compreensivo com as necessidades dos outros, particularmente dos estudantes, que viam nele mais um amigo que um superior. Embora as regras da formação naquele tempo fossem muito rigorosas, Gaspar nunca agiu rispidamente, e cada vez que ele tinha a impressão de ter sido injusto com alguém, pedia desculpas sem demora e humildemente.

Profundamente devoto de Jesus na Eucaristia, convidava os rapazes e os fiéis aos quais pregava a recorrer ao Santíssimo Sacramento nas horas de necessidade e ansiedade. Exortava-os a ir até Jesus para adorá-lo e falar-lhe como a um amigo. Suas pregações eram contínuos apelos aos fiéis para levar a sério a vida cristã, crescendo na fé por meio da oração e da conversão contínua. Seu estilo era direto e cativante, sem ameaças de castigos como era comum nos sermões da época.

Em 1899 os Redentoristas abriram um novo seminário em Gars. Pe Stanggassinger foi transferido para lá como diretor. Tinha 28 anos de idade. Apenas teve tempo de pregar um retiro para os estudantes e de participar da abertura do ano letivo.

No dia 26 de setembro terminou sua jornada terrestre, vítima de peritonite.

A causa da beatificação começou em 1935, com a trasladação do corpo para a capela lateral da igreja de Gars.

No dia 24 de abril de 1988 foi proclamado bem-aventurado pelo Santo Padre, o Papa João Paulo II.

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1550  -  26/09/2014

6523. Evangelho de 6ª feira (26-09-2014) - Ss. Cosme e Damião - Ecl 3, 1-11; Sl 143; Lc 9, 18-22 - Jesus estava rezando num lugar retirado, e os discípulos estavam com ele. Então Jesus perguntou-lhes: “Quem diz o povo que eu sou?” Eles responderam: “Uns dizem que és João Batista; outros, que és Elias; mas outros acham que és algum dos antigos profetas que ressuscitou”. mas Jesus perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “ Cristo de Deus”. Mas Jesus proibiu-lhes severamente que contassem isso a alguém. E acrescentou: “ O Filho do Homem deve sofrer muito, ser rejeitado pelos anciãos, pelos sumos sacerdotes e doutores da Lei, deve ser morto e ressuscitar no terceiro dia”.
 
Recadinho: - Uma pergunta bem ampla: - Quem é Jesus para você? - Para você Jesus é sempre o mesmo ou varia conforme as circunstâncias que povoam seu coração? - Comente a afirmação: “alguém pode estar na prisão e ser livre!” - Comente ainda: “Você pode estar doente, mas sadio de coração!” - Você se dá conta de que nem as alegrias nem as tristezas perduram para sempre em nós?
 
6524. Beato Gaspar Stanggassinger - Este beato, redentorista alemão, que celebramos no dia 26 de setembro, nasceu em 1871, em Berchtyesgade, no sul da Alemanha, e faleceu no dia 26 de setembro de 1899. Era o segundo, entre 12 irmãos. Seu pai, respeitado por todos, era camponês e possuía uma pedreira. Desde menino, Gaspar desejava ser padre. Gostava de brincar de ser padre. Pregava curtos sermões a seus irmãos. Levava-os em procissão para uma capela na montanha, não muito distante de sua casa. Aos 10 anos foi para Freising continuar os seus estudos que achava particularmente difíceis. Mas seu pai o tinha advertido que, se não passasse nos exames, deveria abandonar a escola. Com grande aplicação e fidelidade na oração, fez constantes progressos.
 
6525. Stanggassinger 02 - Em meio aos jovens - Nas férias, Gaspar juntava-se a grupos de jovens. Afervorava-os na vida cristã, animava-os a formar um grupo e os ajudava a organizar seu tempo livre. Como grupo, diariamente eles participavam da missa e de vez em quando participavam de viagens ou peregrinações. Gaspar dedicava-se muito a seus amigos jovens. Numa ocasião correu risco de perder a vida para salvar um companheiro durante uma escalada na montanha.
 
6526. Stanggassinger 03 - Redentorista - Gaspar entrou para o seminário diocesano de Munique de Frisinga em 1890, para começar os estudos de teologia. Ali entregou-se a um rigoroso programa de oração. Sentiu que o Senhor o chamava a viver sua vocação como religioso. Depois de uma visita aos redentoristas, quis ser missionário como eles. Apesar da oposição de seu pai, entrou para o noviciado redentorista em Gars, na Alemanha, em 1892, e foi ordenado sacerdote em Regensbourg em 1895.
 
6527. Stanggassinger 04 - Formador - Gaspar queria ser missionário, mas os superiores o destinaram à formação de futuros missionários. Dedicou-se plenamente ao que lhe tinha sido recomendado. Dava suas aulas e estava sempre disponível para a mocidade. Nos domingos ajudava nas igrejas das cidades vizinhas. Em 1899, os redentoristas abriram um seminário em Gars. P. Gaspar foi nomeado seu Diretor. Estava com 28 anos. Teve apenas o tempo de pregar um retiro para os estudantes. Faleceu de peritonite no dia 26 de setembro/1899. Foi proclamado Beato por S. João Paulo II, em 24/abril/1988.
 
6528. Stanggassinger 05 - Sua humanidade - Apesar dos trabalhos, estava sempre disponível para ajudar os outros, principalmente os estudantes que viam nele mais um amigo que um superior. Embora o regulamento de formação fosse muito rigoroso, Gaspar nunca se comportou com dureza. Tinha sempre o sentimento de ter às vezes ofendido alguém e por isso se desculpava com humildade. "Os santos têm intuições especiais”, escrevia Stanggassinger, completando: “Mas o que é importante para mim, que não sou um santo, são simplesmente as verdades eternas: A Encarnação, a Redenção e a Santíssima Eucaristia”. Profundamente devoto da Eucaristia, nas pregações convidava o povo e, em especial a juventude, a recorrerem a Jesus Eucarístico nos momentos de necessidade ou de dúvida. Animava-os a irem até Cristo falar com Ele como a um amigo. Seu estilo era direto e convincente, sem ameaças de castigos, indo assim contra o que era habitual nas pregações de seu tempo.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia

A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado
26 − Sexta-feira - Santos: Cosme, Damião, Elzeário



Evangelho (Lc 9,18-22) "Jesus perguntou: − E vós, quem dizeis que eu sou? Pedro respondeu: − O Cristo de Deus."


Sou capaz de dizer muita coisa sobre Jesus: Homem e Filho de Deus, Cristo Salvador, e muito mais. Essa, porém, não é uma resposta suficiente para a pergunta que Jesus me faz. Ele não me pergunta por minhas ideias sobre ele. Quer saber o que de fato ele representa em minha vida, em meus compromissos e preferências. Minha resposta não será por palavras, mas por minha vida.
 Oração

Senhor Jesus, tenho de reconhecer que não tenho sido sempre coerente com minha fé, nem sempre vos tenho dado preferência, nem posso dizer que sempre sois tudo em minha vida. Perdoai-me. Preciso e quero mudar meu jeito de viver. Quero colocar-vos em primeiro lugar em minha vida, antes de tudo e de todos. Tomai conta de meu coração, e então poderei dar a resposta certa. Amém.

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia

 
 
 
 
ALEXANDRE JOÃO FONSECA
 
 
ERNESTO GARCIA NEVES JÚNIOR
 
 


25 de setembro de 2014

O encontro pessoal com Cristo

Redação A12, 15 de Setembro de 2014 às 08h37

Buscando renovar as motivações verdadeiras, que nos levam a anunciar o Evangelho de Cristo, o Papa Francisco faz questão de dizer, com muita clareza, que só seremos verdadeiros anunciadores de Jesus, se experimentamos o seu amor, cada qual em sua vida.
encontroPois só podemos transmitir o amor de Cristo, se nós o vivemos pessoalmente. E se por acaso sentimos que nossas motivações têm outra fonte, se faz urgente procurar de novo a força do amor de Cristo.
Diz o Papa textualmente: “Se não sentimos o desejo intenso de comunicar Jesus, precisamos nos deter em oração, para lhe pedir que volte a cativar-nos. Precisamos implorar a cada dia a sua graça, para que abra nosso coração frio e sacuda nossa vida tíbia e superficial”.
E acrescenta: “é urgente recuperar um espírito contemplativo que nos permita, cada dia, sermos depositários de um bem que nos humaniza, que nos ajuda a levar uma vida nova”
Para cumprir a missão, que o próprio Cristo nos confiou, é indispensável termos presente o que ele é e o que ele fez.
Diz o texto da Evangelii Gaudium: “Toda a vida de Jesus, a sua forma de tratar os pobres, os seus gestos, a sua coerência, a sua generosidade simples e cotidiana, e finalmente a sua total dedicação, tudo é precioso e fala à nossa vida pessoal”.
Jesus é o nosso Mestre, que nos escolheu, nos chamou, e nos sustenta com o seu amor.
Descobrir isto é o início, o meio e o fim, de nossa missão de evangelizadores. Como São Paulo, somos chamados a dar-nos conta que é Jesus que nos envolve em seu mistério de amor, e nos torna portadores de sua força.
Fonte: Diocese de Jales.

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1549  -  25/09/2014 

6517. Evangelho de 5ª feira (25-09-2014) - Ecl 1, 2-11; Sl 89; Lc 9, 7-9 - O tetrarca Herodes ouviu falar de tudo o que estava acontecendo, e ficou perplexo, porque alguns diziam que João Batista tinha ressuscitado dos mortos. Outros diziam que Elias tinha aparecido; outros ainda, que um dos antigos profetas tinha ressuscitado. Então Herodes disse: “Eu mandei degolar João. Quem é esse homem, sobre quem ouço falar essas coisas?” E procurava ver Jesus.
 
Recadinho: - O povo queria conhecer Jesus, aproximar-se dele. Será que em nossa vida se dá o mesmo? - Procuramos vê-lo onde realmente se encontra? - Até Herodes acabou se interessando em ver Jesus. - Onde e em que circunstâncias podemos ver Jesus? - Por que Herodes queria ver Jesus? - Falar mal destrói; falar bem constrói! - Qual é nossa opção na vida?
 
6518. Imagem Peregrina retorna a Roraima - Como tivemos oportunidade de dizer em outras ocasiões, já de longa tradição os Missionários Redentoristas que trabalham no Santuário Nacional de Aparecida (SP) oferecem a possibilidade de, em certas ocasiões especiais, poderem levar uma cópia fac-simile da Imagem de Nossa Senhora Aparecida a Comunidades. E para isso as distâncias nunca representam impedimento! A presença especial da Imagem de Nossa Senhora é sempre acompanhada de graças. Ela levou bênçãos a João Batista, antes do menino nascer. Ao declarar-se serva do Senhor, Maria concebe Jesus e, como sinal de seu serviço, dirige-se apressadamente à casa de Zacarias, ao encontro de Isabel. Assim, no símbolo de uma Imagem Peregrina, ela se dirige a muitas de nossas Comunidades.
 
6519. Imagem Peregrina retornou a Roraima - De hoje, 25 de setembro, até 12 de outubro/2014, a Imagem Peregrina de N. Sra. Aparecida estará visitando algumas paróquias e Comunidades da Capital e algumas cidades do Estado de Roraima. A população da Capital, Boa Vista (RR), é de 316.000 habitantes, o que significa 63% da população do Estado; 66% da população é católica. As outras cidades têm uma média de vinte mil habitantes. A Peregrinação tem início na tarde de hoje, partindo da Capela de Nossa Senhora Aparecida, da cidade de Boa Vista (RR), que pertence à paróquia S. Francisco das Chagas. O Estado de Roraima forma uma única diocese e seu bispo é Dom Roque Paloschi.
 
6520. Nossa Senhora não chegou “de mãos vazias!” - Nossa Senhora nos visita sempre. Para nós, seu nome é “Aparecida”. E não vem de mãos vazias. E não chega hoje a Roraima “de mãos vazias!” Ela leva presentes, como na visita à sua prima Isabel, santificando João Batista; como no casamento de Caná, conseguindo um milagre de Jesus, que transformou a água em vinho. Maria, pelas mãos do Missionário Redentorista P. Geraldo Rodrigues (editor de nossos boletins diários “Vivências”), já se encontra em Boa Vista (RR), levando a grande mensagem de que, nas horas difíceis da travessia do mar da vida, podemos contar com sua proteção. É necessário abastecer-se de coragem, protegidos pela Mãe. Ela, em sua Imagenzinha querida de Aparecida, está com nossos irmãos que, embora tão distantes, amam, têm tanto carinho para com nossa Padroeira. Unamo-nos em prece, em ação de graças pelas maravilhas que Deus, bondade e misericórdia, realiza em nós. Ela nos incentiva na caminhada!
 
6521. Boa Vista Capital de Roraima - Boa Vista, cidade quase que totalmente plana e muito bem arborizada, é a capital do Estado de Roraima e também o município mais populoso do Estado, à margem direita do rio Branco. É a única capital de Estado que se localiza totalmente ao norte da linha do Equador e a mais distante de Brasília e, evidentemente, da cidade de São Paulo (SP). Boa Vista, planejada entre 1944-46, é em formato de um leque e possui avenidas extremamente largas. Suas avenidas principais convergem para a Praça do Centro Cívico, centro administrativo da cidade e ali está também a catedral, dedicada a Cristo Redentor, que também acolherá a Imagem Peregrina.
 
6522. Visitando parte do Estado de Roraima - Nesta peregrinação a Comunidades e municípios mais próximos da Capital do Estado, a Imagem de Nossa Senhora Aparecida nos próximos dias estará visitando três Áreas Missionárias (Área do Cantá, Santa Rosa de Lima e São Raimundo Nonato) e visitará os municípios de Bonfim, Normandia (a maior cidade, depois da capital, com 37.000 habitantes), Mucajaí, Iracema, Caracaraí, Diaconia, Caranã, e as paróquias da Catedral e Paróquia Nossa Senhora da Consolata, em Boa Vista (RR).
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Aniversariantes do dia





GERVÁSIO MARTINS CARVALHO
Turma de 1975 de São José do Rio PretoFestejando 59 anos de idade

24 de setembro de 2014

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1548  - 24/09/2014

6512. Evangelho de 4ª feira (24-09-2014) - Pr 30, 5-9; Sl 118; Lc 9, 1-6 - Jesus convocou os Doze, deu- lhes poder e autoridade sobre todos os demônios e para curar doenças, e enviou-os a proclamar o Reino de Deus e a curar os enfermos. E disse-lhes: “Não leveis nada para o caminho: nem cajado nem sacola nem pão nem dinheiro nem mesmo duas túnicas. Em qualquer casa onde entrardes, ficai aí; e daí é que partireis de novo. Todos aqueles que não vos acolherem, ao sairdes daquela cidade, sacudi a poeira dos vossos pés, como protesto contra eles”. Os discípulos partiram e percorriam os povoados, anunciando a Boa Nova e fazendo curas em todos os lugares.
 
Recadinho: - Jesus pede o desprendimento das coisas deste mundo e a confiança nele. Consegue notar este tipo de desprendimento? - Em outra passagem vemos o caso do jovem rico que não conseguiu aceitar o convite para uma vida de maior desprendimento. Não é indispensável a renúncia a tudo. Mas também a que leva o apego exagerado às coisas deste mundo? - Os que se dedicam à missão confiam realmente na Providência Divina? - Nossa comunidade é generosa e disponível para com quem se dedica ao anúncio do Evangelho? - Atualmente é muito comum instituir o dízimo em nossas comunidades. Funciona?
 
6513. Movimento no Santuário Nacional de 15 a 21/setembro/2014 - Conforme dados estatísticos fornecidos pelo Santuário Nacional de Aparecida, durante toda a semana de 15 a 21/setembro/2014 circularam pelo Santuário 332.015 visitantes. No sábado, 20 de setembro, o Santuário recebeu 108.674 pessoas e, no domingo, 21 de setembro, o número foi de 180.571 peregrinos. De segunda a sexta-feira, o número de visitantes foi de 42.770. A previsão para o próximo fim de semana é a cidade receber 95.683 visitantes no sábado, dia 27 de setembro/2014, e 160.182 no domingo, dia 28 de setembro.
 
6514. Revista de Aparecida - Setembro/2014 - Com 58 páginas, edição de 813.000 exemplares, trouxe uma página de encarte, carta do cardeal arcebispo com o título: “O nascimento de Maria, portador de alegria e paz!”  tema de capa foi “A Mãe faz a diferença”, ligado à matéria que segue, referindo-se à Novena e festa da Padroeira deste ano: “Com a Mãe Aparecida, somos solidários na dor!” Seguem as matérias: “Não nos deixeis cair em tentação”; “Apóstolo Tiago Menor”. “A Mãe Aparecida faz a diferença”, fala dos 63 anos da Rádio Aparecida, dos 9 anos da TV e dos 4 anos do Portal A12. Seguem: “Lições de vida para o jovem seguidor de Jesus!”; “Brasil independente, ainda um desafio”; “Como falar de sexo com os filhos”; “Amor ou ilusão?”, sobre o relacionamento entre pessoas; “Participar da Eucaristia, jamais usá-la”; “Nossa Senhora Aparecida, a catequista do povo brasileiro (2)”; “A família em foco...”. “Viver o inesperado”, sobre Maria, que teve uma vida cheia de surpresas. Há ainda espaço do leitor, testemunhos de devotos, espaço vocacional, uma página sobre o P. Vítor Coelho de Almeida, fato missionário pitoresco, terço dos homens, álbum de família, casais em destaque, representantes da Campanha dos Devotos, histórias de fé, receita culinária, devotos falecidos, encerrando com reflexão diária do Evangelho do mês.
 
6515. Revista Devotos Mirins - Setembro/2014 - Com 30 páginas em formato gibi e edição de 100.000 exemplares, é também da Campanha dos Devotos, do Santuário Nacional. Para o público infantil, apresenta como tema de capa e história em quadrinhos com oito páginas sobre: “Mágica ou milagre?” Outra história fala de dar “Tempo para Jesus” Seguem: oração, jogo de erros, caça-palavras, catequese sobre os meios de comunicação na Igreja, correio do Tijolinho, espaço para desenhar, cartinhas, desenho para colorir, 4 páginas de atividades divertidas e instrutivas, testes e fotos de crianças.
 
6516. Papa repetiu tradição na Basílica de Santa Maria Maior - No dia 18 de setembro de 2014, o Papa Francisco esteve na Basílica de Santa Maria Maior, onde implorou a proteção de Nossa Senhora para sua visita pastoral à Albânia. Rezou durante meia hora diante do ícone mais venerado em Roma, o de Nossa Senhora, “Protetora do Povo Romano” “Salus Populi Romani”. Este nome foi dado no século XIX ao ícone bizantino de Nossa Senhora com o Menino Jesus, que procede dos primeiros cristãos. Está na Basílica Santa Maria Maior em Roma. Esta tem sido uma das devoções favoritas de vários Papas. Francisco repete este gesto sempre que viaja: ali rezou e depositou flores. Já o fez quando foi ao Rio de Janeiro, em julho de 2013; à Terra Santa, em maio de 2014 e, em agosto de 2014, por ocasião da visita à Coreia do Sul.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

23 de setembro de 2014

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1547  -  23/09/2014

6507. Evangelho de 3ª feira (23-09-2014) - S. Pio de Pietrelcina - Pr 21, 1-6.10-13; Sl 118; Lc 8, 19-21 - A mãe e os irmãos de Jesus aproximaram-se, mas não podiam chegar perto dele, por causa da multidão. Então anunciaram a Jesus: “Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem te ver”. Jesus respondeu: “Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a poem em prática”.
 
Recadinho: - Você procura colocar em prática os ensinamentos de Jesus para assim fazer parte de sua família? - Lembra-se de que, como irmãos, temos os mesmos deveres, os mesmos direitos e os mesmos bens? - É fácil desejar ao próximo tudo aquilo que desejamos a nós mesmos? - Colocar os ensinamentos de Jesus em prática consiste em amar a Deus acima de tudo e ao próximo como a nós mesmos. Comente isso.
 
6508. A guerra é louca! - "Enquanto Deus cuida da sua criação e nós, os homens, somos chamados a colaborar na sua obra, a guerra destrói; destrói até mesmo o que Deus criou de mais belo: o ser humano. A guerra transtorna tudo, incluindo a ligação entre irmãos. A guerra é louca, propõe a destruição como plano de desenvolvimento: Querer desenvolver-se através da destruição!" (Papa Francisco, 14 de setembro de 2014, em peregrinação a Redipúglia, região de Friuli-Veneza Júlia, Itália, para lembrar as vítimas da I Guerra Mundial)
 
6509. A mim, que me importa?!- “ganância, a intolerância e a ambição do poder são motivos que impelem à opção bélica. Esses motivos são muitas vezes justificados por uma ideologia; mas, antes dessa, existe a paixão, o impulso desordenado. A ideologia é uma justificação e, mesmo quando não há uma ideologia, pensa-se: “A mim, que me importa”. “ A mim, que me importa”. Esta foi a resposta de Caim: “Sou, porventura, guarda do meu irmão” A guerra não respeita ninguém: nem idosos, nem crianças, nem mães, nem pais. “A mim, que me importa” por cima da entrada deste cemitério, campeia irônico o lema da guerra: “A mim, que me importa” todas as pessoas, cujos restos repousam aqui, tinham seus projetos, seus sonhos, mas as suas vidas foram ceifadas. A humanidade disse: “A mim, que me importa” (Papa Francisco, 14 de setembro de 2014, em peregrinação a Redipúglia, região de Friuli- Veneza Júlia, Itália, para lembrar as vítimas da I Guerra Mundial)
 
6510. Sou, porventura, guarda do meu irmão? - “Mesmo hoje, depois do segundo falimento de outra guerra mundial, talvez se possa falar de uma terceira guerra combatida “por pedaços” com crimes, massacres, destruições. para serem honestos, os jornais deveriam ter como título da primeira página: “A mim, que me importa” Caim diria: “Sou, porventura, guarda do meu irmão” Essa atitude é, exatamente, o contrário daquilo que Jesus nos pede no Evangelho: Ele está no menor dos irmãos; Ele, o Rei, o Juiz do mundo, é o faminto, o sedento, o estrangeiro, o doente, o encarcerado. Quem cuida do irmão, entra na alegria do Senhor; quem, pelo contrário, não o faz, quem diz, com as suas omissões, “a mim, que me importa”, fica fora”. (Papa Francisco, 14 de setembro de 2014, em peregrinação a Redipúglia, região de Friuli-Veneza Júlia, Itália, para lembrar as vítimas da I Guerra Mundial)
 
6511. A humanidade precisa chorar! - “Há tantas vítimas, pranto, tristeza e dor gerados por todas as guerras. Como é possível isso? É possível, porque ainda hoje, nos bastidores, existem interesses, planos geopolíticos, avidez de dinheiro e poder; e há a indústria das armas, que parece ser tão importante! E estes planificadores do terror, estes organizadores do conflito, bem como os fabricantes das armas escreveram no coração: “A mim, que me importa”  próprio dos sábios reconhecer os erros, provar tristeza por eles, arrepender-se, pedir perdão e chorar. Com essa disposição “a mim, que me importa” que têm no coração, os negociantes da guerra talvez ganhem muito, mas o seu coração corrupto perdeu a capacidade de chorar. Aquele “a mim, que me importa” impede de chorar. Caim não chorou. Hoje a sombra de Caim estende-se sobre nós aqui, neste cemitério. Vê-se aqui! Vê-se na história que vem de 1914 até aos dias de hoje; e vê-se também em nossos dias. Com coração de filho, de irmão, de pai, peço a todos e para todos nós a conversão do coração: passar daquele “a mim, que me importa” para o pranto. Por todos os mortos daquele “inútil massacre”, por todas as vítimas da loucura da guerra de todos os tempos, a humanidade precisa chorar; e esta é a hora do pranto”. (Papa Francisco, 14 de setembro de 2014, em peregrinação a Redipúglia, região de Friuli-Veneza Júlia, Itália, para lembrar as vítimas da I Guerra Mundial)

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia


A reflexão seguinte supõe que você
antes leu o texto evangélico indicado

 

23 − Terça-feira - Santos: Pio de Pietrelcina, Lino

Evangelho (Lc 8,19-21)


"Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus, e a põem em prática."

Não tenho dúvida que logo depois Jesus acolheu alegremente Maria, sua mãe, e seus parentes. Eram todos muito importantes para ele, e ele os amava. Justamente por isso podia elogiar os que vivem as propostas de Deus dizendo que são para ele como mãe e irmãos. Aceitando e vivendo a palavra de Deus, tornamo-nos filhos, e somos acolhidos na grande família de Jesus e de Maria sua mãe.

Oração

Senhor Jesus, procuro seguir a palavra de Deus, e por isso confio que estou entre vossos amigos, ou melhor, entre vossos irmãos. Alegro-me e agradeço tanta bondade e tanto amor. Uni-me cada vez mais a vós, a Maria e a todos os irmãos. Cercado assim de amor e protegido, poderei viver em paz, e vencer todas as dificuldades. O que mais desejo é viver assim por toda a eternidade. Amém.
 

Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br

Aniversariantes do dia

 
 
 

 
JOAQUIM MANOEL FERREIRA FILHO
de Pouso Alegre - MG
 
 
JOSÉ MARIA GOMES
de São Paulo - SP
 


22 de setembro de 2014

VIII ERESER - MAIRINQUE


Amigos,
Aproxima-se a data de mais um encontro de amigos.


DIA 18 DE OUTUBRO 


Local: Chácara Recanto São Sebastião em Mairinque - SP


Você e família são os convidados para essa confraternização de amigos. O encontro não estabelece  formalidades, ao contrário, é de muita liberdade e proporciona momentos para pesca, futebol, banhos de piscina, diversão para as crianças ou simplesmente, horas de recordações e troca de experiências, não faltando um bom churrasco acompanhado de uma mesa de saladas, frutas e bebidas.

No final do dia, o bolo gelado tradicional, simbolizando a partilha entre os presentes desses doces momentos de confraternização.


Aos amigos que vem de mais longe, a chácara oferece acomodações, podendo chegar já no dia 17, bem como permanecer até o domingo, dia 19. Para isso, é só nos avisar para que providenciemos o necessário.


Como nos anos anteriores, enviaremos aos que confirmarem presença, o roteiro para chegar até à chácara.  


Quem já participou de anteriores, sabe que vale a pena. Quem ainda não foi, não perca essa oportunidade. Você vai gostar.

Se você conhece alguém que por qualquer motivo não está recebendo este e-mail, divulgue e nos comunique para que entremos em contato. O convite é extensivo a todos colegas ex-seminaristas, suas famílias e também para seus amigos. 


Confirme sua presença, informando o número de pessoas, através de e-mail ou pelos telefones (11) 99986-6666 e (11) 3974-8124

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1546  -  22/09/2014
6501. Evangelho de 2ª feira (22-09-2014) - Pr 3, 27-34; Sl 14; Lc 8, 16-18 - Jesus disse à multidão: “Ninguém acende uma lâmpada para cobri-la com uma vasilha ou colocá-la debaixo da cama; ao contrário, coloca-a no candeeiro, a fim de que todos os que entram, vejam a luz. Com efeito, tudo o que está escondido deverá tornar-se manifesto; e tudo o que está em segredo deverá tornar-se conhecido e claramente manifesto. Portanto, prestai atenção à maneira como vós ouvis! Pois a quem tem alguma coisa, será dado ainda mais; e àquele que não tem, será tirado até mesmo o que pensa ter”.
 
Recadinho: - Você faz bom uso da Palavra de Deus para si? - E para os outros? Consegue partilhar? - Você manifesta publicamente suas convicções religiosas? - Lembra-se de alguém que segue sua luz? - Preocupa-se constantemente em dar bom exemplo?
 
6502. Exaltamos a Cruz de Jesus! - “Algumas pessoas não-cristãs podem se perguntar: por que “exaltar” a cruz? Podemos responder que nós não exaltamos uma cruz qualquer ou todas as cruzes: exaltamos a Cruz de Jesus Cristo, porque é nela que foi revelado o máximo amor de Deus pela humanidade”. (Papa Francisco, 14/setembro/2014, na festa da Exaltação da Santa Cruz)
 
6503. A Cruz exprime a misericórdia de Deus - “A Cruz de Jesus exprime duas coisas: toda a força negativa do mal e toda a suave onipotência da misericórdia de Deus. A Cruz parece decretar o fracasso de Jesus, mas, na realidade, marca a sua vitória. No Calvário, aqueles que o injuriavam, diziam: “Se és Filho de Deus, desce da cruz”. Mas a verdade era o oposto: justamente porque era o Filho de Deus, Jesus estava ali, na cruz, fiel até o final ao desígnio do amor do Pai. E exatamente por isso Deus “exaltou” Jesus, dando-lhe uma realeza universal”. (Papa Francisco, 14/setembro/2014, na festa da Exaltação da Santa Cruz)
 
6504. Por que exaltamos a Santa Cruz? - É por isso que a Igreja “exalta” a Santa Cruz, e é por isso que, nós, cristãos, nos abençoamos com o sinal da cruz. Mas, atenção: não é um sinal “mágico!” Acreditar na Cruz de Jesus significa O seguir no Seu caminho. Dessa maneira, inclusive os cristãos colaboram com a Sua obra de salvação, aceitando com Ele o sacrifício, o sofrimento, como também a morte pelo amor de Deus e dos irmãos. Enquanto contemplamos e celebramos a Santa Cruz, pensamos comovidos por tantos nossos irmãos e irmãs que são perseguidos e mortos por causa da sua fidelidade a Cristo. Isso acontece, em particular, lá onde a liberdade religiosa ainda não é garantida ou plenamente realizada. Acontece, porém, mesmo nos países e ambientes em que, em princípio, protegem a liberdade e os direitos humanos, mas onde concretamente os fiéis e, especialmente, os cristãos, encontram limitações e discriminações. Por isso, hoje, recordamos e rezamos em modo todo especial por eles”. (Papa Francisco, 14/setembro/2014, na festa da Exaltação da Santa Cruz)
 
6505. Sem a Igreja, não poderemos andar adiante - “O Evangelho (Jo 19, 25-27) nos mostra Maria aos pés da Cruz. Jesus diz a João: “Eis a tua mãe”. Maria é ungida como Mãe: E esta é também nossa esperança. Não somos órfãos, temos Mãe: a Mãe Maria. Mas também a Igreja é Mãe e também é ungida Mãe quando faz o mesmo caminho de Jesus e de Maria: o caminho da obediência, o caminho do sofrimento e quando tem o comportamento de continuamente aprender o caminho do Senhor. Estas duas mulheres - Maria e a Igreja - levam adiante a esperança que é Cristo, nos dão Cristo, gerando Cristo em nós. Sem Maria, não existiria Jesus Cristo; sem a Igreja, não poderemos andar adiante”. (Papa Francisco, 15 de setembro de 2014)
 
6506. Com sua morte Cristo devolveu-nos a esperança - “Que seria de um Evangelho, de um cristianismo sem Cruz, sem dor, sem o sacrifício da dor? perguntava-se o Papa Paulo VI. Seria um Evangelho, um cristianismo sem Redenção, sem Salvação, da qual - devemos reconhecê-lo com plena sinceridade - temos necessidade absoluta. Seria um cristianismo desvirtuado, que não serviria para alcançar o Céu, pois o “mundo não pode salvar-se senão por meio da Cruz de Cristo”. “O Senhor salvou-nos por meio da Cruz; com a sua morte, devolveu-nos a esperança, o direito à Vida” (Papa Paulo VI, Alocução, 24-III-1967)”. (Dom Orani JoãoTempesta, O.Cist., Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro (RJ), 14/setembro/2014, na festa da Exaltação da Santa Cruz)

Pe, Geraldo Rodrigues, CSsR

Reflexão do dia


22 − Segunda-feira – Santos: Focas, Santino, Emerano

 

Evangelho (Lc 8,16-18) “Portanto, prestai atenção à maneira como vós ouvis!”
 
A parábola do semeador falava das várias maneiras de ouvir a palavra de Deus, permitindo-lhe produzir ou não frutos. Conclusão: temos de prestar atenção ao nosso modo de ouvir. Se ouvimos de coração aberto, e vivemos como o Senhor ensina, iremos colher frutos sempre mais abundantes. Porém, se ouvimos sem viver, em vez de crescer iremos regredir, afastando-nos da vida.
 
Oração

Senhor Jesus, creio em vós, e quero viver do jeito que vivestes e nos ensinastes a viver. Vivo, porém, cercado de obstáculos que me dificultam a caminhada. Reconheço que preciso de vossa ajuda. Aumentai minha fé e minha esperança, dai-me a caridade bastante para vos continuar fiel apesar de tudo. Peço perdão para minhas falhas, e entrego-me confiante à vossa misericórdia. Amém.
 
Pe. Flávio Cavalca de Castro, Redentorista
flcastro@redemptor.com.br