CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

13 de março de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1718  -   13/03/2015

7181. Evangelho de 6ª feira (13-03-2015)
- Os 14, 2-10; Sl 80; Mc 12, 28b-34 - Um escriba aproximou-se de Jesus e perguntou: “Qual é o primeiro de todos os mandamentos?” Jesus respondeu: “O primeiro é este: Ouve, ó Israel! O Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e com toda a tua força! O segundo mandamento é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo! Não existe outro mandamento maior do que estes”. O mestre da Lei disse a Jesus: “Muito bem, Mestre! Na verdade, é como disseste: Ele é o único Deus e não existe outro além dele. Amá-lo de todo coração, de toda a mente, e com toda a força, e amar o próximo como a si mesmo é melhor do que todos os holocaustos e sacrifícios”. Jesus viu que ele tinha respondido com inteligência, e disse: “Tu não estás longe do Reino de Deus”. E ninguém mais tinha coragem de fazer perguntas a Jesus.
 
Recadinho: - Quem aceita as palavras de Jesus sobre o Reino não está longe dele, diz Jesus! - Isso porque quem aceita a mensagem do Reino, já começa a colocá-lo em prática nesta realidade em que vive! - O primeiro mandamento manda ouvir o que Jesus diz e colocar em prática! - Agindo assim, terá que existir, obrigatoriamente, o amor ao próximo em toda a sua plenitude! E a conclusão?!
 
7182. Mulher: tema de dois painéis do Santuário Nacional - No Santuário Nacional de N. Sra. Aparecida, dois painéis, obras do artista plástico Cláudio Pastro, retratam as mulheres na História da Igreja. No painel central da nave Sul estão mulheres do Primeiro Testamento, que prefiguram a Virgem Maria, escolhida para ser a Mãe do Senhor, a Nova Eva. Ali, a Virgem Mãe, imagem da Igreja, é apresentada vestida de sol, como descrito no capítulo 12 do livro do Apocalipse da Bíblia. Na nave Norte está o Painel das Mulheres dos tempos modernos. Sobre a “Porta Santa” entra o “Cristo Sol” e seu séquito: é o Amado que vem desposar a noiva Igreja, com o cortejo de mulheres que louvam o “Noivo Rei”. Nele estão retratadas as mulheres do Segundo Testamento, que seguiram a Jesus a partir de Madalena, a primeira testemunha do Ressuscitado, no início do primeiro milênio, até irmã Dorothy, norte-americana de nascimento, mártir e testemunha do Senhor, em terras brasileiras no início do terceiro milênio. Deixou seu país para ser discípula missionária do Redentor na região Norte de nosso Brasil. Nas palavras de Cláudio Pastro, “os painéis são alegorias que desejam acentuar e valorizar a mulher na vida da Igreja como “cooperadora, semelhante ao homem” (Gn 2, 18). Ainda no contexto dos painéis, o Cristo Senhor, dentro de um grande círculo de ouro (Sol), ocupa o lugar central. Ele é o Sol que nos orienta, ilumina e atrai todos a si. O Cristo está sentado, pois é o Senhor do Cosmo, a Cabeça da Igreja, Aquele que tudo renova (Ap 21, 5). A mão direita do Cristo nos abençoa e a esquerda sustenta o livro da Boa Nova onde se lê: “Eu sou”. No mesmo contexto, ao alto e abaixo, folhas e frutos da Oliveira são sinal do azeite que tudo cristifica (unge, salva da corruptibilidade) e ilumina em meio às trevas. Embaixo das mulheres estão seus nomes inscritos nos azulejos e figuras de peixes, que simbolizam a fertilidade, a vigilância e a vida nova. Mais abaixo, desenhos de lâmpadas são referências às “Virgens Prudentes” descritas pelo evangelista S. Mateus (Mt 25, 4). Azulejos apresentam o mesmo movimento aquático do Altar Central e do piso das quatro naves da Basílica. Essa imagem corresponde às muralhas e às águas da Jerusalém Celeste, revelando-nos a Graça que fertiliza e dá vida. As descrições que apresentamos são do autor das obras, Cláudio Pastro, que conclui relembrando que “no Mistério de nossa redenção, Cristo e Maria são o Novo Adão e a Nova Eva de uma nova civilização do alto que peregrina nesta terra”.
 
7183. Filhos de migrantes que crescem sem suas mães! - "Muitas mulheres deixam seus filhos em seu país às vezes para cuidar dos filhos de outras pessoas no exterior. Os filhos das migrantes ficam com outros familiares e crescem sem suas mães. Precisamos de políticas que permitam às famílias permanecer unidas ou, pelo menos, que ofereçam proteção social às crianças que ficam para trás". Martina Liebsch, da Cáritas Internacional, 08/março/2012)
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.