CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

16 de maio de 2015

Vivências - De perto @ De longe

Nº 1782 -  16/05/2015 

7416. Evangelho de sábado (16-05-2015) - At 18, 23-28; Sl 46; Jo 16, 23b-28 - Jesus disse aos seus discípulos: “Em verdade, em verdade vos digo: se pedirdes ao Pai alguma coisa em meu nome, ele vo-la dará. Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis; para que a vossa alegria seja completa. Disse-vos estas coisas em linguagem figurativa. Vem a hora em que não vos falarei mais em figuras, mas claramente vos falarei do Pai. Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que vou pedir ao Pai por vós, pois o próprio Pai vos ama, porque vós me amastes e acreditastes que eu vim da parte de Deus. Eu saí do Pai e vim ao mundo; e novamente parto do mundo e vou para o Pai”. 

Recadinho: - A meta da Salvação trazida por Cristo é a paz no mundo. Tenho paz em meu coração? - Vivo em paz com o próximo? - Estou em paz com Deus? - Colabora para a construção da paz o mundo? Como? - Colaboro para que minha família viva em paz? 

7417. Aparecida sedia Assembleia da Pastoral do Povo da Rua - “O Povo da rua nas fronteiras da cidade” é o tema escolhido para a II Assembleia Nacional da Pastoral do Povo da Rua. O encontro se realiza de 15 a 17 de maio de 2015, no Seminário Redentorista Santo Afonso, em Aparecida (SP). O lema do evento remete à procura do local para o nascimento de Jesus, quando “não havia lugar para eles” (Lucas 2, 7). As discussões desta II Assembleia estão voltadas à questão da moradia. Já no primeiro dia do encontro, foi lançada uma campanha nacional sobre habitação para a população em situação de rua. O evento reúne cerca de 80 pessoas, entre agentes da pastoral, lideranças da população de rua e de catadores, além de parceiros no trabalho da Pastoral. A Pastoral do Povo da Rua é vinculada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e iniciou sua atuação no final da década de 1980, sendo instituída em 2001. O trabalho é realizado junto às pessoas em situação de rua e catadores de material reciclável. O contexto social de preconceito, violência e negação de direitos em que vive a população da rua - moradores e catadores - é o ambiente em que a Pastoral busca ser “presença de anúncio e denúncia”, com a luta pelos direitos efetivada por meio da articulação de parcerias e na promoção de fóruns, debates e seminários para elaboração de políticas públicas. Nos últimos anos, a Pastoral buscou ampliar sua atuação, difundindo sua mística que aposta no protagonismo e na organização do povo da rua, de modo a alcançar a promoção social como enfrentamento à situação de violações e abandono historicamente sofrido. A primeira Assembleia Nacional da Pastoral se realizou em 2012 e foi um momento importante para a articulação de equipes locais, vivência da mística, intercâmbio de experiência e para o fortalecimento da metodologia. 

7418. Turquia destruiu orfanato armênio símbolo - Neste ano de 2015 recordamos o centenário do genocídio de mais de um milhão e meio de cristãos armênios pelos turcos. Neste contexto, autoridades da Turquia causaram polêmica demolindo um simbólico orfanato armênio Kamp Armem, na capital Istambul. Até hoje o governo turco não reconheceu a perseguição e o massacre contra os armênios, de 1915 até 1923, por causa de sua fé cristã como genocídio e respondeu com um impasse diplomático logo depois que o Papa Francisco atribuiu o termo a este acontecimento, qualificando-o como “o primeiro genocídio do século XX”, comparando-o ao holocausto nazista. As escavadoras começaram a demolir o orfanato Kamp Armem, desapropriado pelo governo otomano na década de 80, depois do golpe militar no país. As autoridades otomanas ignoraram a intervenção de alguns representantes políticos de partidos da oposição que tentaram impedir a demolição do orfanato, que foi construído em 1962, por iniciativa da comunidade cristã protestante armênia na Turquia. Durante seu funcionamento, a instituição ajudou cerca de mil e quinhentas crianças a crescerem em um ambiente que transmitia a espiritualidade e a cultura própria do cristianismo armênio. O governo turco desapropriou o edifício em 1987 e as ações legais para recuperá-lo não foram aceitas. A data do início do genocídio foi fixada no dia 24 de abril de 1915, quando as autoridades turcas prenderam 235 membros da comunidade de armênios em Istambul. Dias depois a cifra de prisioneiros subiu para 600. A partir daí, “foram assassinados bispos, sacerdotes, religiosos, mulheres, homens, idosos e até mesmo crianças e doentes indefesos”, lamentou o Papa Francisco.

Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.