CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


MAIO - 2017
De 03 a 11 - Viagem / Peregrinação a Portugal
De 20 a 21 - 7º ERESER CAMPINAS
De 15 a 30 - 2ª Missão UNESER em Rondônia

JUNHO - 2017
De 17 a 18 - 2º ERESER CAMPINAS

JULHO - 2017

De 05 a 15 - 3ª Peregrinação a Pé Caminho da Fé
De 14 a 16 - 37º ERESER PROVÍNCIA RIO/MINAS/ES
De 21 a 23 - 22º ENESER - APARECIDA

SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 02 a 04 de fevereiro de 2018
Local: Pedrinha (a ser confirmado)




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

7 de setembro de 2014

A Palavra de Deus na vida - Homilia

23º Domingo do Tempo Comum – Ano A – HOMILIA
Evangelho: Mateus 18,15-20

Naquele tempo, Jesus disse a seus discípulos:
15Se o teu irmão pecar contra ti, vai corrigi-lo, mas em particular, à sós contigo! Se ele te ouvir, tu ganhaste o teu irmão.
16
Se ele não te ouvir, toma contigo mais uma ou duas pessoas, para que toda a questão seja decidida sob a palavra de duas ou três testemunhas.
17
Se ele não vos der ouvido, dize-o à Igreja. Se nem mesmo à Igreja ele ouvir, seja tratado como se fosse um pagão ou um pecador público.
18
Em verdade vos digo, tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes na terra será desligado no céu.
19
De novo, eu vos digo: se dois de vós estiverem de acordo na terra sobre qualquer coisa que quiserem pedir, isto vos será concedido por meu Pai que está nos céus.
20
Pois onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome eu estou ali, no meio deles.”

JOSÉ ANTONIO PAGOLA

ESTÁ ENTRE NÓS

Ainda que as palavras de Jesus, recolhidas por Mateus, sejam de grande importância para a vida das comunidades cristãs, poucas vezes atraem a atenção de comentaristas e pregadores. Esta é a promessa de Jesus: “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, eu estou ali, no meio deles”.

Jesus não está pensando em celebrações de massa como aquelas da Praça de São Pedro, em Roma. Ainda que sejam, somente, dois ou três, ele está no meio deles. Não é necessário que esteja presente a hierarquia; não é necessário que sejam muitos os reunidos.

O que importa é que “estejam reunidos”, não dispersos, nem em confronto: que não vivam desqualificando-se uns aos outros. O decisivo é que se reúnam “em seu nome”: que escutem seu chamado, que vivam identificados com seu projeto do reino de Deus. Que Deus seja o centro de seu pequeno grupo.

Esta presença viva e real de Jesus é a que deve animar, guiar e sustentar as pequenas comunidades de seus seguidores. É Jesus quem há de alentar sua oração, suas celebrações, projetos e atividades.  Esta presença é o “segredo” de toda comunidade cristã viva.

Nós, cristãos, não podemos nos reunir em nossos grupos e comunidades, hoje, de qualquer maneira: por costume, por inércia ou para cumprir umas obrigações religiosas. Sejamos muitos ou, talvez, poucos. Porém, o importante é que nos reunamos em seu nome, atraídos pela sua pessoa e por seu projeto de fazer um mundo mais humano.

Devemos reavivar a consciência de que somos comunidades de Jesus. Reunimo-nos para escutar seu Evangelho, para manter viva sua recordação, para contagiar-nos com seu Espírito, para acolher em nós sua alegria e sua paz, para anunciar sua Boa Notícia.

O futuro da fé cristã dependerá, em boa parte, do que fizermos em nossas comunidades concretas nas próximas décadas. Não basta aquilo que possa fazer o Papa Francisco no Vaticano. Não podemos, tampouco, depositar nossa esperança num punhado de sacerdotes que possam ser ordenados nos próximos anos. Nossa única esperança é Jesus Cristo!

Somos nós que devemos focar nossas comunidades cristãs na pessoa de Jesus como a única força capaz de regenerar nossa fé desgastada e rotineira. O único capaz de atrair os homens e mulheres de hoje. O único capaz de engendrar uma fé nova nestes tempos de incredulidade. A renovação das instâncias centrais da Igreja é urgente. Os decretos de reformas, necessários. Porém, nada é tão decisivo quanto voltar, com radicalidade, para Jesus Cristo.

AJUDAR-NOS A SER MELHORES

Cansados devido à experiência diária, nascem em nós, às vezes, perguntas inquietantes e sombrias. Podemos ser homens e mulheres muito melhores? Podemos mudar nossa vida de modo decisivo? Podemos transformar nossas atitudes equivocadas e adotar um comportamento novo? Com frequência, o que vemos, o que escutamos, o que respiramos ao nosso redor não nos ajuda a ser melhores, não eleva nosso espírito nem nos anima a ser mais humanos.

Por outro lado, se diria que perdemos a capacidade para penetrarmos em nossa própria consciência, descobrir nosso pecado e renovar nossa existência. Não queremos interrogar a nós mesmos. O tradicional “exame de consciência”, que nos ajudava a iluminar, ficou marginalizado como algo ridículo e sem alguma utilidade. Não desejamos inquietar nossa tranquilidade. Preferimos seguir lá, “sem interioridade”, sem nos abrirmos a nenhum chamado, sem despertar nenhuma responsabilidade. Indiferentes a tudo aquilo que possa interpelar nossa vida, empenhados em assegurar nossa pequena felicidade pelos caminhos egoístas de sempre.

Como despertar em nós o apelo à mudança? Como nos livrar da preguiça? Como recuperar o desejo de bondade, generosidade ou nobreza?

Nós, que cremos, deveríamos escutar hoje, mais do que nunca, o chamado de Jesus a corrigirmo-nos e ajudarmo-nos, mutuamente, a ser melhores. Jesus nos convida, sobretudo, a atuar com paciência e sem precipitação, aproximando-nos de maneira pessoal e amigável daqueles que estão atuando de modo errado. “Se teu irmão pecar, repreende-o sozinho, entre os dois. Se ele te ouvir, terás salvado o teu irmão.”

Quanto bem pode nos fazer essa crítica amigável e leal, essa observação oportuna, esse apoio sincero no momento em que nos havíamos desorientado. Todo homem é capaz de sair do pecado e voltar à razão e à bondade. Porém, necessita, com frequência, encontrar-se com alguém que o ame de verdade, convide-o a interrogar-se e lhe infunda um desejo novo de verdade e generosidade.

Talvez, o que mais muda muitas pessoas não são as grandes ideias nem os belos pensamentos, mas o fato de ter-se encontrado na vida com alguém que tenha sabido aproximar-se delas amigavelmente, ajudando-as a renovar-se.

Traduzido do espanhol por Telmo José Amaral de Figueiredo.

Fonte: MUSICALITURGICA.COM – Homilías de José A. Pagola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.