CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

24 de agosto de 2014

A Palavra de Deus na Vida

21º Domingo do Tempo Comum – Ano A – HOMILIA

Evangelho: Mateus 16,13-20
Naquele tempo:
13 Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou a seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?”
14 Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas.”
15 Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?”
16 Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo.”
17 Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu.
18 Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la.
19 Eu te darei as chaves do Reino dos Céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus;
tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus.”
20 Jesus, então, ordenou aos discípulos que não dissessem a ninguém que ele era o Messias.
JOSÉ ANTONIO PAGOLA
O QUE NÓS DIZEMOS
Também hoje, Jesus dirige aos cristãos a mesma pergunta que fez, um dia, a seus discípulos: “E vós, quem dizeis que eu sou?”. Não nos pergunta, somente, para que nos pronunciemos sobre sua identidade misteriosa, mas também para que revisemos nossa relação com ele. O que lhe podemos responder a partir de nossas comunidades?
Conhecemos cada vez melhor Jesus, ou o temos “trancafiado em nossos velhos esquemas cansativos” de sempre? Somos comunidades vivas, interessadas em colocar Jesus no centro de nossa vida e de nossas atividades, ou vivemos cansados na rotina e na mediocridade?
Amamos a Jesus com paixão ou ele se converteu para nós em um personagem desgastado, ao qual continuamos invocando, enquanto em nosso coração cresce a indiferença e o esquecimento? Aqueles que se aproximam de nossas comunidades podem sentir a força e a atração que Jesus tem para nós?
Sentimo-nos discípulos e discípulas de Jesus? Estamos aprendendo a viver com seu estilo de vida em meio da sociedade atual, ou nos deixamos arrastar por qualquer apelo mais atraente aos nossos interesses? Não nos importamos de viver de qualquer maneira, ou temos feito de nossa comunidade uma escola para aprender a viver como Jesus?
Estamos aprendendo a olhar a vida como a olhava Jesus? Olhamos, a partir de nossas comunidades, para os necessitados e excluídos com compaixão e responsabilidade, ou nos fechamos em nossas celebrações, indiferentes ao sofrimento dos mais desvalidos e esquecidos: os que foram sempre os prediletos de Jesus?
Seguimos Jesus colaborando com ele no projeto humanizador do Pai, ou continuamos pensando que o mais importante do cristianismo é preocupar-nos, exclusivamente, com a nossa salvação? Estamos convencidos de que o modo de seguir Jesus é viver, cada dia, tornando a vida mais humana e mais alegre para todos?
Vivemos o domingo cristão celebrando a ressurreição de Jesus, ou organizamos o nosso final de semana vazio de todo sentido cristão? Aprendemos a encontrar Jesus no silêncio do coração, ou sentimos que nossa fé desvanece abafada pelo ruído e o vazio que há dentro de nós?
Cremos em Jesus ressuscitado que caminha conosco cheio de vida? Vivemos acolhendo em nossas comunidades a paz que ele deixou em herança aos seus seguidores? Cremos que Jesus os ama com um amor que nunca acabará? Cremos em sua força renovadora? Sabemos ser testemunhas do mistério da esperança que levamos dentro de nós?
Traduzido do espanhol por Telmo José Amaral de Figueiredo.

Fonte: MUSICALITURGICA.COM – Homilías de José A. Pagola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.