CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

2 de novembro de 2014

A Palavra de Deus na vida - Homilia

Evangelho: João 6,37-40

37 Disse Jesus: “Todo aquele que o Pai me dá virá a mim, e o que vem a mim não o lançarei fora. 
38 Pois desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 
39 Ora, esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não deixe perecer nenhum daqueles que me deu, mas que os ressuscite no último dia. 
40 Esta é a vontade de meu Pai: que todo aquele que vê o Filho e nele crê, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia”. 


JOSÉ ANTONIO PAGOLA
NAS MÃOS DE DEUS


Os homens de hoje não sabem o que fazer com a morte. Às vezes, a única coisa que ocorre é ignorá-la e não falar dela. Esquecer, o quanto antes, esse triste acontecimento, cumprir os trâmites religiosos ou civis necessários e voltar, novamente, à vida cotidiana.


Porém, cedo ou tarde, a morte vai visitando nossos lares arrancando-nos nossos entes mais queridos. Como reagir, então, perante dessa morte que nos arrebata para sempre a nossa mãe? Que atitude adotar diante do esposo querido que nos diz seu último adeus? Que fazer defronte o vazio que vão deixando em nossa vida tantos amigos e amigas?


A morte é uma porta que cada pessoa atravessa sozinha. Uma vez fechada a porta, o morto permanece-nos oculto para sempre. Não sabemos o que houve com ele. Esse ser tão querido e próximo perde-se, agora, no mistério insondável de Deus. Como nos relacionarmos com essa realidade?


Os seguidores de Jesus não se limitam a assistir, passivamente, o fato da morte. Confiando em Cristo ressuscitado, acompanhamos a pessoa falecida com amor e com a nossa oração nesse misterioso encontro com Deus. Na liturgia cristã pelos defuntos não há desolação, rebelião ou desesperança. Em seu centro, somente uma oração de confiança: “Em tuas mãos, Pai de bondade, confiamos a vida de nosso ente querido”.


Qual sentido podem ter hoje, entre nós, esses funerais nos quais se reúnem pessoas de diferentes sensibilidades diante do mistério da morte? O que podemos fazer juntos: crentes, menos crentes, pouco crentes e também incrédulos?


Ao longo destes anos, mudamos muito por dentro. Tornamo-nos mais críticos, porém também mais frágeis e vulneráveis; somos mais incrédulos, porém mais inseguros. Não nos é fácil crer, porém é difícil não crer. Vivemos cheios de dúvidas e incertezas, porém não sabemos encontrar uma esperança.


Às vezes, somente convidar aqueles que assistem a um funeral a fazer algo que todos podem fazer, cada um a partir de sua pequena fé. Dizer-lhe, do íntimo, a nosso ente querido umas palavras que expressem nosso amor a ele e nossa invocação humilde a Deus: “Continuamos a te querer, porém não mais sabemos como encontrar-nos contigo nem o que fazer por ti. Nossa fé é débil e não sabemos rezar bem. Porém, te confiamos ao amor de Deus, te deixamos em suas mãos. Esse amor de Deus é hoje para ti um lugar mais seguro que tudo aquilo que podemos te oferecer. Desfrute da vida plena. Deus te quer como nós não soubemos te querer. Um dia, voltaremos a nos ver”.


Traduzido do espanhol por Telmo José Amaral de Figueiredo.


Fonte: MUSICALITURGICA.COM – Homilías de José A. Pagola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.