CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


MAIO - 2017
De 03 a 11 - Viagem / Peregrinação a Portugal
De 20 a 21 - 7º ERESER CAMPINAS
De 15 a 30 - 2ª Missão UNESER em Rondônia

JUNHO - 2017
De 17 a 18 - 2º ERESER CAMPINAS

JULHO - 2017

De 05 a 15 - 3ª Peregrinação a Pé Caminho da Fé
De 14 a 16 - 37º ERESER PROVÍNCIA RIO/MINAS/ES
De 21 a 23 - 22º ENESER - APARECIDA

SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 02 a 04 de fevereiro de 2018
Local: Pedrinha (a ser confirmado)




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

25 de maio de 2014

A Palavra de Deus na Vida - Homilia







6º Domingo da Páscoa – Ano A – HOMILIA

Evangelho: João 14,15-21




Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 
15 Se me amais, guardareis os meus mandamentos, 
16 e eu rogarei ao Pai, e ele vos dará um outro Defensor, para que permaneça sempre convosco: 
17 o Espírito da Verdade, que o mundo não é capaz de receber, porque não o vê nem o conhece. Vós o conheceis, porque ele permanece junto de vós e estará dentro de vós. 
18 Não vos deixarei órfãos. Eu virei a vós. 
19 Pouco tempo ainda, e o mundo não mais me verá, mas vós me vereis, porque eu vivo e vós vivereis.
20 Naquele dia sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim e eu em vós.
21 Quem acolheu os meus mandamentos e os observa, esse me ama. Ora, quem me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele.


JOSÉ ANTONIO PAGOLA


O ESPÍRITO DA VERDADE


Jesus está se despedindo de seus discípulos. Ele os vê tristes e abatidos. Logo, não mais estarão com ele. Quem poderá preencher seu vazio? Ate agora, foi ele quem cuidou deles, defendeu-os dos escribas e fariseus, sustentou a fé fraca e vacilante deles, foi-lhes revelando a verdade de Deus e iniciou-os em seu projeto humanizador.


Jesus lhes fala, apaixonadamente, doEspírito. Não os quer deixar órfãos. Ele, mesmo, pedirá ao Pai que não os abandone que lhes dê “outro defensor” para que “esteja sempre com eles”. Jesus o chama “o Espírito da verdade”. O que se esconde nestas palavras de Jesus?


[1º] Este “Espírito da verdade” não deve ser confundido com uma doutrina. Esta verdade não há de ser buscada nos livros dos teólogos nem nos documentos da hierarquia. É algo muito mais profundo. Jesus diz que “vive conosco e está em nós”. É alento, força, luz, amor... que nos chega do mistério último de Deus. Temos de acolhê-lo com coração simples e confiante.


[2º] Este “Espírito da verdade” não nos converte em “proprietários” da verdade. Não vem para que imponhamos aos outros a nossa fé nem para que controlemos sua ortodoxia.Vem para não nos deixar órfãos de Jesus, e nos convida a abrir-nos à sua verdade, escutando, acolhendo e vivendo seu Evangelho.


[3º] Este “Espírito da verdade” não nos faz, tampouco, “guardiões” da verdade, mas testemunhas. Nosso trabalho não é disputar, combater nem derrotar adversários, mas viver a verdade do Evangelho e “amar Jesus, observando seus mandamentos”.


[4º] Este “Espírito da verdade” está no interior de cada um de nós defendendo-nos de tudo que possa afastar-nos de Jesus. Convida-nos a abrir-nos com simplicidade ao mistério de um Deus, Amigo da vida. Quem busca a este Deus com honestidade e verdade não está distante dele. Jesus disse em certa ocasião: “Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz”. Está certo.


[5º] Este “Espírito da verdade” convida-nos a viver na verdade de Jesus em meio a uma sociedade aonde, com frequência, a mentira vem chamada de estratégia; a exploração, de negócio; a irresponsabilidade, de tolerância; a injustiça, ordem estabelecida; a arbitrariedade, de liberdade; a falta de respeito, de sinceridade...


Que sentido pode ter a Igreja de Jesus se nós deixarmos que se perca, em nossas comunidades, o “Espírito da verdade”? Quem poderá salvá-la do autoengano, dos desvios e da mediocridade generalizada? Quem anunciará a Boa Notícia de Jesus numa sociedade tão necessitada de alento e esperança? 



NÃO ESTAMOS ÓRFÃOS


Uma Igreja formada por cristãos que se relacionam com um Jesus mal conhecido, pouco amado e apenas recordado de uma maneira rotineira é uma Igreja que corre o risco de ir-se extinguindo. Uma comunidade cristã reunida em torno de um Jesus apagado, que não seduz nem toca os corações, é uma comunidade sem futuro.


Na Igreja de Jesus necessitamos, urgentemente, de uma nova qualidade em nossa relação com ele. Necessitamos de comunidades cristãs marcadas pela experiência viva de Jesus. Todos podem contribuir para que, na Igreja, se sinta e se viva Jesus de maneira nova. Podemos fazer que a Igreja seja mais de Jesus, que viva mais unida a ele. Como?


João recria em seu evangelho a despedida de Jesus na última ceia. Os discípulos intuem que, dentro de pouco tempo, ele lhes será arrebatado. O que será deles sem Jesus? A quem seguirão? Aonde alimentarão a sua esperança? Jesus lhes fala com uma ternura especial. Antes de deixá-los quer fazer-lhes ver como poderão viver unidos a ele, inclusive depois de sua morte.


Primeiramente, deve ficar gravado em seus corações algo que não podem esquecer jamais: “Não vos deixarei órfãos. Voltarei”. Nunca deverão se sentir sozinhos. Jesus lhes fala de uma presença nova que lhes envolverá e lhes fará viver, pois atingirá o mais íntimo de seu ser. Não os esquecerá. Virá e ficará com eles.


Jesus não poderá ser visto com a luz deste mundo, porém poderá ser captado por seus seguidores com os olhos da fé. Não devemos cuidar e reavivar muito mais esta presença de Jesus ressuscitado no meio de nós? Como vamos trabalhar por um mundo mais humano e uma Igreja mais evangélica se não sentimos Jesus junto de nós?


Jesus lhes fala de uma experiência nova que, até então, não haviam conhecido seus discípulos, enquanto o seguiam pelos caminhos da Galileia: “Sabereis que eu estou no meu Pai e vós em mim”. Esta é a experiência básica que sustenta nossa fé. No fundo de nosso coração cristão, sabemos que Jesus está com o Pai e nós estamos com ele. Isto muda tudo.


Esta experiência está alimentada pelo amor: “quem me ama ... e eu o amarei e me manifestarei a ele”.

É possível seguir Jesus, tomando a cruz de cada dia, sem amá-lo e sem nos sentirmos, afetuosamente, amados por ele?
É possível evitar a decadência do cristianismo sem reavivar este amor?
Que força poderá mover a Igreja de deixarmos apagar esse amor?
Quem poderá preencher o vazio de Jesus?
Quem poderá substituir sua presença viva no meio de nós? Traduzido do espanhol por Telmo José Amaral de Figueiredo.



Fonte: MUSICALITURGICA.COM – Homilías de José A. Pagola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.