CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

9 de janeiro de 2014

Vivências - De perto @ De longe


N º 1290  -  09/01/2014

5469. Evangelho de 5ª feira (09-01-2014) - 1Jo 4, 19 - 5, 4; Sl 71; Lc 4, 14 - 22a - Jesus voltou para a Galileia, com a força do Espírito, e sua fama espalhou-se por toda a redondeza. Ele ensinava nas suas sinagogas e todos o elogiavam. E veio à cidade de Nazaré onde se tinha criado. Conforme seu costume, entrou na sinagoga no sábado, e levantou-se para fazer a leitura. Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, Jesus achou a passagem em que está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque ele
me consagrou com a unção para anunciar a Boa Nova aos pobres; enviou-me para proclamar a libertação aos cativos e aos cegos a recuperação da vista; para libertar os oprimidos e para proclamar um ano da graça do Senhor”. Depois fechou o livro, entregou-o ao ajudante, e sentou-se. Todos os que estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. Então começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir”. Todos davam testemunho a seu respeito, admirados com as palavras cheias de encanto que saíam da sua boca.

Recadinho: - Será que muitos podem ficar admirados com as palavras que saem de minha boca? - Mas isso não é o mais importante. Como é meu exemplo, meu modo de agir? - Peço sempre as luzes do Espírito Santo sobre mim? - Os cativos, os prisioneiros, têm que se libertar de que? - A missão que Deus lhe deu é difícil de ser cumprida? - Os pobres de hoje, mais que nunca, precisam do alimento espiritual. Mas... tais pobres muitas vezes são nossos ricos!

5470. Comunidade política: ação transparente! - “A fraternidade gera paz social porque cria um equilíbrio entre liberdade e justiça, entre responsabilidade pessoal e solidariedade, entre bem dos indivíduos e bem comum. Uma comunidade política deve, portanto, agir de forma transparente e responsável para favorecer tudo isto. Os cidadãos devem sentir-se representados pelos poderes públicos, no respeito da sua liberdade. Em vez disso, muitas vezes, entre cidadão e instituições, interpõem-se interesses partidários que deformam essa relação, favorecendo a criação dum clima perene de conflito”. (Papa Francisco, em sua mensagem para dia 1º de janeiro/2014, Dia Mundial da Paz) 
 
5471. Papa visitou presépio vivo de uma paróquia - Na tarde do dia 06 de janeiro de 2014, o Papa Francisco visitou a paróquia romana de Santo Afonso Maria de Ligório, na periferia de Roma, onde centenas de pessoas o aguardavam para ver o presépio vivo preparado por paroquianos com cerca de 200 figurantes. Centenas de crianças com balões brancos e amarelos estavam à espera do Papa que, depois de rezar de modo privado, saiu e cumprimentou, com a proximidade que o caracteriza, os deficientes, os doentes e principalmente as crianças que esperavam por ele há horas. Não se contentou com isso. Caminhou em meio à multidão e cumprimentou a maioria das pessoas, durante o tempo que dedicou para estar com os fiéis desta igreja na região de Prima Porta, no norte da capital italiana. Suas palavras foram poucas. Como se tratava de uma visita estritamente privada, dirigindo-se a todos, disse somente: "Viva Jesus, Viva Maria, Viva José, muito obrigado e adeus!" O dia 06 de janeiro na Itália é sempre data em que se celebra a “Epifania”, a manifestação do Senhor, chamada de “dia da Befana”, nome derivado da palavra epifania, representada por uma mulher velha que neste dia dá presentes, principalmente doces, às crianças.

5472. Padres com menos de 65 anos: nada de título de “Monsenhor!” - No dia 06 de janeiro de 2014 foi divulgada a informação de que aos padres seculares (não religiosos), ou seja, os padres da diocese que não pertencem a um Instituo religioso, com mais de 65 anos, poderá ser conferido o título de “Capelão de Sua Santidade”, e não mais o título de “Monsenhor”. O Papa se inspirou nas reformas realizadas por Paulo VI em 1968, logo após o Concílio Vaticano II. Antes, existiam 14 “graus” do título de “Monsenhor”. Com Paulo VI, foram reduzidos a três: Protonotário Apostólico, Prelado de Honra de Sua Santidade e Capelão de Sua Santidade. Os três reconhecimentos são concedidos pelo Papa, segundo indicação dos bispos, a sacerdotes cujo trabalho é particularmente importante para a Igreja. A medida imposta por Francisco não é retroativa: quem já possui o título de “Monsenhor” não o perde. O título “monsenhor” é apenas honorífico, ou seja, distingue alguém pelo seu trabalho realizado ao longo dos anos.
 
Pe. Geraldo Rodrigues, CSsR

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.