CONSAGRAÇÃO À NOSSA SENHORA APARECIDA NA VOZ DO PADRE VITOR COELHO CSsR

Ó MARIA SANTÍSSIMA, PELOS MÉRITOS DO SENHOR JESUS CRISTO QUE EM VOSSA IMAGEM MILAGROSA DE APARECIDA ESPALHAIS INÚMEROS BENEFÍCIOS SOBRE O BRASIL, EU, EMBORA INDIGNO DE PERTENCER AO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS, MAS DESEJANDO PARTICIPAR DOS BENEFÍCIOS DA VOSSA MISERICÓRDIA, PROSTRADO A VOSSOS PÉS, CONSAGRO-VOS O ENTENDIMENTO, PARA QUE SEMPRE PENSE NO AMOR QUE MERECEIS. CONSAGRO-VOS A LÍNGUA, PARA QUE SEMPRE VOS LOUVE E PROPAGUE A VOSSA DEVOÇÃO.CONSAGRO-VOS O CORAÇÃO, PARA QUE, DEPOIS DE DEUS, VOS AME SOBRE TODAS AS COUSAS.RECEBEI-NOS, Ó RAINHA INCOMPARÁVEL, QUE NOSSO CRISTO CRUCIFICADO DEU-NOS POR MÃE, NO DITOSO NÚMERO DOS VOSSOS SERVOS. ACOLHEI-NOS DEBAIXO DA VOSSA PROTEÇÃO. SOCORREI-NOS EM NOSSAS NECESSIDADES ESPIRITUAIS E TEMPORAIS E, SOBRETUDO, NA HORA DA NOSSA MORTE. ABENÇOAI-NOS Ó MÃE CELESTIAL, E COM VOSSA PODEROSA INTERCESSÃO FORTALECEI-NOS EM NOSSA FRAQUEZA, A FIM DE QUE, SERVINDO-VOS FIELMENTE NESTA VIDA, POSSAMOS LOUVAR-VOS, AMAR-VOS E RENDER-VOS GRAÇAS NO CÉU, POR TODA A ETERNIDADE. ASSIM SEJA! ...PELA INTERCESSÃO DE NOSSA SENHORA APARECIDA, RAINHA E PADROEIRA DO BRASIL, A BÊNÇÃO DE DEUS ONIPOTENTE, PAI, FILHO E ESPÍRITO SANTO, DESÇA SOBRE VÓS E PERMANEÇA SEMPRE.AMÉM!
PRÓXIMOS EVENTOS (Todos estão convidados)





ÁGAPE MENSAL
11 - fevereiro - 2017


SETEMBRO - 2017
De 01 a 03 - 5º ERESER VICE PROVÍNCIA MANAUS
De 29 a 01/10 - ERESER CURITIBA

OUTUBRO - 2017

Dia 07 - ERESER NA NOVENA DE APARECIDA
Dia 21 - 11º ERESER MAIRINQUE

NOVEMBRO - 2017
De 12 a 15 - 7º ERESER PROVÍNCIA DE CAMPO GRANDE


XIII RETIRO
De 26 A 28 de janeiro de 2018
Local: Vila Santo Afonso - Pedrinha
Tema: A Espiritualidade Redentorista na Prática
Orientador: Padre Alfredo Viana Avelar, CSsR - Rio




SOM NO BLOG

QUANDO QUISER ASSISTIR ALGUM VÍDEO DO BLOG, VÁ ATÉ À "RÁDIO UNESER INTERATIVA" (caixa à direita do blog) E CLIQUE NO BOTÃO DE PAUSA (II).
APÓS ASSISTIR O VÍDEO, CLIQUE NO MESMO BOTÃO (PLAY) PARA CONTINUAR OUVINDO A RÁDIO.

19 de janeiro de 2014

A Palavra de Deus na Vida - Homilia


2º Domingo do Tempo Comum - Ano A - HOMILIA

Evangelho: João 1,29-34

Naquele tempo:
1,29 João viu Jesus aproximar-se dele e disse:
«Eis o Cordeiro de Deus,

que tira o pecado do mundo.
30 Dele é que eu disse:
Depois de mim vem um homem que passou à minha frente,
porque existia antes de mim.

31 Também eu não o conhecia,
mas se eu vim batizar com água,
foi para que ele fosse manifestado a Israel'.

32 E João deu testemunho, dizendo:
"Eu vi o Espírito descer,
como uma pomba do céu,
e permanecer sobre ele.

33 Também eu não o conhecia,
mas aquele que me enviou a batizar com água me disse:
“Aquele sobre quem vires o Espírito descer e
permanecer, este é quem batiza com o Espírito Santo”.

34 Eu vi e dou testemunho:
Este é o Filho de Deus!»

JOSÉ ANTONIO PAGOLA
DEIXAR-NOS BATIZAR PELO ESPÍRITO

Os evangelistas se esforçam por diferenciar bem o batismo de Jesus do batismo de João. Não se deve confundi-los. O batismo de Jesus não consiste em submergir a seus seguidores nas águas de um rio. Jesus submerge os seus no Espírito Santo.

O evangelho de João diz isso de modo claro. Jesus possui a plenitude do Espírito de Deus e, por isso, pode comunicar aos seus a plenitude. A grande novidade de Jesus consiste em que Jesus é o "Filho de Deus" que pode "batizar com o Espírito Santo".

Este batismo de Jesus não é um banho externo, parecido ao que alguns puderem conhecer nas águas do Jordão. É um "banho interior". A metáfora sugere que Jesus comunica seu Espírito para penetrar, preencher e transformar o coração da pessoa.

O Espírito Santo é considerado, pelos evangelistas, como "Espírito de vida". Por isso, deixar-nos batizar por Jesus significa acolher o seu Espírito como fonte de vida nova. Seu Espírito pode potencializar em nós uma relação mais vital com ele. Pode nos levar a um novo nível de existência cristã, a uma nova etapa de cristianismo mais fiel a Jesus.

O Espírito de Jesus é "Espírito de verdade". Deixar-nos batizar por ele é colocar verdade em nosso cristianismo. Não deixar-nos enganar por falsas seguranças. Recuperar uma e outra nossa identidade irrenunciável de seguidores de Jesus. Abandonar caminhos que nos desviam do evangelho. 

O Espírito de Jesus é "Espírito de amor", capaz de libertar-nos da covardia e do egoísmo de viver pensando somente e nossos interesses e em nosso bem-estar. Deixar-nos batizar por ele é abrir-nos ao amor solidário, gratuito e compassivo.

O Espírito de Jesus é "Espírito de conversão" a Deus. Deixar-nos batizar por Jesus significa deixar-nos transformar lentamente por ele. Aprender a viver com seus critérios, suas atitudes, seu coração e sua sensibilidade para tudo aquilo que desumaniza os filhos e filhas de Deus.

O Espírito de Jesus é "Espírito de renovação". Deixar-nos batizar por ele é deixar-nos atrair pela sua novidade criadora. Ele pode despertar o melhor que há na Igreja e dar-lhe um "coração novo", com maior capacidade de ser fiel ao evangelho.
CONTRA O FOGO DO ESPÍRITO 


Como foi dito acima, as primeiras comunidades cristãs se preocuparam em diferenciar o batismo de João, que mergulhava as pessoas nas águas do rio Jordão e o batismo de Jesus, que comunicava seu Espírito para limpar, renovar e transformar o coração de seus seguidores. Sem esse Espírito de Jesus, a Igreja se apaga e se extingue.

Somente o Espírito de Jesus pode pôr mais verdade no cristianismo atual. Somente seu Espírito pode nos conduzir a recuperar nossa verdadeira identidade, abandonando caminhos que nos desviam, às vezes, do evangelho. Somente esse Espírito pode nos dar luz e força para empreender a renovação que necessita a Igreja hoje.

O Papa Francisco sabe muito bem que o maior obstáculo para colocar em ação uma nova etapa evangelizadora é a mediocridade espiritual. Ele o diz de modo contundente. Deseja incentivar, com todas as suas forças, uma etapa "mais ardente, alegre, generosa, audaz, plena de amor até o fim, e de vida contagiante". Porém, tudo será insuficiente, "se não arde nos corações o fogo do Espírito".

Por isso, busca para a Igreja de hoje "evangelizadores com Espírito", que se abram, sem medo, à sua ação e encontrem nesse Espírito Santo de Jesus "a força para anunciar a verdade do Evangelho com audácia, em voz alta e em todo tempo e lugar, inclusive contracorrente".

A renovação que o Papa deseja estimular no cristianismo atual não é possível "quando a falta de uma espiritualidade profunda se traduz em pessimismo, fatalismo e desconfiança", ou quando nos leva a pensar que "nada pode mudar" e, portanto, "é inútil esforçar-se", ou quando cruzamos os braços definitivamente, "dominados por um descontentamento crônico ou por um ceticismo que seca a alma".

Francisco nos adverte que "às vezes perdemos o entusiasmo ao esquecer que o Evangelho responde às necessidades mais profundas das pessoas". Entretanto, não é assim. O Papa expressa, com força, sua convicção: "não é o mesmo ter conhecido Jesus que não conhecê-lo, não é o mesmo caminhar com ele que caminhar a esmo, não é o mesmo poder escutá-lo que ignorar a sua Palavra... não é o mesmo tratar de construir o mundo com seu Evangelho que fazê-lo somente com a própria razão".

Tudo isto temos de descobrir, por experiência pessoal, em Jesus. Do contrário, para quem não o descobre, "logo lhe falta força e paixão; e uma pessoa que não está convencida, entusiasmada, segura, apaixonada, não convence a ninguém". Não encontra-se aqui um dos principais obstáculos para impulsionar a renovação desejada pelo Papa Francisco?

Tradução do espanhol por Telmo José Amaral de Figueiredo.

Fonte: MUSICALITURGICA.COM - Homilías de José A. Pagola

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Sua participação é muito importante para nós.